Category Archives: Fashion

Out and about meets Autopromoção

Nova publicidade da linha Live da Lacoste Paris já está online.

A editora chefe do :: Efigenias :: na nova publicidade Lacoste Live!

Moderna, a pub é interativa, no melhor estilo web 2.0.

Filmado num hotel particular ao lado da torre Eiffel.

 

– Sou fina.

:: Efigenias ::

Advertisements

Leave a comment

Filed under Efigenias, Fashion, Out and About

Recordar é viver

Onde estão as modelos negras?

Segundo Naomi Campbell houve avanços, mas seguimos preteridas nas passarelas e anúncios publicitários

Em 17 de novembro de 2009, Naomi Campbell veio até esse blog reclamar da falta de modelos negras no mundo da moda. Um ano depois, nada mudou e aqui está a übermodel novamente pra dizer mais uma verdade inconveniente: a moda, assim como a sociedade, assim como o mundo é racista.

O mundo da moda ainda é racista, diz Naomi Campbell

Fiquei sabendo pelo site Black Hair & Other Stories que a revista Marie Claire tem uma sessão só pra mulheres negras. Espera um pouco, não era mais fácil diversificar um pouco as modelos e as matérias para que revista fosse uma revista feminina e não uma revista de mulheres brancas que as negras também podem ler? Fico feliz por termos espaço em uma revista que dita tendências e moda, mas como tô rabugenta hoje, permaneço com o pé atrás (que já tiver visto a revista ou tiver uma opinião, por favor escreva para a redação ou comente).

Iniciativas

A estilista e consultora de moda fofolete demais Thaís Losso (Cavalera, Sommer, Revista Capricho) por sua fez, foi ainda mais pontual e ao notar que no último Fashion Rio apenas 4 marcas desfilaram modelos negras e se questionou onde estão nossas meninas negras?

Como Walter Rodrigues não é bobo nem nada, na sua coleção de verão 2011, não colocou uma modelo negra, não colou uma cota de modelos negras, mas todas as modelos de seu desfile! Inspirado na zona da mata pernambucana todas as suas modelos eram pretas. Qual a diferença? Bem, todas são lindas e ficamos felizes, mas na prática são modelos como quaisquer outras!

Claro que essa atitude gerou um burburinho da primeira fila ao gargarejo, mas engraçado, quando todas as modelos de todas as revistas são loiras, ninguém fala nada… Mentira! Na época eu li na Lixolândia uma comentário que sim, os negros lutam contra o racismo, mas um desfile só com negras  é uma forma de preconceito contra os brancos.

Deixa eu ver se eu entendi, afinal, aqui somos um blog humanista e simpatizamos com a causa de todos os excluídos: em todos os desfiles da Fashion Rio, apenas 4 marcas tinham modelos negras, ou seja, a maioria das marcas desfilou apenas modelos brancas, muito bem. Por oposição, em um dos desfiles, todas as modelos eram negras, logo, essa marca foi racista. As outras que não tinham nenhuma modelo de nenhuma outra cor que não fosse branca, foram um mero acaso do destino. Entendi.

Sentindo na pele

A Editora do Efigenias, Luanna Teofillo, que vira e mexe tem seus dias de modelo de publicidade, em entrevista exclusiva, diz que o problema não é apenas o fato das pessoas serem racistas, mas também a falta de criatividade e profissionalismo de muitos trabalhadores da moda. “Já aconteceu mais de uma vez da maquiadora não ter maquiagem adequada para minha pele e eu ter sido excluída do editorial. Pior ainda uma vez que uma cabeleireira se recusou a arrumar meu cabelo, segundo ela, não mexia em cabelo como o meu, pode? Isso em Buenos Aires”.

E continuou: “Já na França há um fenômeno muito intrigante hoje em dia que são os modelos métisseMétisse é o termo que eles usam para um negro mestiço ou mesmo de pele um pouco mais clara como os brasileiros e caribenhos. Muitas vezes eu sei que eu não sou a mais bonita do casting, nem a mais magra,  mas como a minha pele é mais clara que das pretas maravilhosas que tem aqui, acabo tendo mais chance de pegar o trabalho”.

Perguntada se é a favor a adoção de cotas nos desfile, a blogueira é emblemática: “SIM! Sou a favor de cotas para tudo e por diversos motivos: para trazer o debate, para que as pessoas se posicionem, para mudar o quadro, para dar esperança as meninas que sonham em ser modelos. Afinal se a inclusão fosse algo natural, já teria acontecido. Numa sociedade racista, cabe a todos nós lutarmos para dar mais representatividade tanto de negros com orientais, indígenas, deficientes, mestiços,etc.”

É triste como o ser humano tenta, procura, se força para se limitar. Bem que Nietzsche me dizia que no dia que soubermos de verdade que somos o super-homem , com capacidades e inteligência infinita, teremos vergonha do somos hoje.

Leave a comment

Filed under Beleza, Fashion, Opinião

Google pergunta

Nostalgia Chic

Mais uma  sugestão d@s navegador@s do Efigenias

Pequenos mimos que toda alpha female + business woman + menina de família deve ter em sua bolsa.

Porta Cartões

Para guardar seu próprio cartão de visita (você já tem um, né?) e acolher os cartões oferecidos. Básico para offline network.

Porta Cart - Les invasions éphemères 9,90 €

Better than Beauty: A guide to charm

Lembre-se, o charme é mais importante que a beleza. Aprofundar-se a na arte do bem viver, cultivar-se, é essencial para a mulher moderna e cocotas  modernetes de todas as tribos.
“Publicado originalmente em 1938, o livro oferece dicas atemporais de beleza, boas maneiras, saúde e estilo.”

Guia de etiqueta Better than Beauty $15.99

Relógio de Bolso Breakfest at Tiffany’s

Não sei vocês, mas nós dos Efigenias AMAMOS relógios de bolso. São lindos, delicados e charmosos. Você pode usar também como colar, o importante é não perder a hora pro estilo, só pra fazer um finalzinho bem cliché.

Relógio de Bolso Breakfast at Tiffany's $32.99

Sombrinha Vintage Rose

Seja em São Paulo, Paris ou Londres chuva é o que mais rola. Além de proteger sua chapinha, escova ou aplicação de creatina, você pode ser charmosa e clássica.

Sombrinha Vintage Rose £7.99

Mini-PC HP Vivienne Tam Butterfly

E por último mas não menos importante, o  supercute mini pc Butterfly da HP. Sonho de consumo da redação do Efigenias em peso, não poderia faltar na nossa lista, afinal, temos uma vida virtual a selar e prover conteúdo.

 

Mini-PC Butterfly R$ 1.842

 

♥Palavras de sabedoria da Vovó Efigenia♥

Vô Luanna Efigenia

“Sonhar não custa nada.” Unidos do Salgueiro

“O que eu gosto não é graça.” Cansei de Ser Sexy

“O que é grátis não é igual ao que é caro.” Luanna Teofillo

“I like my money right where I can see it… hanging in my closet.” Carrie Bradshaw

Juízo!

Beijos da Vovó

Leave a comment

Filed under As Efigenias, Beleza, Fashion

Quando sapatos nos fazem rir

Suddenly, I felt like I was wearing patchouli in a room full of Chanel.”

#CarrieBradshawfeelings

 

Leave a comment

Filed under Fashion, Out and About, Produtos

Bofe do Domingo

TODOS os modelos do catálogo DKNY Outono/Inverno 2010/11

Modelos

Origem: Diversas

Carreira: Modelos e tudo de bom

O que contar para a família: São modelos, são modelos lindos, são modelos lindos no catálogo da DKNY

É para casar? Resumindo são modelos e amamos todos os modelos do mundo.

Leave a comment

Filed under Beleza, Fashion, Out and About

Estilo

DÂNDI . Dandy . Dandio

O príncipe nasce como tal, o Dândi segue o que é sua vocação natural

 

« Aucun crime n'est vulgaire, mais la vulgarité est un crime. La vulgarité, c'est ce que font les autres. »— Oscar Wilde

 

Pouco laureado na cultura brasileira, o Dândi é o estilo adorado pelos mais finos. Dândi é o seguidor do dandismo que é uma doutrina de elegância e excelência fundada no século XVIII no Inglaterra pela elite intelectual e que teve seu auge no século XIX na França.

É o cavalheiro perfeito, reconhecido por sua elegância e senso estético no vestir e em suas boas maneiras. No estilo, o Dândi remete ao visual formado por alfaiataria e cortes clássicos em tons neutros como preto, marrom e cinza, combinado com acessórios como relógio, chapéu, bengala, guarda chuva, colete e luvas. Um luxo que amamos.

 

Baudelaire identifie le dandysme comme le « dernier acte d'héroïsme » possible, recherche de distinction et de noblesse, d'une aristeia de l'apparence.

 

♣ Dândis originais:

George Beau Brummel, Oscar Wilde, Lord Byron

♥ Dândis modernos:

Justin Timberlake, Peter Doherty, Albert Hammond Jr, Usher

♦ No Brasil:

Marco Mion e Chico Bento

.

.O verdadeiro Dândi não se prende a padrões culturais, é cavalheiro naturalmente, não se importando com o modus operandis do macho vigente. Dado às artes e às contemplações estéticas do belo e do bom, o Dândi se destaca entre os outros homens, pobremente masculinos. É um sucesso entre as cocotas de bom gosto como nós do Efigenias ( ;) ).

Além da aparência, o que mais encanta no Dândi é o cavalheirismo que é algo que não existe mais na nossa cultura. No Brasil cordial do caboclo amigão, o cavalheirismo foi pouco difundido e se perdeu no tempo. As famílias não ensinam mais os filhos a serem cavalheiros; nas escolas, isso não é assunto e na cultura em geral já passou.

Muitos homens se escusam dizendo que o feminismo acabou com o cavalheirismo. Meus caros, a essência do homem cavalheiro é imune a alterações externas. O feminismo é resposta ao machismo. O cavalheirismo é o auge da beleza e da virilidade de um homem. Ou seja, uma coisa não tem nada a ver com outra.

 

« Le Dandy doit aspirer à être sublime sans interruption, il doit vivre et dormir devant un miroir »— Baudelaire, Mon cœur mis à nu

 

 

Alguns consideram o Dândi um excêntrico arrogante. Na origem pode-se dizer que é o dandismo é uma evolução do esnobismo na Europa do século XIX. O dandismo aconteceu antes da Revolução Industrial, assim que os homens podiam dedicar-se mais à elegância, já que não tinham que se vestir para o trabalho escrav0 assalariado. Sua vaidade e egocentrismo são baseados no conhecimento e delicadeza nas palavras e nos modos. Eram os burgueses que, mesmo não fazendo parte da aristocracia, se cultivavam a ponto de ser tão ou mais finos que os próprios aristocratas.

 

« Le mot dandy implique une quintessence de caractère et une intelligence subtile de tout le mécanisme moral de ce monde. » — Baudelaire, Le Peintre de la vie moderne

 

Por que um Dândi tem nossa preferência e merece nosso amor:

  • Abre sempre as portas e nos deixa passar na frente
  • Na calçada, anda sempre do lado da rua para nos proteger
  • Usa sempre relógio de pulso ou no auge do classismo, relógio de bolso
  • Usa chapéu, boina e suspensório
  • É sedutor sem ser cafa, xavequeiro, conquistador barato ou afins
  • Refinado, fala sobre artes, música, filosofia, literatura, tudo isso com charme, sem ser pedante.
  • Ao descer escadas, vai na frente para acudir a dama caso ela caia. Ao subir, vai na frente outra vez, dessa vez para não constranger a moça olhando para sua bunda ou diretamente sua calcinha se ela estiver de mini-saia
  • Tira o chapéu ao entrar em ambientes fechados, a mesa e ao cumprimentar pessoas
  • Beija a mão ao cumprimentar uma senhorita ♥
  • É sempre educado, mesmo quando alguém é mal educado ou deselegante com ele
  • Respeita e louva os mais velhos. Vê neles experiência e apreende sua boa educação
  • Ama todas as mulheres e as vê lindas em sua essência feminina
  • É muito bem asseado: unhas limpas, roupas limpas (pode parecer mentira, mas nós mulheres aguentamos cada coisa de alguns homens, afff!)
  • Valoriza a mulher, cede seu assento não para diminuí-la, mas porque a respeita em sua condição de mulher
  • Carrega as coisas dela como bolsas, sacolas, Mini PC e sombrinhas
  • Oferecer o casaco se estiver frio, e se ela não aceitar por educação, ele a cobre delicadamente
  • Escuta mais do que fala
  • Paga a conta  (SIM!)


Modernamente, podemos citar o malandro como uma adaptação tupiniquim do Dândi. Podemos também interpretar extensivamente e colocar no mesmo saco  o metrosexual e o mais coerente que é um movimento muito legal que começou na cidade Brazzaville no Congo e logo, se manifesta aqui em Paris, onde além de vários dândis liiiindos e charmants, há os também lindos Sapeurs, embaixadores do estilo Sape.

Cultivem-se meus jovens, um cavalheiro é sempre um cavalheiro.

1 Comment

Filed under Beleza, Black, Fashion

OJO! na Moda

Existe moda na América Latina?

O que rola fora do eixo Paris – Milão – Nova York e orgulhosamente São Paulo?

Após um temporada em Buenos Aires, Sandra Cata volta a Colômbia onde junto com Laura Salgado e suas idéias estreia Les Recolettes – Estudio Moda Agencia de Modelos, de Bogotá para o mundo.

Empreendorismo criativo moderno, Les Recolettes buscam se destacar pelo cuidado estético, conceitual e  urbano.

Fresh and Clean.

Sandra Cata é também uma amiga querida, trabalhamos e badalamos muito em Buenos Aires. Chic e fina, é melhor observarmos de perto porque ela promete e muito!

Clique AQUI para ler a entrevista em Espanhol.

* O que e quem são Les Recolettes?

Les Recolettes Estudio Moda é um estúdio de produção e fotografia de moda que visa integrar produção de moda especializada, conceito tão pouco valorizado no mercado colombiano. Les Recolettes  é um espaço de pesquisa de moda onde além das produções, se faz pesquisas de tendência, stylehunter, coolhunting e artigos de moda para várias mídias. Com isto, provem a seus clientes um serviço completo, definido não apenas como algo estético mas sim como ramo da arte.

Les Recolettes são Sandra Guzman, produtora e jornalista de moda e Laura Salgado, fotógrafa. Sua incursão no mundo da moda começa com a marca de roupas e acessórios vintage Nela Sagu  e sua coleção Chic Vintage. Esta coleção, foi uma proposta inovadora na época, que trouxe para o mercado um recurso que ainda era desconhecido mas já tendências em cidades como Nova York, Buenos Aires e Londres. Tratava-se da reforma de peças de 2º mão e costumizá-las para que as gerações futuras pudessem utilizar.

Depois de terem sido publicadas no jornal El Tiempo, a revista Shock, GO Guia de Lazer e serem entrevistada pela expert de moda Pilar Castaño e o Body Channel, saem do país para expandir seus conhecimentos em Buenos Aires, Argentina envolvendo-se na cena bonaerense onde Laura Salgado  fotografa para Jack Daniel’s, Finlandia Vodka e agência Padre Comunicaciones e  Sandra Cata trabalha no  Buenos Aires Fashion Week (BAF) e faz algumas participações na Fox Latinoamérica sobre cores e tendências em design de interiores.

Em seu retorno a Bogotá, decidem se reunir para formar Les Recolettes Estudio Moda.

** Quais são as maiores influências de moda e estilo?

Definimos nossa influência dentro do gênero teatral e artístico onde juntamos referências visuais e estéticas como a revista Vogue Itália, que além de moda tem uma vertente cênica, assim como Eugenico Recuendo, Annie Lebowits e Ines van Lawswerde.

*** Quais são os grandes nomes da moda?

Galliano, Alexander McQueen, Coco Chanel, Elsa Schiaparelli e Yves Saint Laurent.

**** Existe moda na América do Sul?

Sim, existe a  moda, mas não há a tendência, dois conceitos totalmente distintos que no Sul não são totalmente diferenciados. Somente existe a moda no sentido da massividade.

***** Qual a diferencia da moda na América Latina e Europa e Estados Unidos?

A Europa se identifica com a nostalgia do passado: vinculam peças de diversas épocas e assim criam tendência. Nos Estados Unidos o lance é a massificação e um conceito pret-à-porter a última potência, onde a moda é um item de consumo massivo e urbano.

Na América Latina a diferença é no processo de produção e auto-identificação: suas origens fazem parte da criação e do design e agora tenta estabelecer uma base para evoluir no mundo da moda.

****** O que a moda  em São Paulo, Buenos Aires e Bogotá tem em comum?

A auto-identificação com suas origens. Tenta-se criar uma base protecionista e afirmativa através da moda.

******* Me fala sobre Les Recolettes Model Agency?

Este novo projeto quer injetar ao mercado modelos que satisfaçam as expectativas dos clientes por uma nova visão dos modelos. Nosso objetivo se baseia na exaltação dos traços, da diversidade. A idéia é abrir espaço para a diferença, fugindo do protótipo colombiano, não só pela imagem quanto pelo estilo que pode ser trash, punk, yuppies, etc…

******** Como é o homem e a mulher Les Recolettes?

São autênticos, mesclados com glamour e carisma.

********* Quais são os objetivos e os planos da marca?

Nos projetar não só a nível nacional e internacional, o que já começamos na Argentina. Queremos cobrir todos os âmbitos da moda de maneira integral e eficaz.

********** Há influência da cultura negra na estética buscada por Les Recolettes?

Sandra Cata é mestiça de negro e branco. Sempre vemos raízes e elementos afros em nossas produções. A cor, a ginga e talvez a força e a luta. A quantidade de recursos e opções da estética afro, como o style a as texturas.

Gracias amiga :) ♥

ps.: O Efigenias foi solicitado a retirar uma das imagens da matéria por “quebra de direitos autorais (?)”. Cumprimos e lamentamos prontamente.  Só não se  esqueçam de algo amiguinhos, um LINK vale mais do que mil palavras! ;)

1 Comment

Filed under Black, Fashion, One of Us

Moda à cores

Moda moderna com toques étnicos e urbanos ultra femininos, esta é a Boxing Kitten da auto-didata e businessmodernlady Maya Amina Lake . A inspiração vem das ruas, do vintage, das manifestações sociais e do mais moderno e multicultural.

A designer, formada em Estudos Afro-Americanos na Univesidade de Wesleyan, empresta sua creativdade para vestir divas como Beyonce, Alicia Keys e Rihanna.  Suas peças coloriadas também podem ser vistas nas páginas do New York Times, Giant Magazine e nos blogs mais modernos da net, como o Black Girls Rock que escolheu Amina como uma das Three Fashionistas To Watch.

1 Comment

Filed under Fashion

Naomi "do Brasil" Campbell defende modelos negras

Fala se ela não é tudo? Naomi Campbell além de linda, poderosa, modelo, chiquetésima é brasileira de coração.
 
A über model defendeu essa semana num evento na Africa do Sul a inclusão de modelos negros na publicidade e moda dos mundos chamados “desenvolvidos”. Pois é.
 

Leia mais sobre modelos negros

 

 

Naomi Campbell defende modelos negras

 
 
 
:: Efigenias ::
Team Naomi
 
 

2 Comments

Filed under Fashion, Fêmea alfa, HOT NEWS

Cotas na Moda

Em que pé  anda a diversidade nos desfiles da semana de moda mais importante do Brasil?

Progresso se faz jogando a bola pra frente e chutando pro gol

Finalmente alguém se tocou o que realmente quer dizer a adoção de cotas nos desfiles do São Paulo Fashion Week e deu um passo progressivo a caminho da igualdade e claro, mais pessoas puderam apreciar a beleza da mulher brasileira preta! Fonte: Site Terra (de ninguém) Lixolândia

Campanha Maria Bonita

Divulgação
São Paulo, 19/10/2009
As 21 belas que figuram a campanha da Maria Bonita ao lado do fotógrafo Bob Wolfenson e do designer Rafic Farah
Olhando essa foto, eu me pergunto como alguém pode acha isso ruim… ;)
:: Efigenias ::
gatas pretas

1 Comment

Filed under As Efigenias, Beleza, Fashion