Tag Archives: viagem

Namorado imaginário

Caro Mark Ronson

É com grande prazer que anunciamos que você foi eleito 0 namorado imaginário do mês pela redação deste site. Três características suas nos chamaram a atenção e motivaram nossa escolha:

– Você é um bombom formado pela Universidade de New York #academicpride

– Você é DJ, produtor e empresário de fama internacional tendo trabalhado com mitos como Amy Winehouse e Adele

– Você foi namorado de Rashid Jones, filha do Quincy Jones, Efigenia por excelência

Apresentamos 2 dicas do que se fazer em Londres em  um first date com o Mark Ronson:

1 HOOTA NANNY BRIXTON

Best Live Music Pub in UK

No coração do bairro mais roots de Londres, uma baladinha cool, gente interessante, música boa (punk, ska, reggae, polka…) e aquela movimentação que muito nos interessa, if you know what I mean. Para os mais sussas, sinuca e comidinhas divertidas. Cuidado com as bebidas vermelhas.

95 Effra RD SW2 1DF - Brixton - London

Ou proximamente

3 Black Cultural Archive Heritage

1 Othello Close London SE11 4RE Open BY APPOINTMENT ONLY

Tem o potencial para ser um dos maiores centros culturais de descendencia africana de Londres, ainda mais em Brixton, berço da cultura afro-londrina.

RSVP.

Atenciosamente,

:: Efigenias ::
       rudy

Advertisements

Leave a comment

Filed under Afro, Balada, Londres, Viagem

Onde não ir

Um guia de turismo ao contrário

Onde não ir em PARIS

Social Club

no social

Era a balada do meu coração. É chamada A-Social/AntiSocial pelos parisinos.

Pra fazer balada em Paris tem muitas regras de politesse: como se vestir, com quem estar, como se comportar. Mas o mais absurdo é umalei que permite que a casa escolha sua audiência. Na prática é assim: um segurança pateta, em geral mal-educado e arrogante escolhe quem pode em não cair na pista.

Baseado em quê??? Pelo  que eu conheço da humanidade imagino que seja racismo, machismo, preconceito de origem, ignorância e coisas fofas do gênero.

Não vá ao Social Club (apesar da balada ser boa para os padrões franceses)

O preço médio da entrada é 15 euros que pode variar de grátis até 30 se tiver algum show.

Com essa $$$ você pode…

♣Comprar um adesivo para Mac qualquer computador na Vynilville e ser uma pessoa verdadeiramente charmosa

♣Comprar 10 passes de metrô de Paris mais 3 bagettes e ir pra qualquer outro lugar

+

Ou melhor ainda

♣Ir no museu do Louvre nas noitadas e perceber que cultura também é balada (pois é) e ainda sobra um troco

É  por essa política injusta e outras pataquadas das bouatis de Paris que é cidade é bem boring de balada!

:: Efigenias ::

Social Club não.

Leave a comment

Filed under Opinião, Out and About, Viagem

One of us

{Passado}

Única jovem brasileira que participou de Davos sonha em ser diplomata

Sou menina, negra e de classe média, mas isso não quer dizer que não posso vencer. O começo da vida não pode determinar o final”,

Raquel Silva sobre seus projetos para o futuro. O prioritário segundo ela, é ser diplomata.

{Presente}

Ação Afirmativa do Instituto Rio Branco

O Programa de Ação Afirmativa do Instituto Rio Branco – Bolsa Prêmio de Vocação para a Diplomacia foi instituído com a finalidade de proporcionar maior igualdade de oportunidades de acesso à carreira de diplomata e de acentuar a diversidade étnica nos quadros do Itamaraty.

{Futuro}

RAQUEL SILVA, Phd, Diplomata brasileira

:: Efigenias ::

1 Comment

Filed under Ação Afirmativa, Afrodescendente, Educação e oportunidades, HOT NEWS

Diário de Férias

De volta das férias (de novo).
Vamos trabalhar com força total pra bombar em 2011, o último ano antes do fim do mundo.

O que será que rolou?

A editora do Efigenias e seu partner in crime Thontom, vulgo Gorduxo, em mais uma aventura na adorável Amsterdam (eeeeee)!

Top 5 A’dams!

5º Café De Vergulde Gaper

É um bar charmoso perto do Red Light District. Todo sábado rola um encontro do Couch Surfing lá (ok, eu conheço o lema: “CouchSurfing, hay que salir”, mas enquanto eu não saio…) Bebidinhas, pessoinhas, bom lugar pra começar a noite porque tem comidinhas bem legais lá. E o preço, bem, não é Paris, então dá pra comer de verdade.

PrinsenSTRAAT bem na esquina, Amsterdam

4º Rood

Essa loja é um bombom, é uma loja vermelha. Sim, tudo vermelho: tem brinquedos, decoração, roupas, tudo em vermelho coração. É muito fofa mesmo! Até os cartões postais são vermelhos, um primor!

Warmoesstraat 137a 1012, AMSTERDAM

3º Bulldog

Bulldog é o pioneiro e mais antigo coffeeshop de Amsterdam. Têm vários na cidade e seu slongan é ” a marca com coração” , ou seja, o povo curte e curte mesmo o movimento. Além de todas as coisinhas que amamos que se encontram em um coffeeshop, esse aí da foto, o Bulldog Palace, fica na praça do lado da H&M é uma baladinha também. É legal porque além de turistas chapados, tem os locais fazendo a festa.

Leidseplein 15 1017, Amsterdam

2º Galeria de Arte Africana

A melhor galeria de arte africana que eu vi em toda minha vida. Sério, blowin’mind! Tinha duas estátuas de guerreiros em tamanho real INCRÍVEIS! Eu não lembro o endereço, nem sei se o link da foto leva a essa galeria especificamente que eu estou pensando, mas enquanto eu não descubro, fica a dica. Só sei que fica no bairro Jordaan, perto do museu de Belas Artes, ou Bozart como falamos aqui em Paris.

Quando eu lembrar do endereço eu posto

1º Paradiso

Todo mundo á sabe que eu nasci para balada e levo essa missão muito a sério.Eu não sou gente que vai em balada de hip hop, mas essa foi f.o.d.á.s.t.i.c.a! O lugar é gigante , amei ficar 1 hora na fila passando frio com ansiedade para cair na pista. A única coisa que eu não gostei é que os 13 euros que cobram na entrada não te dão direito de ir ao banheiro. Sim, agora em Amsterdam tem essa moda de pagar para ir ao banheiro das buateys…Acho o fim!!! Fico apertada, mas não pago pra fazer xixi nem aqui, nem em Amsterdam.

Weteringschans 6-8, na frente do Burguer King, do lado do cachorro quente, Amsterdam

Amsterdam é muito mais do que dizem, é uma cidade segura, limpa e simpática. A galera é baladeira e por razões óbvias (mas nem tanto) vemos muitos sorrisos e gentileza da rua.

Se você está em na Europa, tem que aproveitas as promoções de trem e ônibus pra Adams. Já na cidade, o metrô e o ônibus são um pouco caros (2,60 a passagem válida por 1 ora ou 7 euros o bilhete válido para o dia inteiro), mas você pode andar a cidade inteira a pé ou alugar uma bike.

Tem a Área dos Museus com destaque para o Museu de Belas Artes e Van Gogh, tem o Red Light District onde estão as famosas garotas em suas vitrines, o centro onde está a Amsterdam Centraal , a estação de trem,metrô e rodoviária e o bairro  Jordaan que é uma área com muitas galerias de arte e muitas lojas famosas.

 

:: Efigenias ::

Nascemos pra isso.

 

1 Comment

Filed under Balada, Out and About, Viagem

Afroporteña

Depressão Pós-Buenos Aires assola a Europa

Já foram reportados casos na França, Holanda, Inglaterra, Suécia e Alemanha.

Lembranças de uma vida porteña

Preço médio $1,5 em qualquer Kiosco

Jorge, Jorgito para los íntimos

Além do tango, da carne, da Bombonera, a Argentina também é famosa pelo alfajor. Os famosos como Havana, em geral, só são encontrados nos Havana Café, mas Jorge  cumpre bem seu papel: popular, macio, cheio de chocolate e doce de leite.

 

Tarifa $1,10- 1,25

Colectivo 111
De Palermo até a casa da Crystal na Paternal

Podem falar o que quiser, mas o sistema de ônibus em Buenos Aires funcionam muito bem. Clique na foto para conhecer o site dos Coletivos de Buenos Aires, horários e itinerários. Tem linhas noturnas  para aquelas noites que, depois da balada, não sobrou grana nem para o táxi. E lembre-se que nos coletivos somentes as escassas moedas são aceitas.

 

Godoi Cruz, 1725 Palermo Hollywood - Buenos Aires

Afterhours no Levitar
Às vezes uma simples balada não nos satisfaz e precisamos de mais. Por isso, quando estiver em Buenos Aires, Levitar antes e depois da balada. No começo é um bar com música lounge. Depois das 5 da manhã, a área externa é uma pista onde rola black music, punk rock e afins e do lado de dentro, electro, minimal esquentam a pista. O mezzanino é freestyle.


Avenida Cervino 3799 , Capital Federal

A paz e os gatos gordos do Jardim Botânico

No meio da caótica Avenida Santa Fé, El Botanico é uma ilha de silêncio  e tranquilidade. Gatos, pedestres, visitantes, fotografos, é bom almoçar de vez em quando lá dentro, só não pode sentar na grama.


Monroe 2573, Belgrano, Capital Federal

Afro Hair, a salvação em tempos de guerra

São poucos (na verdade dois) os cabelereiros afros em buenos Aires, sendo que um deles, se eu fosse você não iria de jeito nenhum , então só resta o Afro Hair que tem produtos e equipe especializada. Fazem cortes, penteados, extensões (apliques em espanhol).Guarde esse endereço, quando você menos espera nas sua temporada em Buenos aires você pode precisar…
.
.
.
.
.
Todo amor e paz para o Fede do Fauna do coletivo Zizek, um dos nossos amores porteños. Obrigada por tudo :) 

3 Comments

Filed under Efigenias, Out and About, Viagem

Meu querido diário – versão férias

Depois de férias chiquérrimas no Brasil e na Suiça, o novo QG do Efigenias fica em PARIS! Nem preciso dizer que J’ADORE,  estou muito feliz de estar aqui. :)

Como a vida até parece uma festa, não poderia deixar de render homenagens ao restaurante-bar-quintal- louge Hotseria na Rua Augusta (demais!comida caprichada, ambiente de boa, preços sinceros.) e o tão querido D-Edge On the Rocks.

Parecia um parque de diversão, de tão felizes que estavamos todos. Essa foto é do blog Tudo é Vaidade que clicou a editora do Efigenias na fila pra entrar.

Já na Suiza, em  Bassel fui barrada na fila do Kaserne, não consegui comprar ingressos pro show do Soulwax mas fui feliz na vida no festival open-air Viva com Agua. Clique aqui para saber mais sobre o projeto. Balada boa, a galera da night na Suiça é guerreira.

Decidi que em breve terei um canivete. É mais útil para uma moça moderna que você ousa pensar.

1 Comment

Filed under Música, Viagem

AfroPorteña :)

Uma listinha de 10 coisas para ver/viver/ fazer/amar em Buenos Aires:

Na minha semaninha de férias antes de cruzar o oceano, muitas saudades de Buenos Aires, das minhas amigas, da minha vidinha en la Ciudad de Niños!

Niceto Club

Balada das nossas, principalmente às quintas onde a Companhia Inestable apresenta o glamuroso e sexy Club 69.

Não existe espetáculo assim no mundo inteiro: música eletrônica, dança, teatro. Eu garanto!

*

Zizek Parties

CUMBIA, a música da natureza, dos nossos antepassados. Na real, falar que Zizek é só cumbia é limitar  o selo que já é um movimento cultural. Os melhores remix de funk carioca que escutei foi em transe nas festas Zizek, que são as mais copadas de Buenos Aires.

O crew do Zizek faz mais shows no exterior que na Argentina, então se estiver em Baires e rolar uma festa, não hesite.

Escuta aí: El Remolón Mix Tape

*

Spring

Restaurante budista vegetariano mágico. Um oásis de comida saudável em Buenos Aires. Tudo bem que não dá pra comparar com restaurante vegetariano brasileiro, mas vale muito a pena, a comida é deliciosa, honesta, clima familiar.

Mas aí você me pergunta: e a carne argentina tão famosa? Acredite, depois de um tempo comendo carne (só carne mesmo) você vai chorar de alegria ao ver agrião e palmito ou se emocionar realmente como eu quando comi caqui depois de mais de um ano.

*

Plaza Serrano

Sim, é point turístico mas é muito divertido mesmo.  A Plaza Serrano durante o dia, nos finais de semana, tem a feira de artesanatono centro da praça e as baladas que a noite fervem cheias de turistas e argentinos, nas tardes se transformam em galerias de roupas e design.

Ojo! com a qualidade das peças, vai por mim. É pra olhar, curtir, mas comprar com parcimônia. Isso se você espera que uma roupa dure mais que mais alguns meses.

À noite, a dica é o meu bar do coração Crónico que funciona 24 horas. O clima é relaxadão, a comida é boa e eles dão amendoim pra beliscar junto com a cerveja.

*

Palermo Soho

Palermina assumida não podia deixar de citar a “palermização” de Buenos Aires: tem Palermo Alto, Viejo, Novo, Hollywood…mas é em Palermo Soho que você encontra os restaurantes mais charmosos como o Lelé de Troya, o Bar Secreto (que pelo jeito e contra a minha vontade não é mais tão secreto, por isso publico aqui), o Post Bar onde tem pizza free às quintas na linda rua Thames. Caminhar sem destino pelas ruas do Soho Portenho é um programaço.

*

Podestá

Chegue cedo neste bar de Palermo Soho.  No andar térreo rock internacional e rock argentino (é tipo piada interna, mas é divertido). No andar de cima música pop, um pouco de 80’s. O som não é o mais criativo, mas o happy hour até as 2 da manhã deixa tudo muito mais interessante.

*

Malba

O Museu de Arte Latinoamericano de Buenos Aires é chic, fino, modernete, mas não se prenda só a ele. O Malba recebe exposições internacionais e nacionais de artistas consagrados, mas nas ruas de Palermo há várias galerias, muito grafite, muito design. Em BA a arte e a criatividade estão no ar, em cada esquina. Don’t belive just in the hype, look around.

Ah, e quando rola La Noche de los Museos , evento que rola em mais de 130 cidades em todo o mundo, as pessoas podem visitar os museus à noite e de madrugada e o Malba também está na roda. Boa oportunidade para dar uma pegada mais under à visita ao museu. A próxima será dia 10 de novembro.

*

La Bomba del Tiempo

A rotinas das segundas  é: começar com La Bomba del Tiempo em Abasto, bairro roots dos teatros e dos bares de tango onde está situado a Ciudad Cultural Konex, onde às segundas os tambores unem pessoas de todo o mundo e a festa fica linda demais. Bom, devo admitir que para quem está acostumado com Olodum e Timbalada, a música não engana muito não, mas as pessoas no vibe da percussão fazem a longa fila valer a pena.

Depois ir diretamente ao bar Guapachoza, na Jean Jeures, dá pra ir caminhando. É um bar, teatro, centro cultural onde você pode fazer uma pausa pra comer uma empanada e escutar boa música depois da La Bomba.

E pra finalizar a noite, a Fiesta Afrolatina que é uma das minhas festas preferidas porque é despretenciosa e o povo vai pra dançar mesmo: salsa, música colombiana, hip hop brasileiro, reggaeton, tudo junto e misturado.

*

Buquebus

Sim, uma coisa boa para fazer em Buenos Aires é sair de lá. Explico: o Buquebus é um barco que liga Buenos Aires a Montevidéo, Colonia e Punta del Leste no Uruguay. A viagem é sussa, o barco é legal só não caia no conto da  Primeira Classe. Outra coisa divertida é ver os preços praticados no Uruguay e voltar correndinho para Argentina aproveitar o câmbio se você for turista.

*

Ser feliz!

Sou sou suspeita para falar porque a Argentina é meu segundo país. A cultura é muito diferente da nossa, é difícil conhecer de verdade a sociedade argentina, mas a cidade é linda, abre as portas para os extrangeiros. É fácil encontrar um quarto para alugar, um trabalho, uma atividade, um amor. Ganhar dinheiro está fora de cogitação principalmente pelo câmbio fraquinho e a inflação letal, mas não existe uma pessoa que vá e não volte a Buenos Aires.

Que saudade de ir de bicicleta pro trabalho, convidar as amigas pra fazer a cena em casa, os asaditos, as prévias, os bosques de Palermo, ir e voltar da balada a pé, pegar taxi pra qualquer lado, o calor do metro, reclamar pra ir ao supermercado, minhas amigas queridas, os homens lindos nas ruas, purê de batata, falar espanhol, falar inglês, falar todas as línguas, La Borrachera, Levitar, lojinhas de design,tomar sol na terraza, chamar o namorado de Papi facturas, el video club,…

1 Comment

Filed under Out and About, Viagem