Tag Archives: bronzeamento

Review Black or Pink

Black ou pink

A editora acusa mulheres de falta de senso estético e submissão

… mas com que direito?

No dia 06 de novembro de 2009 eu escrevi o artigo intitulado Black or Pink, uma crítica efusiva contra as mulheres pretas que usam clareadores do pele.

Como sabemos, o tempo é o melhor amigo daquele que não quer padecer na ignorância e se iluminar. Quatro anos se passaram, e em 29 de maio de 2013 eu afirmo: o texto não passa de grande falácia para justificar  dissonância cognitiva e preconceito. Explico.

Oras, todos sabem que aqui no :: Efigenias ::, a palavra de ordem é diversidade, diferenças, auto-determinação e liberdade individual. Entretanto, numa manobra psicológica para justificar o meu preconceito, escrevi o artigo.

Quer dizer que as mulheres negras não são mulheres e não podem escolher o que bem entendem em relação a sua pele? Quer dizer que o discurso afrohoolingan que eu tanto combato, na verdade, serviu de fundamento para a minha motivação?  Calma, não estou apelando para a desonestidade intelectual, conheço causas e  conseqüências, mas quem diabos sou eu para julgar?

A manobra falaciana ocorre para dar veracidade a um texto que é falso por romper com os principios básicos humanistas com os quais esse blog amplamente se compromete. Carece de dados, de opiniões de referências. É apenas a opinião humana e parcialmente insignificante da editora do blog.

Nestes quatro anos, analisando apenas a parte subjetiva que as experiências sociais, eu aprendi que o ser humano é assim mesmo. Claro que temos  motivações diferentes, mas olha…tem de tudo nessa vida. Respeite!

tanned efigenias

tanned woman efigenias

O texto apresenta um falso dilema, afinal, a vida não se resume apenas em black ou pink , o que torna a proposição falsa.

Trata-se de causa genuína, as pessoas deveriam manter a cor de pele que tem, mas insignificante pois cada um faz o que quer da sua vida.

Resumindo, ou eu escrevo um post decente com referências, opiniões e proponho um debate humanista e  progressista, ou me calo no meu preconceito.

:: Efigenias ::

louvemos a dúvida

1 Comment

Filed under Review