Por que o brasileiro odeia tanto as mulheres negras?

Como fazer uma dissertação à la francesa

  • A Problemática

Na capa do  site Terra.com hoje:

Torcida marca presença na vitória do Brasil sobre a Polônia

.

Na matéria uma foto de 4 mulheres NEGRAS MARAVILHOSAS que estavam na torcida da seleção de vôlei num jogo na Itália. Nos comentários, a lixolândia patrocinada, publicada e incentivada pelo site Terra, chama as mulheres de prostitutas. Baseado em que? COM CERTEZA PORQUE SÃO NEGRAS!

Eu poderia falar do homem em geral, da sociedade, do mundo secular, mas gostaria de saber por que o homem BRASILEIRO trata tão mal e desvaloriza as mulheres negras? Por que sempre somos tão discriminadas? Se somos feias, a segregação social, se somos lindas, somos prostitutas.

Alguém conhece no Brasil uma mulher negra que seja de verdade um ídolo? Você pode citar algumas (Tais Araújo por exemplo), mas nem se compara com qualquer mulher branca, mesmo que seja subcelebridade (dentro do mesmo exemplo, o autor Agnaldo Silva disse, quando Tais Araújo chegou ao auge de sua carreira ao protagonizar a novela das oito e ser uma das “Helenas do Maneco”, que uma Helena negra, não poderia ser  retratada como uma Helena “normal”, segundo ele).

Mulher negra não dá ibope no Brasil.

.

  • A Tese

John Lennon um dia disse que a mulher é o negro do mundo. A mulher negra é o negro até da cultura negra. A bióloga Fernanda Lopes, quem eu tive o grande prazer de conhecer na minha adolescência, liderou uma pesquisa relacionada as mulheres negras e o sistema público de saúde. As mulheres negras são as mais mal atendidas nos hospitais e postos de saúde do estado. Inclusive, muitos médicos diziam sentir nojo de tratar mulheres negras.

Esse descaso causa a morte precária e antecipada de muitas mulheres negras todos os dias. Agora, por exemplo.

A mulher negra é a mais discriminada no mercado de trabalho, principalmente entre 25 e 35 anos. Claro,  se somo máquinas parideiras, quem vai dar um emprego ou manter em um uma mulher negra se tem a mentalidade de que é uma mulher ignorante e promíscua e que certamente vai engravidar?

Para uma mulher negra chegar ao patamar de salário de um homem negro que, por si já ganha menos que um homem branco menos escolarizado, ela tem que estudar de 8 a 11 anos a mais!

Nunca me esquecerei uma vez que o Fantástico fez uma pesquisa para eleger a mulher brasileira mais bonita do século. As mulheres foram divididas em 3 grupos: loiras, morenas e RUIVAS (???)!

Você branco, já pensou como é conviver com isso tudo? Quando Luís Caldas e Tiriricas da vida fazem “músicas” jocosas e preconceituosas usando mulheres negras como tema, você já imaginou o que é escutar isso todos os dias na rua? O deboche e o riso velam o racismo por trás da letra e nós é que temos que aguentar.

John Mayer, pseudo-cantor americano disse que nunca ficaria com uma mulher negra, que seu pau membro era um símbolo da superioridade branca (oi?).

A revista americana Complex fez a lista das 50 mulheres brasileiras mais lindas conhecidas internacionalmente votadas pelo público. Entre elas 14 são negras e afro-descendentes, quase 30%. No Brasil, a revista VIP faz também uma lista anual das mulheres mais lindas. Em 2009, das 100 mais gatas da VIP, apenas 8 eram negras (8%)

.

  • A Antítese

Louvada na música popular, símbolo de força, luta e beleza, a mulher negra é uma das fontes da miscigenação do Brasil.  Nas religiões afro-brasileiras a mulher negra é a deusa, a guardiã da sabedoria, a mãe.

Uma unanimidade entre poetas e artistas, a mulher negra ocupa posição de destaque no imaginário da cultura brasileira.

.

  • Síntese

Eu concordo que o Terra não serve de parâmetro de nada positivo nesta vida. É o antro da lixolândia, Terra de ninguém, onde fala-se o que quer. O Terra dissemina o ódio racial, a intolerância e se vale de uma falsa liberdade de expressão de seus leitores para isso. É o mundo cão online.

Sempre me perguntei porque o homem brasileiro odeia tanto a mulher negra… Qualquer mulher negra tem mais histórias de discriminação racial e sexual do que  a população negra como um todo. Não temos direito a nada. O olhar de desdém das pessoas fere e agride nosso orgulho.

PRETAS, temos que nos unir contra isso, nos posicionar contra essa mídia que finge que não existimos. Quando nos dão espaço é por imposições legais ou por uma pressão  social que podemos fazer juntas!

O preconceito e os estereótipos persistem através do tempo. Morena, moreninha, cor de jambo, mulata, tudo isso é racismo mes belles, não se enganem! Chega de passar a mão na cabeça da brejeirice racista do brasileiro!

São muitos obstáculos mas NADA SUPERA NOSSA FORÇA!

ps.: a antes de gritar e espernear e dizer que o que digo é generalização barata, estude um pouco sobre a universalização dos fatos e fenômenos mais um pouco de retórica e depois cola aí pra gente trocar uma idéia.

ps.: antes de gritar, espernear e encher minha paciência, saiba  QUE ESTOU DE MUITO MAL HUMOR por conta disso!

Isso me deixa doente :(

Leia AQUI Nota de Repúdio contra o site Terra.com.br

:: Efigenias::

PRETAS DO CABELO DURO

Advertisements

59 Comments

Filed under As Efigenias, Internet, Opinião

59 responses to “Por que o brasileiro odeia tanto as mulheres negras?

  1. Adicione-me, por favor!

  2. Obrigada por fazer essa postagem.Eu vivi o preconceito diariamente durante a minha infância e adolescência. Hoje sou uma mulher realizada, mas trago comigo todas essas marcas. Se houver uma página no face, onde possamos nos encontrar – estou a disposição. Preciso ficar junto as mulheres negras, pois juntas somos mais!

  3. Anália

    Perfeito o seu texto. Uma amiga costuma dizer que, este fato ocorre porque, nós mulheres negras somos perpetuadoras da nossa raça. Para eles, os odiosos, somos as responsáveis por colocar mais negros no mundo. E graças à Deus, por isso. Mas o que quero destacar aqui, foram alguns comentários. Percebo que além de lidarmos com o ódio consciente e também inconsciente do brasileiro, precisamos lutar pelo nosso direito de amar alguém, independente da raça que for. Cresci vendo isso na nossa cultura, a sociedade sugerindo, que nós mulheres negras, devemos fazer isso ou aquilo. Tolindo nosso direito de escolher quem amamos ou escolhemos para ser pai de nossos filhos. Meu recado para sociedade é o seguinte, esse direito é meu, independente da origem racial desta pessoa. Deixem nossas vidas em paz, não invadam mais nosso território. Estamos dispostas a lutar por isso dia após dia, até que isto fique bem claro.

  4. elias antonio

    É um mediocre ainda no Brasil, não diria machista e nem tão pouco racista,porque para mim são sentimentos tão carrascal que dá até vergonha de menciona-los. Eu serei cremado e levarei no pó a minha crença de que quem assim age jamais se sentiu humano.

  5. Nao me ofendo nem um pouco com racismo.graças a Deus nunk passei por isso e se passar .sei os meus direitos .e o preconceituoso vai pagar

    • Rafael

      O texto perdeu toda credibilidade quando no começo li uma suposição do autor dizendo que tinha CERTEZA “em caps lock” que um desocupado qualquer da internet chamou as mulheres da foto de prostitutas só por serem negras…
      Afirmou isso sem base alguma, e depois escreveu, escreveu e não disse nada e muito menos sugeriu uma solução pro problema.
      Perdi meu tempo lendo isso.

  6. Alex Bispo

    Parabéns pelo seu texto!!!!
    Muito bom mesmo!!!!!!
    Que Deus te abençoe sempre com a capacidade de refletir e analisar a nossa sociedade que é tão injusta.
    Força e Fé Prezada Guerreira.
    Conte comigo quando precisar.
    Fique na Paz do Senhor.
    Abraço.

  7. Terezinha Benedito

    Tu que escreveu está materia:acho que não gosta de mulheres negras e tu me mesmo.

    • SUA RESPOSTA É FÁCIL POUCO CRITERIOSA NADA RESPONDE POUCO DENSA

      • Para alguém como você, nenhuma resposta é suficiente. Você veio aqui para ofender, odiar, falar cuspindo e gesticulando sem acrescentar nada e conseguiu.

        Você é uma das pessoas que ninguém gosta na internet, sabe? Nem você! Um troll confuso e cheio de mágoas.Pode deixar que não vou publicar seus outros comentários, você não merece ser visto dessa forma.

        Seja feliz, filho.

    • Olha, por tudo o que você escreveu,em caixa alta, ou seja, gritando, ofendendo, usando palavras baixas, acho que não existe resposta que te satisfaça. Talvez você tenha essa resposta, talvez seja você que odeia tanto, não sei…

      ps.: estamos em 2016, pare de usar a palavra raça, é muito século XVIII

  8. Wandick Cazzolino

    Será? Basearem-se no comentários do “Terra” (parece piada!) para chegar a essa conclusão? Temos tantas negras maravilhosas em evidência… E “ofendem-se” até com elogios e tratamentos que sempre foram carinhosos!! Quer dizer que eu chamar, como sempre chamei, minha ainda hoje amada e querida ex-esposa de “nêga” é racismo? E o fato de eu amá-la e ficar casado com ela uma década, o que é? Ora, coitadistas de merda…. vão arrumar o que fazer.

  9. Uenia

    Talvez o homem brasileiro não ama as negras porque no inicio, foram todos dependentes de uma Ama de leite, foram cuidados e confortados por uma negra, que certamente ele amou, mas quando cresceu, sua mãe (a Sra. sociedade) disse-lhe que era necessario odiar, repudiar e discriminar esta mulher, pois sobre ela e os frutos de seu ventre, ele deveria bater sua riqueza. Hypocrisia economica misturada à un complexo d’Edipo et Jocasta ao mollo brasileiro.

  10. JERÔNIMO

    Concordo com praticamente tudo que está exposto nesse texto, porém, a Mulher Negra, em sua maioria está contaminada pelo conceito de “Slave Mentality”, passando a copiar estereótipos e comportamentos discriminatórios dos quais reclamam. Exemplo disso são vários em nosso dia a dia: optam quase que geralmente por usar um tipo de cabelo que não é o seu; suspiram quase que exclusivamente por galãs globais e atletas “brancos”; quando são de uma beleza acima da média vão a procura de um “homem branco”; sem contar que agora deram para copiar o gesto de desconfiança das “brancas” e quando passam por um Homem Negro, mesmo bem vestido, escondem celulares, seguram de forma mais firme suas bolsas. Poderia aqui relacionar uma série infindável desses revoltantes comportamentos. Elas lamentam serem discriminadas, no entanto lhes falta sensibilidade e senso crítico para perceberem a parcela de culpa que tem sobre a manutenção desse sistema racista hipócrita que vivemos. Está mais do que na hora de acordar dessa Lavagem Cerebral e partir para a mudança através da união. CHEGA DE LAMENTAÇÃO!

    • Entendi. E você, além de apontar o dedo, o que mais tem feito?

    • Quando eu leio comentários feito estes a única ideia que vem à minha mente é de que NÃO SE TRATA DE UMA MULHER NEGRA falando. Meu querido J., não, eu disse NÃO podemos ser culpadas da OPRESSÃO que sofremos e que somos SUBMETIDAS! Somos sujeito passivo de todos esses verbos. O que nos resta é buscar conscientização sobre esse sistema macabro para enfiar tentar desenvolver nossa crítica, ressaltando que fazemos tudo isso ainda tentando nos desvencilhar do nosso ser-mulher ferido, com a nossa auto-estima arrasada, buscando nos elevar não nos saltos 15cm, mas com a alma. Tenha um pouco de empatia com as dores alheias, se você não passa, deixe quem passa passar… “Não me pegue, não me toque, por favor, não me provoque. Eu só quero ver o Ilê passar!”. Só não sabemos filho, e essa moça escreveu esse texto justamente com esse intuito: ATRAVÉS DA CONSCIÊNCIA E O SENSO CRÍTICO DELA FAZER COM QUE OUTRAS MULHERES NEGRAS DESPERTEM PARA A “MATRIX”! Um abraço negro pra você!

  11. Que post maravilhoso. É o q sempre falo. Temos que dar as nãos e andar juntas, no mesmo sentido. Estamos em busca do mesmo objetivo!

  12. Admiro a Alexandra Loras desde o primeiro minuto que a ouvi em um debate. É um ser com qualidades inegáveis. Provoca reflexões refinadas que vão além das banalidades e superficialidades que estão a inundar as “redes sociais”. MAS penso que esse artigo por ela compartilhado e aqui re-compartilhado e discutido “Por que o brasileiro odeia tanto as mulheres negras?” começa equivocado e tendencioso já na sua formulação. É um texto postado em 2010, por um blog que se deseja defensor das mulheres negras e que para isso, talvez a título de conquistar respeitabilidade, se esforça em exalar vínculos acadêmicos mas acaba em um academicismo tradicionalista e míope. É preciso sim debater e enfrentar as questões das desigualdades, das injustiças, dos muitos e diversos preconceitos, sejam eles quais forem: contra as mulheres, nordestinos, africanos, ciganos, gays, árabes e a lista vai longe. Mas isso, na minha avaliação, precisa ser feito com um mínimo de seriedade e vontade de, realmente, procurar caminhos e soluções para que sandices contra seres humanos não continuem a acontecer seja no Brasil ou em qualquer outra parte desse planeta. Só raiva e só repetir palavras de ordem não produzem mudanças, efetivas, nas matrizes de pensamentos consolidados ao longo de séculos (muitos séculos!). E, principalmente, não afeta o que se deseja atingir: a mudança de ações e comportamentos. Mas são excelentes para provocar embates estéreis e re-ações coléricas que morrem, quase sempre, na praia. Achei uma bobagem gigante o texto. Mas felizmente há muitas gente e instituições de todas as “cores”, classes e origens fazendo trabalhos importantes, sérios e com resultados reais no que tange a mudar esquemas, sistemas perversos e injustos que, até pouco tempo atrás, pareciam perenes e imutáveis.

    • Desculpe, quem é você mesmo para questionar a minha seriedade? Deixa eu advinhar, um homem branco, hétero, de origem europeia querendo dizer o que uma mulher preta deve fazer? Acertei? Nenhuma novidade.

      Primeiro me conheça e depois ponha-se no seu lugar.

  13. Ubiratan

    sou negro e adoro mulheres negras não se desfazendo de outras etnias mas prefiro a mulher negra. Mas isso é polêmico tem algumas mulheres negras que não gostam de homens negros esse assunto sempre foi polêmico. Não faço desse meu gosto uma regra mas pô eu nasci negro como eu não vou gostar da minha própria origem na minha opinião issso é muito esquisito.

  14. thiago

    Sei que faz tempo que vc postou isso,mas só li hj!!eu acho que vc tem razão em termos,sou negro tbm ,eu nunca namorei uma mulher negra infelizmente,mas não por minha vontade mas sim pela delas,elas querem ter filhos brancos não são como as americanas que sabem de todo sofrimento gerado pelo preconceito!!!as negras brasileiras em sua maioria (principalmente as lindas)estilo Camila pitanga só namoram caras brancos.. se esquecem de todo sofrimento do racismo..o judeu e rico em qse toda parte do mundo por sua união entre os seus,o negro e cada um por si e Deus para todos…se tem um negro empresário ele não prioriza seu irmão,mas nas empresas de pessoas brancas qntos negros estão em cargos de destaques?? Em convívio sociais de negros bem sucedidos vc vê ele cercado de gente branca,mas o contrário não se vê,não estou aqui externando uma revolta apenas uma vdd….quem ler pode dizer que o negro não está la por competência,mas a sim negros competentes em todos os setores!!!como todas as raças,temos mais dificuldades?? Sim !!porque fomos escravizados,liberto por uma lei não nos dava direitos ao aprendizado e nem as terras,logo após a lei aurea os fazendeiros trocaram os (escravos)pelos italianos .. livres mas sem trabalho foram para os quilombos,que hj se equivale a favela…ai mas uma explicação de tantos negros na favela…a todas as mulheres negras resgatem suas origens tenham familias negras tenham orgulho de ser negras..

  15. Pingback: O cantinho dos recalcados | ::E f i g e n i a s::

  16. angolana

    li o seu blog e gostei imensso,sou africana ,angolana e vivo na holanda ha muitos anos,no principio quando comecei a frequentar a escola ,como era a unica africana e tinha boas notas os profesores tentaram fazer de tudo para me tirar da escola,meus trabalhos para a nota dezapareciam sem explicacao e notava que eles nao podiam suportar pelo o fato de uma fricana que eles penssavam que viviam em arvores na Africa,consseguisse falar holandes e tirar as melhores notas da sala ,foi uma guerra ,mais nao sou mulher de desistir conssegui terminar toda a materia antes de todos ,no fim do ano eles me pediram desculpas e me deram muita forca para nao desistir nunca de lutar.e quando nao desisitimos ,mesmo com os comentarios podres racistas ,quando continuamos sendo nos mesmos ,vamos ter o respeito,eu nao aceito abrir mao de minha cultura africana,me casei com um angolano tambem ,mesmo tendo varios europeos como pretendentes,porque sei que mais tarde,iriam querer me inferiorizar em suas familias, ja vi muitas historias de amor entre pessoas de diferentes racas que acabam em sofrimento para os filhos e conjugue.Nao desfrizo meu cabelo e nem alizo ,uma forma de aceitacao de quem eu sou ,onde vou com meu cabelo crespo ,muitas vezes me perguntavam porque deixo o cabelo assim e eu perguntava para eles porque que vc deixa o seu assim ,e eles respondiam ,o meu e assim e eu tambem respondo ,o meu tambem e assim e vc tem que aceitar.e assim foram me respeitando e se habituando.
    Onde vou quando vejo olhares estranhos por parte de outras raca eu olho bem firme para essas pessoas ,nunca baixo a cara ,eu nao posso mudar a cor do minha pele ,mais eles podem mudar e deixar de ser racistas.Temos que nos valorizar,muitas mulheres negras aqui casam com brancos e varias vezes quando estou sozinha na rua as vezes aparece alguem e me pergunta se sou casada com um da terra deles ,eu fico indignada porque ,pensam que toda a mulher negra bem sucedida tem que ser casada com um branco, e quando eu digo que sou casada com um angolano como eu ,noto o olhar triste que fazem.Na minha opiniao se a mulher negra e o homen negro se valorizarem,,muita coisa vai mudar.Nao sou racista so acho que os africanos e os afro decencendentes tenhem que comecar a se valorizar mais e amaren se mais,serem ,unidos ,a uniao faz a forca.depois de toda a historia que li sobre a escravtura ,mulheres gravidas estrupadas,homens negros violados,criancas eram cortadas em pedacos para os pais serem obrigados a ceder atrocidades dos colonos de maneira nehuma eu gostaria de me casar com alguem que fez parte deste passado doloroso eu quero dizer seus ancentrais.tenho convivido com amigos que sao casados com algumas europeas ,lhes tratam como lixo em frente das pessoas ,uma vez a mulher falou para o marido na minha frente vc so tem um passaport porque casou comigo ,cala a boca ,fiquei muito trioste e muita humilhacao ,nem todas sao assim ,mais dos casais mixtos que eu conheco na sua maioria as mulheres sao sao assim,tartam seus maridos como verdadeiras colonizadoras e como se o marido fosse o escravo,.triste porque no final os irmaos querem desistir e ja e tarde muitas vezes ja tenhem filhos,e o pai e humilhado de forma terrivel e os filhos sofrem .mais ha casos que corre tudo bem.e muitos deles falam para o meu esposo vc fez bem em se casar com alguem da terra ,com a mesma cultura que vc.Eu tenho amigas e amigos europeos ,os respeito e eles me respeitam porque sabem que eu nao admito abuzos.amo a raca negra embora somos tao marginalizado ,principalmente por causa da escravatura colonial.e fico irritada quando falam que quando os colonos chegaram a Africa os africanos ja se escravizavam ,okay os colonos tambem se escravizavam os ricos abuzavam dos pobres,mais isto nao e desculpa nem motivo,para todas as atrocidades que eles fizeram com os africanos ,acho que nao devem arranjar desculpas para encubrir seus erros.seria muito lindo se tudo fosse diferente ,nao houvesse racismo ,mais existe e nos temos que estar bem firmes para nao deixarem nos escravizarem de novo mentalmente,mudando a textura dos nossos cabelos ,usando cremes para clarear a pel e tentando ser uma marioneta dos colonos.Daqui da holanda vai um abracao para vc do tamanho d aafrica ,as mulheres negras sao lindas.beijao,desculpe pelos erros autograficos ,ja to fora de Angola ha quase 19 anos.

    • Foi lindo gostei de ouvir a declaração sobre as mulheres angolanas, eu também sou angolano e na o admito que zombem de mim a algum instante, isto é pura hipocrisia. Eles acham se maior de todos o que eles não são seus hipo cretos branquelos. Upsiu, só disse a verdade e gostei muito do que você falou és uma angolana que se valoriza isso é bom saber.

    • Melizabeth

      Amei sua posição…das respostasuas a mais coerente. Parabéns.

  17. washington

    NAO TIRO SUA RAZAO NAO.VC QUE ESCREVEU ISSO TA CERTISSIMA.MAS QUERO DEIXA UM COMENTARIO AQUI.UNS DE MUITO PROBLEMAS QUE E O PRECONCEITO COM A COR NEGRA,TEM VARIOS OUTROS.QUE E O DE SABER SE IDENTIFICA,TEM MUITAS MULHERES NEGRAS QUE SE VALORIZA,MAS TEM OUTRAS QUE ACABA ABRINDO BRECHA,PARA QUE AS QUE NAO TEM NADA HAVER PAGA O PATO.TEM MUITAS MULHERES NEGRA QUE ACABA FAZENDO COISAS POR FALTA DE PERSONALIDADE,NAO SE DANDO VALOR E AS OUTRAS NEGRAS QUE NAO TEM NADA HAVER ACABA PAGANDO PELO QUE NAO TEM CULPA.OLHA RACISMO EXISTE,E ALEM DE EXISTIR,ELE TA NA CABECA DAS PESSOAS E OUTRA SE O NEGRO ABRE BRECHA SE FERRA MAIS AINDA.PARA ISSO MELHORA,OS NEGROS TEM QUE SE RESPEITA,COMECA A DA VALOR.MAS NAO FICA NA TEORIA.E FAZER NA PRATICA.FICANDO UM COM OUTRO.PERCEBE QUE O MAIOR RACISMO TAMBEM ESTAO EM ALGUMAS MULHERES NEGRAS.PENSAVO QUE ERA OS HOMENS MAS PENSO QUE VEM DA MULHERES NEGRA.MAS EU ACHO QUE ISSO JA VEM CULTURAL.ISSO E DE NOS BRASILEIROS.VOU CONTA MEU RELATO.EU VIVE COM UMA MULHER NEGRA DURANTE QUATRO ANOS DE MINHA VIDA.ME DEDIQUEI A ELA.ELA TINHA DOIS FILHOS.UMA MENINA E UM MENINO.O PAI DA MENINA ERA UM E O PAI DO MENINO ERA OUTRO.QUANDO COMECEI A FICA COM ELA.NAO ME IMPORTEI COM O PASSADO DELA NAO. FALEI COM ELA QUE IA COMECARMOS UMA VIDA NOVA PARA QUE TUDO DESSE CERTO PARA NOS DOIS.E QUERO FALA QUE EU TAMBEM SOU NEGRO TA.RESULTADO DISSO TUDO.ELA ME TRAIU FICOU COM OUTRO,FIQUEI SABENDO QUE O OUTRO CARA BATE NELA,E ELA GOSTA DE VIVER UMA VIDA ASSIM CONTURBADA.RESUMINDO,TEM MULHERES NEGRAS QUE GOSTA DE SER MUCAMBA ATE HOJE DE HOMEN BRANCOS SE SUBMETENDO A DEITA NAS ESCONDIDA E QUANDO E PRA DESFILA COM ELAS VC NAO VER,VC SO VER ENTRE, ABRE ASPA. NAO FALO TODAS MULHERES NEGRAS LINDA COM HOMENS BRANCOS VELHO NO FINAL DA VIDA COM DINHEIRO QUE E CLARO QUE QUE ELES TEM DINHEIRO.E ELAS FICA LA SE SUBMENTENDO A LIMPA A BUNDA DELES NO FIM DE SUAS VIDA E SUA VELHICE OU SE NAO FICA COM UM NEGRO NO FIM PORQUE NAO TEVE OUTRO GEITO.BATEU CABECA PRA LA E PRA CA NAO ACHOU E O FIM SEMPRE E COM UM NEGAO .E ISSO ABRE BRECHA PARA AS PESSOAS CAI MATANDO EM CIMA DA GENTE.NAO FALO QUE SAO TODAS MULHERES NEGRAS.MAS TEM UMAS QUE PROPRIA DESMORALIZA A COR.ESSE NEGOCIO DE COR NUNCA VAI TER FIM.VAI RENDER PRO RESTO DA VIDA.POR ISSO QUE HOJE PROCURO VIVER A VIDA.SE EU TE FALA QUE NAO PASSO PRECONCEITO RACIAL,EU TO MENTINDO,PASSO SIM E VOU PASSA PRO RESTO DA VIDA.MAS CADA DIA QUE PASSA PESSO A DEUS PARA PASSA POR CIMA DELES ACREDITANDO NELE EM DEUS QUE ELE QUE VAI MELHORA.E ASSIM VOU INDO.PODIA AQUI FICA FALANDO MAIS SOBRE ISSO.MAS E SO UM POUQUINHO DO QUE PENSO SOBRE ISSO.OH PRECONCEITO EXISTE,E ALEM DE EXISTE TA NA NOSSA CABECA.E SE AINDA DAMOS BRECHA PRA ISSO FERROU MAIS AINDA.ENTAO.E UM LEAO A CADA DIA QUE VAMOS TER QUE MATA PRO RESTO DA VIDA.SAO PALVRAS SINCERA QUE FALEI.NAO DISCORDO DISSO QUE VC FALOU A E NAO.MAS VC SE MATA A E.PENSANDO SOBRE COR E TEM OUTROS DA NOSSA PROPRIA COR QUE NAO TA NEM A E.EU ESCREVO ISSO PORQUE EU ERA UNS DESSES LOUCO QUE TODO MES COMPRAVO REVISTA RACA.E MAIS UM MONTE DE COISA SOBRE DA VALOR MINHA COR.CONTINUO NEGRO CONTINUO DANDO MUITO VALOR MINHA COR.MAS TEM TEM UMAS QUE ACABA COLOCANDO TUDO QUE A GENTE PENSA EM MELHORA POR AGUA BAIXO.EU FUI TER UM AMOR DE VERDADE E SINCERO COM UMA MULHER BRANCA.E PRA TE FALA VERDADE QUERIA QUE FOSSE AQUI EU PASSEI 4 ANOS QUE E UMA MULHRE NEGRA.MAS ELA MESMO DESMORALIZOU TUDO EM QUE EU ACREDITAVA E CONTINUO ACREDITANDO.NAO E PORQUE ELA FEZ ISSO QUE TODAS SAO IGUAIS.MAS QUERO FALA PRA TE.E POR CAUSA DELA QUE MUITAS MULHERES NEGRAS PAGA O PATO. SE QUIZER ENTRA EM CONTATO COMIGO.PODE ENTRA OU ME RESPONDE O QUE ESCREVE.MEU E IMAL E W9BOLADEFOGO@HOTMAIL.COM

    • A resposta do blog para esse comentário é: uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa.

    • Mary

      Cara, nem terminei de ler seu comentário, me dá mal estar, me dá nojo… para de generalizar. Não é porque sua ex que era negra te decepcionou, te traiu, sei lá, que você tenha que achar que todas as mulheres negras são isso ou aquilo. E ela está hoje em um relacionamento abusivo, ela que é a vítima, ninguém sofre porque gosta não sabia? Claro que vc não sabia, vc pelo visto não sabe muita coisa. Lava sua boca para falar da mulher negra, eu sou negra, todas as mulheres na minha família são negras e nós nos valorizamos sim, todas nós, só conheço negra com a auto estima lá em cima e que se ama, e nem por isso o preconceito passa longe da gente. Tenho um namorado branco e diferentemente do que vc disse, ele não é velho e nem limpo a bunda dele, ele me assume e me beija em público, estamos juntos porque nos gostamos e nos respeitamos, ele tem orgulho de mim e você como homem negro deveria sentir vergonha em dizer que o negro sofre preconceito porque não se valoriza. Não tem como discutir com alguém não sabe nem o beabá da história. Vai estudar cara!!!

    • Video Maquiagem

      Aí que preguiça por pessoas que pensam, como o cara traído do comentário acima.
      Aí aí aí aí aí…
      Pra ele mulheres negras que traem dão brechas para a discriminação contra elas. E pra mim homens que pensam como ele, perpetuam o racismo, a discriminação e os preconceitos.

  18. Renata

    Realmente, vc retratou a realidade no seu post. Querendo ou não, ainda vivemos em um mundo racista. Eu acho ridículo esse negócio de preconceito. Quantas morenas e morenos são muito mais saudáveis, bonitos e humildes que os brancos? A bondade não está na cor da pele e sim no coração. Fala sério: Quantos brancos não querem pegar a Taís Araújo, a Camila Pitanga ou a Sheron menezes? E quantas mulheres não querem pegar o Toni Garrido ou o Alexandre Pires?

  19. Bem…

    Agradeço pelas falas..
    Porém infelizmente esse é o imaginario na mulher afro-africana no mundo e situação financeira em geral o inverso da mulher branca a eva….
    A afro-africana foi colocada como objeto de uso fruto do branco e da branca, e nisso os homens afro-africanos seguiram e reproduzem até nossos dias…
    Sobre a imagem e o imaginario e o texta da revista, creio não ser uma falar solta, costumo estar pelas europas e na maioria dos lugares se falar que vivo no rio de janeiro os homens e mulheres vão a busca de seus imaginario e reportorio. Segue imagem e representação do Brasil e Rio de Janeiro mulheres com bundas, semi peladas, ou peladas, e afro-africanas. Me lembro que durante anos até a Rosinha ex-governadora do Rio essa era a imagem mais vendida do que era o Brasil em especial o Rio apenas bundas corpos sem rostos apenas bundas nos cartões postal.
    A mudança ou a conversão psiquica dos afro-africanos só será realizada após a negação dos IOS legados pelos euro-europeus e demais povos que colocaram afro-africano na condição de seu outro total. E como o mundo é machista ainda dentre os afro-africanos a mulher preta é a que mais sofre e paga…

    ME DEIXEM AMAR UMA PRETA DE KBLO RUIM, SEM KBLO DE INDO, BRANCA, ALISADO, RELACHADO DEIXEM APENAS AMAR UMA KBLO RUIM….

    Uhuru
    Paz e Graça

  20. Waldir Nonato

    Parabéns pelo post. Entendo seu mau humor, pois é totalmente justificado.
    Evidente que o portal terra parte de um pressuposto, preconceituoso, ao afirmar que as mulheres negras retratadas seriam prostitutas, já que para estarem na Itália, desacompanhadas e belíssimas só poderiam ser prostitutas, uma vez que o padrão da mulher negra brasileira seria estar sub-empregada, num rincão qualquer do país.
    Daí, para a generalização que o brasileiro (povo brasileiro, quero crer) odeia a mulher negra, existe um longo caminho a percorrer…
    Pela minha experiência de vida (tenho 50 anos incompletos) sou testemunha que os negros ainda são muito marginalizados no Brasil e não conseguimos (me incluo na fila) desenvolver uma auto-estima e confiança plena, afinal fazem apenas quatro gerações que fomos emancipados. Atualmente, estamos na quinta geração de homens e mulheres livres dos grilhões da escravidão. Durante 4 séculos, tudo foi feito para acreditarmos que éramos inferiores de modo a aceitar e justificar nossa escravidão. 123 anos é pouco tempo para recuperarmos o atraso desse abominável interregno de aviltamento, sofrimento e humilhação.
    Entretanto, na minha opinião, o caminho de integração e resgate social e psíquico dos negros brasileiros passa exatamente pela conciliação e não pelo confronto puro e simples. Quero dizer, que vejo mais oportunidades de afirmação da nossa capacidade intelectual e da aceitação da nossa estética num modelo de conciliação e formação de uma elite intelectual e política. Um exemplo clássico do que digo é que muitas vezes afirmasse que no Brasil o preconceito é mais social do que racial (pessoalmente discordo, pois acho que existem ambos), pois quando o negro ascende socialmente as portas da sociedade se abrem e ele é aceito nos círculos sociais. Mais uma vez falando da minha própria experiência, digo que isso é uma meia verdade. Posso ser considerado um homem bem sucedido financeiramente (principalmente, considerando o meu ponto de partida). Sou bem tratado em todos os lugares que freqüento, sou chamado de doutor, de diretor, etc. Embora, entre meus pares, continuo sendo o Negão, o moreno (moro no Amazonas e aqui os negros são “morenos”), enfim… Me aceitam, mas fazem questão de lembrar que sou “diferente”, pois os demais não são chamados de “brancões” ou de “pálidos”, entende? Isso é discriminação.
    Voltando a questão da mulher negra, a mulher em geral, é vista como um ser inferior sendo de qualquer etnia. Poucas e raras são as sociedades mundiais nas quais a mulher ocupa um lugar de destaque. Logo a mulher negra tende a ocupar um lugar hierarquicamente subalterno no Brasil. Além do mais, ao longo das últimas décadas a mulher negra perdeu seu espaço como símbolo sexual em nossa sociedade, o que outrora era comum por ser ainda uma reminiscência da época em que satisfaziam sexualmente os senhores de escravos e logo depois da escravidão, abasteciam os bordéis. Essa visão da mulher (qualquer) como objeto, seja sexual, seja de poder, persiste, mas historicamente as negras tornaram-se indesejadas ou não mais tão desejadas assim, na medida em que as “outras” tornaram-se acessíveis para esses fins e como decorrência, assumiram um papel de destaque até mesmo em redutos tipicamente de resistência cultural, como as escolas de samba.
    O homem é um produto do meio ou o ser social determina o pensamento. Essa afirmação exemplifica o porque aqui no Brasil tudo que é ruim é negro. “A coisa está preta” como símbolo de dificuldades é um epíteto dessa manipulação do inconsciente coletivo, logo a mulher negra acaba aprisionada ao estereótipo que de que tudo que é preto é sujo, é feio, é inferior, que o preto bom é aquele que tem “a alma branca” e outras sandices…
    Em resumo, não levem as opiniões de cunho racista tão a sério, vamos nos integrar a sociedade brasileira e trazer contribuições relevantes para o desenvolvimento do país, independente do que pensem de nós. Liberdade, Igualdade e Fraternidade. E vamos a lute pela paz!

  21. Debora caroline

    Sem dúvida você escreveu tudo o que eu penso e me questiono todos os dias, como mulher negra faço a minha parte de resgatar e fortalecer a nossa cultura!
    Trabalho como trançeira em mem salão afro, e todos os dias ouço as ,mulheres negras com as mesmas críticas!
    Está na hora de nos apoiarmos, de mostrar que somos empoderadas, e “não somos apenas a mulata gostosa ou a Ama de coração”(Lélia Gonzalez).
    Parabéns pelo blog!!

  22. Jocafi

    Queridas,eu,afro igual a vcs,companheiro nessa luta desigual,vos digo,permaneçam de cabeças erguidas,firmes,decididas,resolutas,crendo que o sol da liberdade vai raiar pra tds nós que o almejamos,e,então,as profecias do pastor da Geórgia se cumprirão entre nós,como tem acontecido com nosso irmãos norteamericanos…”I Have a Dream”…..

  23. Lisa

    Este John Mayer esqueceu-se que o seu membro q significa supremacia branca é do tamanho de um feijão,se quisesse dar uma de superior escolhia outra coisa e não um aspecto que constitui até embaraço e complexo pra a maioria dos homens brancos.
    Coitado de certeza que levou fora de uma negra e não aceitou essa situação porque se acha superior!ahahahahahahahah membro da supremacia branca!

  24. Solange

    Além de preconceitosos são também hipócritas, porque quando descobrem que, apesar de sua aparência, sua profissão e seu salário é muito maior que o “zé mané” que o atende, mudam até o tom de voz. Dignidade sempre!

  25. Carlos

    Sinceramente, eu não concordo totalmente com suas observações, porque vc está generalizando. Claro; não vamos tapar o Sol com uma peneira, todos sabemos que o racismo está aí para todos verem; mas eu sou um homem branco, amo as negras de paixão, inclusive quanto mais elas assumem sua negritude mais as amo, e sinto-me cada vez mais atraído por elas.
    O fato é só um: enquanto o racismo partir dos próprios negros, nós não vamos erradicá-lo da sociedade! Esse é meu ponto de vista.

    • Os comentários do Efigenias é um espaço fino e elegante onde discutimos, tomando chá inglês, idéias e opiniões. Muitas vezes essas opiniões não condizem com as nossas, mesmo assim ficamos felizes em ter todos vocês aqui, participando do debate e lutando com todas nossoas forças pela felicidade de todas as pessoas :)

  26. Adriana

    Não percam seu tempo querendo maior “aceitação” dos brancos ou que eles sejam “justos” conosco.
    Vamos trabalhar, cuidar da nossa vida , estudar, ajudar outros irmãos negros, brancos ou que cor que sejam, nós temos que seguir nossa vida e esquecer de querer que eles “deêm” mais espaço para nós. Não vamos perder tempo com pesamentos pequenos de “alguns” brancos.

    • francisco

      Falou certo, agora, “alguns” brancos. E realmente, isto que vocês comentam, infelizmente, é verdade. Uma amiga de serviço, negra, diz que já foi tratada com desdém em algumas lojas por ser negra, mas depois que atravessa a rua e compra em outra loja, mudam a conversa rapidinho.
      Sou branco e concordo com vocês: nesta luta contra a discriminação, a melhor maneira de lutar contra ela é manter a cabeça erguida, batalhar, estudar, conquistar o espaço com competência.

  27. Iara de Fátima Rodrigues

    Concordo em gênero, número e grau.
    Só não divido uma observação, a de que os homens brasileiros odeiam as negras.
    O brasileiro, brancos ou negros, só gosta das negras que se enquadram no esteriótipo socialmente estabelecido socialmente há centenas de anos. Aquela que samba, gera filhos e é boa de cama.
    Creio que já passou da hora das mulheres empunharem livros, revistas, jornais e o que mais lhes cair nas mãos (ou elas colocarem nas mãos) e buscarem o conhecimento, a cultura. Única maneira que conheço de se fortalecer e enfrentar a sociedade hipócrita que nos rodeia.
    Ah! Mais importante, mudar a postura, sair do padrão!
    Mulher negra lê, estuda, trabalha em boas empresas, sabe se portar, tem auto-estima, enfim, a mulher negra tem todos os pré-requisitos que qualquer outra mulher possui, só não acredita em si mesma.
    Vive de aparências por não ter coragem de encarar no espelho a dureza da vida, a falsidade cotidiana.
    Força mulher negra. Dói, mas vale a pena, voce estará preparando o terreno para as futuras gerações.
    Que responsabilidade….
    Iara de Fátima Rodrigues

  28. Bia do RJ

    Parabéns pelo blog..vou te acompanhar..e sobre nossas questões..vemos como nosso copro é público..as pessoas falm o que quer e pensam..e isso é revoltante.
    Bjs

  29. Não sei se a pergunta certa é ‘Por que o brasileiro odeia’ e sim, ‘Por que a sociedade odeia?’. Sem contar o que sentimos por nós mesmas.

    Você comentou da ‘Thais Araújo’ mas a verdade é que quando negras alcançam altos padrões sociais e midiáticos, elas deixam de ser negras. Os traços não que lembram negritudes são mascarados.
    Gostaria de um modelo de beleza negra que possuí o nariz achatado, ou a boca avantajada e o cabelo muito crespo.

    Nós , mulheres negras, comprados essa idéia de padrão de beleza e tentamos nos enquadrar a todo custo. Nos discriminamos, nos rotulamos e nos adjetivamos.

    Sonho com o dia em que deixaremos de ser ‘Mulheres negras’ para sermos apenas MULHERES.

  30. johnny P

    mandei um email pro terra pedindo a fonte que comprova a suposiçao de que as moças da foto sao prostitutas e adivinhem só…
    NAO RESPONDERAM!

  31. Danutta cipriano

    acho que alem dos brasileiros estao os homens negros , que ja sao mais racistas que o Brasil num todo.
    quando homens negros ficam famosos oq mais se vê é um negro com uma Branca loira . FATO

    nunca vi um homem negro famoso com uma mulher negra .
    Bom se anonimos eles ja sao assim , imagine entao famosos ‘ :S

    apenas lamento’ .

    muito show seu blog parabens ‘

    • Adriana

      Parabéns querida pelo seu texto, isso é uma verdade, claro que cada regras tem suas exceções ,mas o Brasil realmente tem um racismo imbutido só percebi, quem sofre na própria pele, vs ver são raros os jogadores de futebol que alcança a fama e riqueza , queiram desfilar ,com uma negra como esposa na alta sociedade , muito menos ter filhos negros.

  32. Black

    Revoltante…

  33. Lu… Você é a tradução da evolução humana. Amo-te!

    • renata teófilo

      Concordo plenamente com tudo o que foi falado: eu sei muito bem o que é ser mulher negra nesse país, é uma discriminação sem tamanho em todos os sentidos! Não interessa se temos PHD em física quântica que nos tratam com desdém como se fôssemos prostitutas. Uma vegonha!!!
      Belo artigo Lu! Aliás, parabéns pelo blog, está o máximo!

  34. Pingback: Por que o brasileiro odeia tanto as mulheres negras? « Casa da Negrita

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s