Tag Archives: cultura

Como fazer a revolução sem muito esforço

 5 hábitos revolucionários que você pode desenvolver

Não é que não queremos, é que não temos muito tempo. Esse é o problema. Queremos a revolução, sonhamos com a felicidade de todos, mas como encaixar esses anseios na nossa vida diária?

Existem os militantes, que são profissionais da revolução e dedicam seu tempo e inteligência à causa política e social, temos os part-timers, aqueles que se dedicam parcialmente participando de protestos e eventos,  e existem nós, os que não tem tempo.

Não se preocupe, se existe motivação, há ação. Apenas no campo da linguagem podemos ser revolucionários e mudar as coisas. Cinco dicas quentes, que vão fazer e muito a diferença. Afinal, quem você quer ser?

1 – Escolha bem suas palavras.

É simples: se durante uma conversa você se deparar com alguma palavra, termo ou expressão que possa ser ofensivo (mesmo que você não tenha intenção de ofender a alguma pessoa ou grupo, não fale, escolha outra.Responsabilize-se pelas suas escolhas linguísticas. Ouso dizer que existem apenas 3 tipos de problemas na vida: os metafísicos (éticos, amorosos, subjetivos), os pragmáticos (construir uma ponte, consertar uma unha quebrada, encontrar um emprego) e os linguísticos (tudo o que você fala, sobre o que fala, com quem se comunica). Livre-se de um.

Sim, suas escolhas linguísticas causam tanto ou mais problemas que um farol quebrado em um dia de chuva ou o seu pagamento em atraso.Claro que não é possível prever o que a outra pessoa vai sentir com as suas palavras, mas fique atento e escolha bem as palavras.

Exemplo:

Não chame pretos de morenos! Não! Não faça isso.

Observe que a maioria das vezes que citamos a cor ou algum traço físico de uma pessoa numa frase, a informação não tem valor descritivo e sim moral. É um julgamento, uma determinação somática que vem embutida de preconceitos e esteriótipos. Se você não tiver capacidade intelectual de entender a cor ou a cultura de alguém, simplemente não fale. Dá certo.

UOL   O melhor conteúdo

Se fossem brancas seria apenas duas gatas, duas beldades, uma paulista e uma carioca…

-A Maria é aquela… preta,morena, moreninha, mulata, mulatinha, de cor, escurinha, …

Viu que problema? Porque você sabe bem que se referir alguém como negra ou como morena não tem o mesmo efeito, não adianta mentir e dizer que não. Para não ter problemas, basta você falar:

– A Maria, aquela de camiseta branca.

 

 

 

 

 

 

– Ah, mas é mais complicado.

Tá com preguiça de pensar, filho? Assim você vai longe…

 

2 – Dê o exemplo como algo normal

 

Você está lá batendo papo com amigos, aí numa frase você fala afrodescendente ao invés de negro ou preto, pronto.  Não precisa soltar a velha pérola:” Ah, porque agora não se pode chamar preto de negro, é afrodescendente”. Cara, você tentou esconder,  mas demonstrou sua idiotice do mesmo jeito. Você não quer se corrigir?

Outro exemplo:

– …esse jovens das comunidades…Comunidade, porque agora não pode dizer favela.

Você anulou o efeito que até você reconhece que tem a primeira oração, e deu o show da odiotice na segunda. Parabéns.

3 – Seja gentil e respeite

Eu não estou falando pra você respeitar de coração,  porque já vi que isso é impossível. Respeito de coração é difícil de encontrar na história da humanidade.  Então apenas respeite como comportamento. Você não é obrigado a lutar pela sua liberdade de expressão ou seus sentimentos todas as vezes. Se o cara gosta de azul e você de preto, tá, você pode pensar que ele é  idiota, claro que é, mas apenas pense e regozige-se em silêncio no seu íntimo. Não tem prazer maior.

 

4 – Corrija as pessoas ignorantes, mas nem sempre os idiotas

Há uma diferença: tem gente que é ignorante do mal, mas às vezes a pessoa simplesmente não sabe. Coitada. Não dá pra saber tudo. Neste caso, creio que vale a pena partilhar conhecimento, chamar o debate amigável. Não precisa trolar tooooodas as vezes.

Se o cara te fala uma merda machista do tipo “mulher só gosta de véio com dinheiro” (tudo isso é baseado numa história verídica), você tem duas opções:

a) Verificar o contexto cultural em que o indivíduo atua,  suas intenções (quer ofender ou quer apenas falar, porque falar todo mundo fala) e relevar. Pra que discutir com um homem, brasileiro, que assistiu novela durante 60 anos, não leu um livro, não se interessou em analisar criticamente nada na sua vida, mas é um cara simpático que só está falando. Não vale a pena.  Regozige-se em silêncio no seu íntimo

b) Ir pra cima independente da situação. Mas mesmo neste caso, seja gentil. Não custa nada e é mas fino.

 

5 – Deixe a pessoa falar primeiro

O idiota sempre se manifesta. não tem jeito. Deixe que ele mostre quem ele é porque vai acontecer fatalmente. Encare as pessoas de forma neutra, sem esteriótipos ou modelos. Quem é gente boa, será gente boa.   Não que eu seja uma cagaregras, mas esteriótipos cansam. Você quer apenas ser quem você é, enquanto o outro insiste em te limitar dentro de um modelo inferior.

A vida são nossas escolhas linguísticas, e boa parte da revolução é feita através das palavras que saem direto do coração. #linguisticsfeelings

:: Efigenias ::

Querendo mesmo é ser  Caetano Veloso

Advertisements

Leave a comment

Filed under Ideias sem acento, Linguística, Opinião

Papo reto para os homens negros

Será que os homens negros  podem ser salvos ou devem se salvar?

Depois da morte do adolescente Trayvon Martin nos EUA, muito se discutiu sobre o porte de armas nos Estados Unidos, o país mais armando e com altos índices de mortes causadas por armas de fogo. Discutiu-se a violência urbana, o racismo, mas houve também quem falasse da vulnerabilidade  dos jovens negros diante à violência e uma certa auto-vulnerabilidade de comportamento.

O veredito de não-culpado atribuído a George Zimmerman, que matou Trayvon Martina tiros , não atiçou somente humanistas, progressistas e militantes,  a direita midiática também quis dar sua opinião sobre  o assunto. Do jeito deles.

SPOILING ALERT

Este blog a muito tempo tem como foco principal o desenvolvimento do indivíduo. Acreditamos e trabalhamos para a revolução humana (Kossen-rufu).  Não somos bobas ou estamos deixando questões como a pobreza, o genocídio da comunidade negra, o racismo e o racialismo de lado, enquanto perdemos tempo com questões menores e detalhes menos importantes diante da barbárie que começou a 500 anos quando a “civilização” chegou pra dar um rolê na África. O objetivo desse texto é propor questionamentos e melhoramentos voltados para o indivíduo e que podem refletir diretamente na comunidade.

O repórter da CNN Don Lemon em um de seus comentários sobre o caso Martin-Zimmermman, fez uma lista com cinco pontos importantes a serem discutidos pela comunidade e a serem considerados principalmente por jovens negros.  A ideia geral é que se estamos de fato vulneráveis, temos que nos fortalecer e não enfraquecer elos importantes. Claro que não sou intelectualmente desonesta nem falaciosa, tampouco sairia de rolê com esse jornalista, mas gostaria de dar minha opinião, praticamente irrelevante, porém com  força representativa, principalmente sobre a “desintegração da família afro-americana”. Note, que a paisagem do fato e os personagens  pertencem a outro país, mas fazem parte da cultura e do imaginário afro-descentende e certamente pode ser aplicado a nossa realidade.

Vejamos o que ele disse:

“A razão porque há tanta violência nas comunidades negras é a desintegração da família afr0-americana. Criados sem muita estrutura, jovens negros muitas vezes rejeitam a educação formal e gravitam em torno da cultura das ruas, das drogas, e das gangs. Ninguém os força a fazer isso, é uma decisão pessoal. Mais uma vez,  isso é uma decisão pessoal.”

Claro que além de beeem apriorista e simplista, este argumento tende a falácia. O pós-escravidão e o destino de seus descendentes é muito maior e complexo do que o destino de alguns. Essa parte do texto nem é tão legal, mas serve pra reforçar que, apesar de não concordar com a ideologia do jornalista, nem com o canal onde ele trabalha, nem com o grupo cultural que ele representa, estou de acordo com alguns pontos da lista a seguir. E também com a ideia de que a cultura gângster virou o mainstream dos jovens negros. Ser malandro, ser bandido, ser foda parece ser muito divertido nos clips, mas na vida real não é…

5 conselhos que podem ajudar indivíduos negros a serem mais respeitados e a se respeitarem mais

1 – Levantem suas calças

Sim. Levantem e agora.  Todos temos direito a individualidade, ao estilo, a cultura. A liberdade de poder se vestir como se quer é uma das mais preciosas MAS se você quer ser levado minimamente a sério, nesta sociedade, neste tempo histórico,  levante suas calças. De verdade.  Ninguém vai te levar a sério quando suas calças estão pelos joelhos e metade da sua cueca está pra fora. Tipo, não dá.

justin bieber efigenias

Ninguém é levado a sério com metade da cueca pra fora, filho. Ninguém

2 – Parem de usar a N. word

Parem, simplesmente parem. NÃO USEM MAIS. Pra você ter uma ideia, essa palavra surgiu nos Sul dos Estados Unidos quando os pretos eram queimados em árvores no sábado à tarde para divertir os brancos. Neste caso não aceito a reapropriação, sinto muito.  Me revolta ver jovens brasileiros, que mal são capazes de entender e interpretar uma letra de música repetida à exaustão em inglês, dizendo nigga isso, nigga aquilo. Para filho, não dá, você nem sabe do que está falando.  Capacite-se para  fazer essa escolha antes de sair falando como um ignorante. E se você é branco, pior. Para!

– Ah, mas o Jay Z e o Chris Brown falam!

Bem, um artista não necessariamente é um sábio ou alguém que está realizando ações para o seu benefício, não é mesmo? Jay Z e seus amigos ganharam muita grana com essa cultura de pseudo-reapropriação que consistia em tornar público e popular o uso de uma palavra criada exclusivamente para humilhar seres humanos,   pense bem. O  Barack Obama ou a Oprah Winfrey não são nem jamais falariam isso. Então para, não fique repetindo coisas demoníacas sem saber.

3 – Respeitem sua origem, não fiquem desdenhando

Ame e respeite seu bairro, sua quebrada, sua goma. E mais, respeite sua mãe que te criou enquanto seu pai estava ocupado demais para cumprir sua obrigação. Respeite sua avó que lutou para que você pudesse sobreviver.  Não seja nem machista, nem mal agradecido. É feio e você merece mais do que isso.

4- Terminem seus estudos

Se existe alguma forma de mudar a história da sua vida para melhor e que não tenha a ver com a sorte, é sem dúvida a educação. Não importa o que você queira fazer na sua vida, mas estude. Parece cafona, mas um diploma na mão faz sim a diferença. Faz a diferença pra sociedade, faz diferença para a sua comunidade, faz diferença para você mesmo.  Por maior que seja o esforço, faça! Vá em frente que certamente sua vida só será melhor. Por pior que seja o ensino, é sua escolha ser ou não mais um ignorante. Você não precisa ser um ignorante, nem repetir esse esteriótipo dentro da comunidade. Já era essa história, o lance agora é bem outro.

5 – Parem de ter filhos fora do casamento

Esse é o papo mais reto porque é a raiz de vários problemas sociais. Sabia que o plano de governo do Barack Obama, um dos pontos exigidos pelos eleitores eram ações voltadas a conter o problema causados pelos fatherless sons, ou seja, filhos sem pai?   Eu duvido, posso até apostar com  alguém que me mostre um problema social maior que a paternidade irresponsável e seus efeitos na sociedade. Para de ser estúpido e ficar se valendo de biologismos idiotas. Não, você não é um cachorro, você não é um garanhão, você não é um procriador. Você é um humano que deve sem exceção se responsabilizar pelo destino de seus filhos. Foda-se se você quis ou não ter filhos. Você teve. Foda-se se seu pai não te criou, foda-se se o pai do vizinho também não. Você mais que ninguém sabe o mal que isso causa, então não tente ser um animal, você não é. Para!  Evite ter filhos antes de poder ter uma família ou poder cuidar dele. Caso os tenha,  ame e responsabilize-se.  Muitas mães criam seus filhos sozinhas mas não tem que ser assim. A comunidade pode até te safar e aceitar seu comportamento, mas seu caráter e sua hombridade ficarão marcados. A sociedade exclui a mulher negra da mesma forma que criminaliza jovens negros a partir de ideias racistas e esteriótipos, mas aparentemente, as mulheres ainda assim conseguem ser mais responsáveis enquanto os homens ou se comparam com cavalos procriadores ou simplesmente aceitam o destino imposto pela sociedade. Chega.

Precisamos de lideres, alphas, homens fortes para tomarem essa situação pelas mãos e ajudar a mudar o destino da nossa comunidade.  Precisamos de vocês.

:: Efigenias ::

Contamos com vocês

1 Comment

Filed under Ação Afirmativa, Ideias sem acento, Motivação

Cantinho dos recalcados

Seria a editora chefe do :: Efigenias :: esquizofrênica?

Quando os recalcados se unem…Haja fígado!

O mundo dá voltas mas os padrões se repetem. Semana passada nos divertimos e recebemos muito amor de Dani, aquele que me mandou tomar no cu por ser uma vagabunda vitimista. Pois bem, hoje, acabo de ser acusada de esquizofrênica. Sente só.

recalcados

Segundo o Amigo da Sinceridade do inferno, eu sou a autora do comentário recalcado que deu origem ao meigo, porém justo, Cantinho dos recalcados. Segundo o grave acusante, preciso de ajuda especializada. Talvez precise mesmo.

Eu tenho duas possibilidades face a tal acusação:

1- Caçar esses acusadores e ensinar-lhes que da mesma forma que é fácil mostrar que o post foi escrito por outra pessoa, mais fácil ainda seria esplanar pra geral a identidade tanto do Dani quanto do amigo dele. Ah, e mandar um beijo pra galera da Cachoeirinha.

2 – Ignorar e tocar fogo no puteiro porque quando racistinhas recalcados se unem, coisa boa não sai…

Mas pensando bem, talvez deva mesmo me ocupar da minha saúde mental. Talvez nem seja eu quem está escrevendo este post. Talvez eu mesma tenha escrito este comentário! Claro, todos sabemos quão severa é a multiplicidade de personalidades, logo eu escrevi o comentário inicial, depois escrevi um artigo replicando o comentário que eu mesma tinha feito. Em seguida escrevi outro comentário acusando eu mesma de ter escrito um comentário contra mim mesma num artigo que eu tinha escrito e agora, pra fechar o ciclo, estou respondendo um comentário, escrito por mim, defendendo um comentário que eu mesma escrevi contra um artigo escrito contra um comentário de minha autoria.

É , viver não é fácil…

:: Efigenias ::

Me, myself, I and everybody else

3 Comments

Filed under Cantinho dos recalcados, Efigenias, Opinião

Review Black or Pink

Black ou pink

A editora acusa mulheres de falta de senso estético e submissão

… mas com que direito?

No dia 06 de novembro de 2009 eu escrevi o artigo intitulado Black or Pink, uma crítica efusiva contra as mulheres pretas que usam clareadores do pele.

Como sabemos, o tempo é o melhor amigo daquele que não quer padecer na ignorância e se iluminar. Quatro anos se passaram, e em 29 de maio de 2013 eu afirmo: o texto não passa de grande falácia para justificar  dissonância cognitiva e preconceito. Explico.

Oras, todos sabem que aqui no :: Efigenias ::, a palavra de ordem é diversidade, diferenças, auto-determinação e liberdade individual. Entretanto, numa manobra psicológica para justificar o meu preconceito, escrevi o artigo.

Quer dizer que as mulheres negras não são mulheres e não podem escolher o que bem entendem em relação a sua pele? Quer dizer que o discurso afrohoolingan que eu tanto combato, na verdade, serviu de fundamento para a minha motivação?  Calma, não estou apelando para a desonestidade intelectual, conheço causas e  conseqüências, mas quem diabos sou eu para julgar?

A manobra falaciana ocorre para dar veracidade a um texto que é falso por romper com os principios básicos humanistas com os quais esse blog amplamente se compromete. Carece de dados, de opiniões de referências. É apenas a opinião humana e parcialmente insignificante da editora do blog.

Nestes quatro anos, analisando apenas a parte subjetiva que as experiências sociais, eu aprendi que o ser humano é assim mesmo. Claro que temos  motivações diferentes, mas olha…tem de tudo nessa vida. Respeite!

tanned efigenias

tanned woman efigenias

O texto apresenta um falso dilema, afinal, a vida não se resume apenas em black ou pink , o que torna a proposição falsa.

Trata-se de causa genuína, as pessoas deveriam manter a cor de pele que tem, mas insignificante pois cada um faz o que quer da sua vida.

Resumindo, ou eu escrevo um post decente com referências, opiniões e proponho um debate humanista e  progressista, ou me calo no meu preconceito.

:: Efigenias ::

louvemos a dúvida

1 Comment

Filed under Review

1º Curso de linguística aplicada

“Eu não gosto dos brancos” X “Eu não gosto de branco”

Ou porque a linguística mora no meu coração Parte 1

O que é contexto?

Das brancas eu não gosto muito não…

Dia desses estava no escritório quando uma colega carinhosamente me ofereceu um singelo caramelo em um saquinho de balas de diversos sabores e cores. Era o final do pacote e só havia os caramelos de anis.

Polidamente respondi com a seguinte frase:

– Eu não gosto dos brancos.

Foi um choque! Quando poderia imaginar que eu seria traída pelo meu próprio veneno? Ah, a linguagem, o verbo…Fui pega! Eu tinha acabado de usar uma frase racista para descrever algo de meu desagrado! Eu, que me considerava um caso emblemático de tolerância e diversidade ideológica, tinha acabado de cair na maior contradição da minha vida e obedecendo a organização social racista,  disse que não gosto dos brancos. Seria o meu fim.

Mas espere um pouco, algo não está  escuro claro.

Analisando a frase:

“Eu não gosto dos brancos”

  • EU NÃO GOSTO  oração negativa  transitiva indireta com adjunto adverbial de negação
  • DOS contração do pronome DE + OS. O artigo OS faz referência a algo que  já foi dito no texto ou conhecido do contexto onde a frase foi dita. O OS é o artigo referencial pois remete a um conhecimento partilhado entre os participantes do ato de comunicação.
  • BRANCOS faz referência  ao que chamamos de cor branca.  BRANCOS,  substantivo-adjetivo no plural, reforça a ideia de quantidade que tinha no pacote e é objeto indireto

No caso eu me referia aos caramelos de anis que são de cor branca. Eu não gosto de anis e numa manobra linguística arriscada usei a metonímia me referindo a uma caraterística da bala para descrevê-la como um todo.  Eu não estava motivada pelo ódio da sociedade racializada simplesmente usando uma frase homônima do que poderia ser considerado racismo para descarregar meu ódio internalizado. Apenas escolhi as mesmas palavras dentro de um sistema de probabilidades linguisticas só que com outro significado. Isso porque uma frase só faz sentido dentro de um contexto.

E se fizermos uma  comparação? Qual a diferença entre dizer:  ‘não gosto dos brancos’ e ‘não gosto de brancos’?

Imagine que você está numa festa com muitas pessoas. Você está conversando sobre as pessoas da festa, daí você lança:

“Eu não gosto de brancos”

  • Eu não gosto: oração transitiva indireta com adjunto adverbial de negação
  • de: preposição possessiva,  particula de relação que atribui valor partitivo ao objeto indireto.
  • brancos: no possível contexto, refere-se ao indivíduo de cor ou ideologia branca (oi?) e sua relação e pertenencia a este grupo, reforçado pelo plural empregado.
Infelizmente, essa frase pode ser ser considerada preconceituosa pois se referindo às pessoas pela cor, você está supriminto a liberdade indidual dela, um dos carateres da conduta racista.  Ou seja, não importa quem é a pessoa, do que ela gosta, porque foi convidada para a festa. Simplesmente por ter um traço biológico infalível e determinante segundo o contexto,  estará para sempre condenada a ser apenas a representação de todo o grupo. Isso também é racismo. Ou, como veremos brevemente racialismo.

Por que o contexto é importante nos dois casos? Porque o uso das mesmas frases, as mesmas explicações sintáticas num contexto diferente,  mudaria o significado delas.

Este foi apenas um pensamento linguístico, não se assuste.

Pense nisso a próxima vez que ouvir uma frase como “a coisa tá preta”  e se sentir discriminado. Será que é mesmo com você?

:: Efigenias ::

Estudem para a próxima aula

Leave a comment

Filed under Ideias sem acento, Linguística, Opinião

Palavras que precisamos ouvir

“Nosso medo mais profundo não é de não estarmos à altura

Nosso medo fundamental é saber que nós somos poderosos além de qualquer limite

É nossa luz e não nossa escuridão que mais nos amedronta

Nos perguntamos:

Quem sou eu para ser brilhante, radiante, talentoso e maravilhoso?

Na real, quem é você para não ser?

Se limitar, viver pequeno, serve em nada ao mundo

A iluminação não é se restringir para evitar que as pessoas a sua volta fiquem inseguras

Ela não é privilégio de alguns eleitos. Ela se encontra em cada um de nós

E da forma que nós deixamos brilhar nossa própria luz, nós damos inconscientemente aos outros a permissão de fazerem o mesmo.

Quando nós nos libertamos de nosso próprio medo, nossa presença automaticamente liberta os outros.

Nelson Mandela, discurso da posse em 1994

:: Efigenias ::

Deixe a luz acessa

Leave a comment

April 17, 2012 · 1:32 AM

Namorado imaginário

Caro Mark Ronson

É com grande prazer que anunciamos que você foi eleito 0 namorado imaginário do mês pela redação deste site. Três características suas nos chamaram a atenção e motivaram nossa escolha:

– Você é um bombom formado pela Universidade de New York #academicpride

– Você é DJ, produtor e empresário de fama internacional tendo trabalhado com mitos como Amy Winehouse e Adele

– Você foi namorado de Rashid Jones, filha do Quincy Jones, Efigenia por excelência

Apresentamos 2 dicas do que se fazer em Londres em  um first date com o Mark Ronson:

1 HOOTA NANNY BRIXTON

Best Live Music Pub in UK

No coração do bairro mais roots de Londres, uma baladinha cool, gente interessante, música boa (punk, ska, reggae, polka…) e aquela movimentação que muito nos interessa, if you know what I mean. Para os mais sussas, sinuca e comidinhas divertidas. Cuidado com as bebidas vermelhas.

95 Effra RD SW2 1DF - Brixton - London

Ou proximamente

3 Black Cultural Archive Heritage

1 Othello Close London SE11 4RE Open BY APPOINTMENT ONLY

Tem o potencial para ser um dos maiores centros culturais de descendencia africana de Londres, ainda mais em Brixton, berço da cultura afro-londrina.

RSVP.

Atenciosamente,

:: Efigenias ::
       rudy

Leave a comment

Filed under Afro, Balada, Londres, Viagem

O Brasil cordial

Case study sobre o carisma e a personalidade da nossa gente

No dia 13 de março de 2005 (quem tiver esse vídeo por favor me mande para ilustrar a matéria), no programa Pânico na TV, os jornalistas de celebridade (oi?)  repórter Vesgo e o dono do baú Silvio Santos entrevistam Marcelo Antony. Sim o ator gato ai em baixo.

Vesgo pergunta ao ator que chega de carro: ” – Você foi ao banheiro?”
Marcelo Anthony responde com empolgação:

“Você tá querendo saber se eu FUI LIBERTAR O MANDELA?”

Marcelo antony é pai de DUAS CRIANÇAS PRETAS.

Bem-vindo ao fabuloso  mundo do RACISMO CORDIAL BRASILEIRO, ou como muitos cientistas classificam como le racisme à bresilienne.

O racismo no Brasil é um capítulo a parte na sociologia e antropologia mundial. O racismo brasileiro é assunto nas grandes universidades do mundo.

E você, fala sobre isso?

Vocês podem não acreditar em mim, editora chefe do Efigenias, mas espero que no Chico Buarque vocês acreditem:

Chico Buarque fala sobre o racismo, sua família de pretos e mestiços e das pessoas que por alguma razão, ainda desconhecida por mim, pensam que são brancas.

Ainda não sentiu nada? Então veja esse vídeo: Esse menino foi morto covardemente pela polícia em Salvador. O Estado segue seu plano de dizimação dos negros.

Não vai rolar.!!! Claro que ninguém ficou sabendo disso, afinal, um preto a menos,ninguém vai notar.

E ai, vamos aceitar a morenização e fingir que é o jeitinho carinhoso brasileiro e sequer discutir o assunto ou enfrentar e mostrar a que viemos?

Pensei nisso outro dia quando estava com um amigo e ele fez um comentário sobre gays e ao ver meu olhar de desaprovação se desculpou. Não sou gay (oi?), mas ele sabia que eu jamais aceitaria qualquer manifestação de preconceito mesmo que não fosse direcionada a mim.

E você?  O que faz quando escuta uma piada preconceituosa? Você defenderia algém vitima de preconceito? Será?

Não adianta falar que não é racista, tem que mostrar! Se somos todos iguais, trate todos de maneira igual NA REAL.

:: Efigenias ::

Rudy

Leave a comment

Filed under Efigenias, Ideias sem acento, Opinião

Google Pergunta

As respostas do nosso humilde oráculo

As dúvidas, anseios e divagações filosóficas dos nossos navegantes.

{porque todos odeiam o cabelo cacheado}

Olha, nem todos, mas é inegavel a pressão cultural para que todas as pessoas queiram ter cabelo liso. Atualmente eu prefiro simplesmente pensar que cada um tem direito de optar pelo que gosta, mas há de ter diversidade de representação.

{porque as pessoas odeiam negros}

Eu acho que 30% das pessoas odeiam os negros e 60% são tão ignorantes que não conseguem entender a consequência de seus atos e palavras.  Para os primeiros, respeito pelo direito de opinião porém, que guardem suas ideias idiotas para vocês mesmos. Pensem o que quiserem,ninguém tem que saber das merdas que passam na sua cabeça. Para os segundos, educação, representatividade e respeito. A educação salva almas, sabemos disso e temos obrigação de esclarecer as pessoas: por exemplo a questão seguinte:

{por que negrice termo pejorativo}

É uma dúvida autêntica e oportunidade de esclarecer alguém pode estar sendo racista sem saber. vejamos linguisticamente:

Estudando o ensaio de José Endoença Martins para a revista da ABPN,  assimilei um possível significado para negrice, em contrapartida a negritude.
Segundo Martins:

“negritude compreende “os aspectos positivos” colados à vivência negra pelos atores da resistência racial” sendo negrice  seu oposto: “sob a égide da negrice…corporificam a identificação com valores externos às suas culturas de origem e, portanto, desenvolvem identidades assimilacionistas; Negrice engloba “as configurações negativas” associadas à experiência negra, determinadas pelo racismo branco e pelo racismo internalizado”.

Para concluir, essa,  como outras palavras, devem ser evitadas no contexto diário por remeterem a algo negativo a toda cultura negra. Dizer coisas: “não faça nenhuma negrice” é assumir uma configuração negativa com toda a cultura e povo preto. OU seja, ninguém merece.

:: Efigenias ::

Linguística é nosso jogo

2 Comments

Filed under Google Pergunta, Opinião

Metalinguagem feat. “Quando ler o ::Efigenias::?”

Quando ler o Efigenias?

Siga @aDoutrinadora no Twitter!

Às vezes você se pergunta QUANDO e COMO deve participar do ::Efigenias::?

Sugestões de momentos que você DEVE LER o :: Efigenias ::, CURTIR no Facebook ou perSEGUIR no brand new TWITTER

{Depois de mais um dia de trabalho na Semana de Moda de Nova York}

{Antes de mais um dia de compras nas boutiques super exclusivas no 16eme em Paris}

{Não deixe de twittar sobre aquele baile de gala da sociedade benemérita da qual você faz parte}

{Durante um cruzeiro pelas Ilhas Gregas diretamente no seu iPad}


{Convide todas as suas amigas do nado sincronizado pra seguirem a a doutrinadora no Twitter!}

 :: Efigenias ::

Faz parte

1 Comment

Filed under As Efigenias, Internet, Social, Twitter

Porquê Oprah Winfrey é meu DEUS

{DEUS}

DEUS sm (lat deus)

1 O Ser supremo; o espírito infinito e eterno, criador e preservador do Universo.

Oprah Winfrey inaugura escola para meninas na África do Sul

“My young friends, doors are opening to you – doors of opportunities that were not open to your mothers and fathers – and the great challenge facing you is to be ready to face these doors as they open.”

2 Teol Ente tríplice e uno, infinitamente perfeito, livre e inteligente, criador e regulador do Universo.

“Ela é alguém que tem a capacidade de mover montanhas e mudar mentes.”

Dana Bash

3 Cada uma das pessoas da Santíssima Trindade.

4 Indivíduo ou personagem que, por qualidades extraordinárias, se impõe à adoração ou ao amor dos homens.

5 Objeto de um culto, ou de um desejo ardente que se antepõe a todos os outros desejos ou afetos.

Oprah is basically god now

:: Efigenias ::

deus é fiel

 
obs.: Esse é um blog tolerante, humanista e budista. Este artigo trata-se de uma licença poética ou alegoria.  Não serve para ofender ou desrespeitar o deus de ninguém, ok?

1 Comment

Filed under Afrodescendente, Black, One of Us, Opinião

Alpha bitch

Dona Lourdes, você é uma das nossas!


:: Efigenias ::

Porra, Jean!

Leave a comment

Filed under Efigenias, Fêmea alfa, One of Us

Onde não ir

Um guia de turismo ao contrário

Onde não ir em PARIS

Social Club

no social

Era a balada do meu coração. É chamada A-Social/AntiSocial pelos parisinos.

Pra fazer balada em Paris tem muitas regras de politesse: como se vestir, com quem estar, como se comportar. Mas o mais absurdo é umalei que permite que a casa escolha sua audiência. Na prática é assim: um segurança pateta, em geral mal-educado e arrogante escolhe quem pode em não cair na pista.

Baseado em quê??? Pelo  que eu conheço da humanidade imagino que seja racismo, machismo, preconceito de origem, ignorância e coisas fofas do gênero.

Não vá ao Social Club (apesar da balada ser boa para os padrões franceses)

O preço médio da entrada é 15 euros que pode variar de grátis até 30 se tiver algum show.

Com essa $$$ você pode…

♣Comprar um adesivo para Mac qualquer computador na Vynilville e ser uma pessoa verdadeiramente charmosa

♣Comprar 10 passes de metrô de Paris mais 3 bagettes e ir pra qualquer outro lugar

+

Ou melhor ainda

♣Ir no museu do Louvre nas noitadas e perceber que cultura também é balada (pois é) e ainda sobra um troco

É  por essa política injusta e outras pataquadas das bouatis de Paris que é cidade é bem boring de balada!

:: Efigenias ::

Social Club não.

Leave a comment

Filed under Opinião, Out and About, Viagem

A história da vadia do supermercado ou Deixa meu cabelo em paz!

Drama, suspense, reflexão

Minisérie auto-biográfica sobre o dia-a-dia da editora chefe do Efigenias.org em Paris.

Haja fígado!

:: Efigenias ::

Na tela da tv no meio desse povo

15 Comments

Filed under As Efigenias, Internet, Negas do cabelo bom

Google pergunta

Mais uma rodada de questões, demandas, inquietações e dúvidas d@s noss@s maravilhos@s leitor@s

– o cabelo nicole scherzinger é liso ou alisado?


Muita gente diz que o cabelo da Nicole é uma lacewig perfeita e hollywoodiana. Não, o cabelo dela é NATURAL!

Nicole é nascida no Hawai numa familia multicultural. Seu pai é filipino e a mãe russa, logo ela é mestiça de branco+asiático tornando seu cabelo longo, perfeito, preto possível.  Ela mesma conta que muitas pessoas pensam que ela é paquistanesa, mas devido sua herança cultural, ela se considerada asiática.

– um afro descendente chamado sergio

Engraçado como essa query sempre rola aqui no blog… quem será esse Sérgio que alguém tanto procura.

Dica: enquanto espera o Sérgio aparecer, faça um curso básico de internet para melhorar suas buscas, beijos.

O nome Sérgio tem origem latina, significa pastor, o que proteje. Eu conheço alguns Sérgios, maspor hora, um afrodescendentes chamados Sergio Menezes que me interessa e muito.

– o que é um dandi

Dandi é um estilo de vida que nasceu na Inglaterra no século XVIII e que encontrou seu auge no século seguinte na França. É um padrão de elegância e boas maneiras que infelizmente para tristeza de toda a redação do :: Efigenias :: está se perdendo no tempo.

Clique aqui para ler tudo sobre dandismo, ensinar para seus amigos e parente e finalmente dar prazer a todas as mulheres que gostam de homens bem educados e elegantes.

 

He's cute in so many level...I never get tired...

 

 

MAS A QUERY VENCEDORA DA VEZ É:

hahahahhaha

– do racismo porque os negros não são exemplo de beleza

– hahahahahahahahah

 

– oi?

 

– desculpa, não entendi?

 

– dá pra repetir?

 

– hahahahahahah

 

:: Efigenias ::

hahahahah

1 Comment

Filed under Blosphera, Efigenias, Internet

Bofe do Domingo

Barack Obama dos anos 80

Futuro Advogado, Professor, Senador e Presidente dos EUA

Origem: Afro-norte-americano

Carreira: Estudante da Universidade Columbia e Harvard, Obama se preparava para seu futuro de presente mais pop e mais cool do mundo.

O que contar para a família: É  casado com Michele Obama (isso vale acho que até um pouco mais que seus próprios atributos).

É para casar? Já é casado e ainda bem que é com ela.

Leave a comment

Filed under Afrodescendente, Beleza, Black

Google Pergunta

Diretamente das pesquisas do Google

As queries d@s querido@s e ilustres visitantes do nosso humilde blog

* padrão de beleza imposto pela mídia

Veja o que o padrão de beleza imposto pela mídia está fazendo com nossas crianças


* tais araujo é um afrodescendente?


Sim, Tais Bianca Gama de Araújo, atriz brasileira é afrodescendente, mas lembre-se o artigo indefinido deve concordar com o substantivo, então no caso é uma afrodescendente

* como colocar alongamente fio a fio com franja

Amo esse vídeo, essa menina é maravilhosa! Ela faz o penteado Frohawk colado com cola. Atenção para a finalização.


*como se fala eu amo a willow smith ela é diva em inglês

  • I love love love Willow Smith, she is such a diva!
  • La quiero a Willow Smith, esta muy copada, re diva!
  • J’adore Willow Smith, elle est suberbe, en fait, une vraie diva!

*jennifer hudson, usa extensões no cabelo?

Não mais. Agora ela usa lacewig.

NR.:way too much photoshop, way to much wig

E a Menção Honrosa vai para

*crianças são amigas de todas não tem preconceito


Sim, crianças não tem preconceito, mas pais, familiares e amigos sim.  Vamos educar nossas crianças de forma a erradicar o preconceito desde a infância.

Leave a comment

Filed under Afrodescendente, Blosphera, Internet

+ Amsterdam

Como falar de Amsterdam sem falar na melhor coisa dos Países Baixos

STROOPWAFELS!

  • Não são simplesmente waffles de caramelo. Óbvio que não!
  • Em Amsterdam você encontra em todos os lados. O preço varia de 0,64  a 7 euros! Sim, tem trouxa turista pra tudo.
  • Existe uma associação de viciados em Stroopwafels, na qual vou fazer minha inscrição após esse post.
  • Em Paris apenas 1 waffle custa 1 euro e o pior é que eu não sei onde comprar!

  • Na Holanda tem uma banda chamada “The Amazing Stroopwafels”
  • Se vc nunca comeu, não adianta que não vai conseguir nem imaginar o que é.
  • Se você pensa que sabe alguma receita infalível de doce pra matar a larica é porque realmente nunca comeu Stroopwafels.

Leave a comment

Filed under Produtos

Diário de Férias

De volta das férias (de novo).
Vamos trabalhar com força total pra bombar em 2011, o último ano antes do fim do mundo.

O que será que rolou?

A editora do Efigenias e seu partner in crime Thontom, vulgo Gorduxo, em mais uma aventura na adorável Amsterdam (eeeeee)!

Top 5 A’dams!

5º Café De Vergulde Gaper

É um bar charmoso perto do Red Light District. Todo sábado rola um encontro do Couch Surfing lá (ok, eu conheço o lema: “CouchSurfing, hay que salir”, mas enquanto eu não saio…) Bebidinhas, pessoinhas, bom lugar pra começar a noite porque tem comidinhas bem legais lá. E o preço, bem, não é Paris, então dá pra comer de verdade.

PrinsenSTRAAT bem na esquina, Amsterdam

4º Rood

Essa loja é um bombom, é uma loja vermelha. Sim, tudo vermelho: tem brinquedos, decoração, roupas, tudo em vermelho coração. É muito fofa mesmo! Até os cartões postais são vermelhos, um primor!

Warmoesstraat 137a 1012, AMSTERDAM

3º Bulldog

Bulldog é o pioneiro e mais antigo coffeeshop de Amsterdam. Têm vários na cidade e seu slongan é ” a marca com coração” , ou seja, o povo curte e curte mesmo o movimento. Além de todas as coisinhas que amamos que se encontram em um coffeeshop, esse aí da foto, o Bulldog Palace, fica na praça do lado da H&M é uma baladinha também. É legal porque além de turistas chapados, tem os locais fazendo a festa.

Leidseplein 15 1017, Amsterdam

2º Galeria de Arte Africana

A melhor galeria de arte africana que eu vi em toda minha vida. Sério, blowin’mind! Tinha duas estátuas de guerreiros em tamanho real INCRÍVEIS! Eu não lembro o endereço, nem sei se o link da foto leva a essa galeria especificamente que eu estou pensando, mas enquanto eu não descubro, fica a dica. Só sei que fica no bairro Jordaan, perto do museu de Belas Artes, ou Bozart como falamos aqui em Paris.

Quando eu lembrar do endereço eu posto

1º Paradiso

Todo mundo á sabe que eu nasci para balada e levo essa missão muito a sério.Eu não sou gente que vai em balada de hip hop, mas essa foi f.o.d.á.s.t.i.c.a! O lugar é gigante , amei ficar 1 hora na fila passando frio com ansiedade para cair na pista. A única coisa que eu não gostei é que os 13 euros que cobram na entrada não te dão direito de ir ao banheiro. Sim, agora em Amsterdam tem essa moda de pagar para ir ao banheiro das buateys…Acho o fim!!! Fico apertada, mas não pago pra fazer xixi nem aqui, nem em Amsterdam.

Weteringschans 6-8, na frente do Burguer King, do lado do cachorro quente, Amsterdam

Amsterdam é muito mais do que dizem, é uma cidade segura, limpa e simpática. A galera é baladeira e por razões óbvias (mas nem tanto) vemos muitos sorrisos e gentileza da rua.

Se você está em na Europa, tem que aproveitas as promoções de trem e ônibus pra Adams. Já na cidade, o metrô e o ônibus são um pouco caros (2,60 a passagem válida por 1 ora ou 7 euros o bilhete válido para o dia inteiro), mas você pode andar a cidade inteira a pé ou alugar uma bike.

Tem a Área dos Museus com destaque para o Museu de Belas Artes e Van Gogh, tem o Red Light District onde estão as famosas garotas em suas vitrines, o centro onde está a Amsterdam Centraal , a estação de trem,metrô e rodoviária e o bairro  Jordaan que é uma área com muitas galerias de arte e muitas lojas famosas.

 

:: Efigenias ::

Nascemos pra isso.

 

1 Comment

Filed under Balada, Out and About, Viagem

Tell me your secret

E aí, o que você acha disso?

(I kinda understand)

(This was not a surprise. I know a lot of people do it)

(now I m scary…)

 

PostSecret, segredos de domingo

 

:: Efigenias::

 

Leave a comment

Filed under Blosphera, Internet

01/01/11 – Gael Garcia Bernal

Gael Garcia Bernal ETERNO

♥ Em 1992 eu me apaixonei pelo garoto Daniel da novela “Vovô e Eu”, apresentada  pelo SBT. Guardei por muito tempo esse sentimento puro e sincero.

♥No ano de 2004, lançamento de filme  “Diários de Motocicleta de Walter Salles, fui até o Espaço Unibanco na Avenida Paulista em São Paulo para ver o ator principal do filme e comprovar que éramos feitos um para o outro.

♥ Em 2010 li no jornal do metrô de Buenos Aires que Gael iria se mudar para cidade e tive certeza que ela lá que eu deveria morar.

Após quase 20 anos de amor, adoração e sonho…

Em 2011 eu PEGAREI o

Gael Garcial Bernal!

1 – Porque eu mereço

2- Porque eu quero

3- Porque eu não esperaria tanto tempo para nada.

:: ♥ ♥ ♥ ::

É por essas e outras que eu não desisto ♥

:: Efigenias ::
Brasilieras

1 Comment

Filed under Balada, Bofão, Cinema

Kama Sutra é um texto sobre SEXO

Aqui no Efigenias, levamos nosso rating a sério

Pela óbvia e ótima receptividade dos nossos posts sobre SEXO, o penúltimo, pero não menos importante da série.

O Kama Sutra é um segundo Wikipédia, é um antigo texto indiano sobre o comportamento sexual humano. Como todo mundo sabe este livro ensina várias posições sexuais para aumentar o prazer de ambos participantes da relação sexual.

Escolhemos algumas versões para que todos vocês se sintam contemplados. Porque  SEXO é mais que amor ou arte. Dependendo da posição, SEXO é esporte.

Para os músicos…

Agora, se você está desempregado, não está estudando, não tem porra nenhuma pra fazer nessa vida… Bom, você pode fazer SEXO. Um calendário com uma posição por dia do ano. Taí um grande objetivo de vida :)

Kama Sutra de sweet tooth like me!

 

If you got some sugar for me, sugardaddy bring home!

Quer um Kama Sutra personalizado com as posições que mais combinam com você?  Clique AQUI!

Kama Sutra Geek

 

Não fiquem bravos comigo, eu também passo muitas horas no computador, eu sei o que é carência...

Tá, você é geek, mas é também alternativo? Esse Kama Sutra é pra você

 

Quem nunca teve curiosidade de saber sobre a vida sexual dos carinhas do sinal de trânsito e dos carinhas das portas de banheiros? É assim, ó

 

Há de haver motivação!

Até nós linguistas temo uma vida sexual , oras? Por que não? Kama Sutra de quem só pensa em palavras…

“Foi dito por alguém que não há ordem ou momento exatos entre o abraço, o beijo e as pressões ou arranhões com as unhas ou dedos, mas que todas essas coisas devem ser feitas, de um modo geral, antes que a união sexual se concretize, ao passo que as pancadas e a emissão dos vários sons devem ocorrer durante a união. Vatsyayana, entretanto, pensa que qualquer coisa pode ocorrer em qualquer momento, pois o amor não se incomoda com o tempo ou ordem.”

Kama Sutra

:: Efigenias ::

Vivendo e aprendendo ;)

Leave a comment

Filed under Uncategorized so far...

Auto-SEXO

Esse é mais um post sobre SEXO

Você pode negar, mas sabemos bem o que você quer: SEXO

A vida não é fácil. Muitas vezes é difícil encontrar um parceiro sexy, bem educado, gentil, cavalheiro, rico, pintudo, pós-graduado, viajado, poliglota, lindo, charmoso, compreensível, dandi, de boa família, com bens, boa carreira, engraçado, que saiba escutar, que tenha uma voz sexy , conhecedor dos prazeres da vida, que saiba tocar um instrumento, entre outras coisas básicas que todo homem deve ter. Ah, claro, e hetero.

Será mesmo?

Pois é…dizem que mulher pensa em amor e homem pensa em sexo… Olha, ou alguém está muito enganado ou os tempos mudaram. Vejamos:

Tá de Parabéns é um Tumblr feminino que fala sobre SEXO, quer dizer, não fala muito… é melhor clicar  e ver do que se trata. Links falam mais do que palavras.

Mas uma coisa é amor e outra é sexo. Uma coisa é amar e todo o blá blá blá que já sabemos e que realmente não existe em  abundância em nossas vidas. Afinal, não achamos nosso coração ♥ no lixo. Agora outra coisa é conhecer um cara na balada, depois de tomar … , …, ir direto pro… e finalmente …., seja no …. ou no ….

Pode até ser que no outro dia você nem lembre do nome do cara, mas ai você terá certeza que fez SEXO e não amor.

- Um IPAD ou um Wii funcionam bem também!

Com todo respeito aos leitores XY do blog, o Efigenias é um blog de periguetey por essência, mas às vezes, é só mesmo o pau caráter que importa…o que não significa que o homem que venha junto a ele deva colocar seu cérebro no modo offline. Il faut faire des efforts, les mecs…

É...parece que sim....

Quer ler um bom papo de sexo? Sexo agora,  sexo depois dos 60 anos, não fazer sexo. Sim, não fazer sexo é também uma forma de expressão sexual. Elza Soares, Clara , Astrid e mais.

Bom, o quadro não é dos mais excitantes, afinal como já disse uma sabia vizinha de Facebook, “Se você dá é puta e se não dá é filha da puta”, o melhor é deixar o SEXO casual um pouco de lado e partir para outras alternativas de diversão solitária.

Você pode escutar aquela música que te toca bem no fundo….

"Well do you, do you really want?"

Não é porque você não faz SEXO que você não fala de SEXO com suas amigas por telefone…

-Vou deixar no vibracall caso minha supermiguxa me ligue...

Melhor ainda  são as coisinhas da Hello Kitty, que divertem e nos fazem esquecer dos nossos problemas de SEXO:

We love our cute pussycat :)

L’important, c’est que le sexe n’ait pas été seulement affaire de sensation et de plaisir, de loi ou d’interdiction, mais aussi de vrai et de faux

Michel Foucault

:: Efigenias::

Meninas putanheiras de família

1 Comment

Filed under Uncategorized so far...

Cinema – κίνημα – kinema

Efigenias é um blog culturalmente orientado.

 

Do blog O Capacitor:

“Filme do Thor será boicotado por uma turma de racistas”

 

Um grupo ultraconservador americano chamado Council of conservative citizens (vale a pena visitar o site) está promovendo um boicote ao filme Thor do estúdio Marvel . Segundo o grupo de direita,  o fato do ator britânico Idris Elba interpretar um personagem no filme, baseado no quadrinho homônimo e produzido pela Marvel Comics, ataca os valores tradicionais da lenda nórdica e consequentemente, a famosa cultura branca. Citando o manifesto:

“Parece que a Marvel acredita que o povo branco não deve ter nada que é único dela” (oi?)

Idris Elba  nasceu em Londres e s é de Serra Leoa e a mãe de Gana. Ele é preto.

Sejamos sinceros: a priori, é um pouco estranho…Imagine um filme sobre uma lenda africana cujo personagem fosse representado por um homem branco? Mas espera um pouco! Acho que isso já  aconteceu! Lembram quando os brancos interpretavam os negros no cinema? Era assim:

Façamos uma simples comparação. Veja abaixo:

:: Preto representando branco

:: Branco representando negro

Alguns comentários, obviamente, sem o devido  pudor ao defender a causa à qual se propõe esse blog:

Uma vez um protesto parecido foi tentado por um grupo de pais conservadores no Estados Unidos contra maioria  de atletas da NBA  serem negros. Esses atletas talentosos, profissionais que fazem um dos melhores campeonatos esportivos do mundo, cuja influência alcança  a cultura popular, influenciavam mal seus filhos. Por que eram negros, claro.

(eu peço ao leitor@ que imagine a editora com cara de preguiça e tédio)

Apesar de acreditar que a multiculturalização,  mesmo que artificial é uma grande ferramenta para a manutenção da representação e igualdade, eu entendo de certa forma esse apego. : (

Só que…

Arte não é jornalismo, uma vez disse um grande comunicador (tudo bem que eu também não sei o que é jornalismo hoje em dia, mas isso é outra questão).

Quando falamos de arte não há limitações. Convidamos os senhores do digníssimo Council a darem um passo à frente e esquecer que há uma mera diferença variação, quase insignificante na cor da pele e que tal detalhe é irrelevante para ser um bom ator. Não queiram limitar uma lenda fantástica, a atuação de um grande ator e um bom filme, com os muros capengas do preconceito.

Devo acrescentar que ver um homem lindo, alto, inglês vestido de super-herói pode agradar muita gente. A ver:

 

:: Efigenias ::

A afirmação do PRETO

 

3 Comments

Filed under Black, Cinema, HOT NEWS

Metalinguagem {♥} Links

{♥}

Just lovely

Le blog de Sofia

∫Doçura em forma de URL

:: Efigenias :: Links :: Tá na Moda ::

 

Leave a comment

Filed under Blosphera, Efigenias, Internet

Bofe do Domingo

Ali Soumaré

Escritor, homme-politique

Origem: Afro-francês

Carreira: Ativista do Partido Socialista francês

O que contar para a família: Polêmico, provocador e secretário federal do partido, acaba de lamçar seu primeiro livro.

É para casar? Espero que sim, mas depois de eu terminar de ler o livro dele, eu confirmo se sim ou não.

Leave a comment

Filed under Afrodescendente, Beleza

Protesto

Quer protestar? Pegue toda sua raiva e tenha uma grande IDÉIA.

Já que nossa indignação é uma mosca sem asas, inspire-se e aprenda a andar com suas próprias pernas.

Você é daqueles que acha que faltam ideais, causas para lutar? Escolhemos algumas:

Você pode protestar pela limpeza e conversação de uma grande megalópole…

Por uma Porto Alegre mais limpa

Tá, você não é de Porto Alegre, mas vive em outra grande cidade, pode protestar contra as multas de trânsito…

Homem compra site da polícia para reclamar

Nem um nem outro? Que tal protestar pelo direito de escolha das mulheres?

Estudantes francesas protestam contra a lei anti-burca

Contra o capitalismo é uma boa, afinal, se o que importa é o capital, cadê a grana???

Pela diversidade. Chega do mesmo!

Desfile-passeata Fashion Mob reúne centenas de pessoas no centro de São Paulo

Leave a comment

Filed under Internet, Opinião, Out and About

Recordar é viver

Onde estão as modelos negras?

Segundo Naomi Campbell houve avanços, mas seguimos preteridas nas passarelas e anúncios publicitários

Em 17 de novembro de 2009, Naomi Campbell veio até esse blog reclamar da falta de modelos negras no mundo da moda. Um ano depois, nada mudou e aqui está a übermodel novamente pra dizer mais uma verdade inconveniente: a moda, assim como a sociedade, assim como o mundo é racista.

O mundo da moda ainda é racista, diz Naomi Campbell

Fiquei sabendo pelo site Black Hair & Other Stories que a revista Marie Claire tem uma sessão só pra mulheres negras. Espera um pouco, não era mais fácil diversificar um pouco as modelos e as matérias para que revista fosse uma revista feminina e não uma revista de mulheres brancas que as negras também podem ler? Fico feliz por termos espaço em uma revista que dita tendências e moda, mas como tô rabugenta hoje, permaneço com o pé atrás (que já tiver visto a revista ou tiver uma opinião, por favor escreva para a redação ou comente).

Iniciativas

A estilista e consultora de moda fofolete demais Thaís Losso (Cavalera, Sommer, Revista Capricho) por sua fez, foi ainda mais pontual e ao notar que no último Fashion Rio apenas 4 marcas desfilaram modelos negras e se questionou onde estão nossas meninas negras?

Como Walter Rodrigues não é bobo nem nada, na sua coleção de verão 2011, não colocou uma modelo negra, não colou uma cota de modelos negras, mas todas as modelos de seu desfile! Inspirado na zona da mata pernambucana todas as suas modelos eram pretas. Qual a diferença? Bem, todas são lindas e ficamos felizes, mas na prática são modelos como quaisquer outras!

Claro que essa atitude gerou um burburinho da primeira fila ao gargarejo, mas engraçado, quando todas as modelos de todas as revistas são loiras, ninguém fala nada… Mentira! Na época eu li na Lixolândia uma comentário que sim, os negros lutam contra o racismo, mas um desfile só com negras  é uma forma de preconceito contra os brancos.

Deixa eu ver se eu entendi, afinal, aqui somos um blog humanista e simpatizamos com a causa de todos os excluídos: em todos os desfiles da Fashion Rio, apenas 4 marcas tinham modelos negras, ou seja, a maioria das marcas desfilou apenas modelos brancas, muito bem. Por oposição, em um dos desfiles, todas as modelos eram negras, logo, essa marca foi racista. As outras que não tinham nenhuma modelo de nenhuma outra cor que não fosse branca, foram um mero acaso do destino. Entendi.

Sentindo na pele

A Editora do Efigenias, Luanna Teofillo, que vira e mexe tem seus dias de modelo de publicidade, em entrevista exclusiva, diz que o problema não é apenas o fato das pessoas serem racistas, mas também a falta de criatividade e profissionalismo de muitos trabalhadores da moda. “Já aconteceu mais de uma vez da maquiadora não ter maquiagem adequada para minha pele e eu ter sido excluída do editorial. Pior ainda uma vez que uma cabeleireira se recusou a arrumar meu cabelo, segundo ela, não mexia em cabelo como o meu, pode? Isso em Buenos Aires”.

E continuou: “Já na França há um fenômeno muito intrigante hoje em dia que são os modelos métisseMétisse é o termo que eles usam para um negro mestiço ou mesmo de pele um pouco mais clara como os brasileiros e caribenhos. Muitas vezes eu sei que eu não sou a mais bonita do casting, nem a mais magra,  mas como a minha pele é mais clara que das pretas maravilhosas que tem aqui, acabo tendo mais chance de pegar o trabalho”.

Perguntada se é a favor a adoção de cotas nos desfile, a blogueira é emblemática: “SIM! Sou a favor de cotas para tudo e por diversos motivos: para trazer o debate, para que as pessoas se posicionem, para mudar o quadro, para dar esperança as meninas que sonham em ser modelos. Afinal se a inclusão fosse algo natural, já teria acontecido. Numa sociedade racista, cabe a todos nós lutarmos para dar mais representatividade tanto de negros com orientais, indígenas, deficientes, mestiços,etc.”

É triste como o ser humano tenta, procura, se força para se limitar. Bem que Nietzsche me dizia que no dia que soubermos de verdade que somos o super-homem , com capacidades e inteligência infinita, teremos vergonha do somos hoje.

Leave a comment

Filed under Beleza, Fashion, Opinião

O que rolou? feat. Metalinguagem

As frases mais marcantes da semana do mundo pop:

♥ Teve exemplo de tolerância e amor ao próximo:

“Não gasto um milímetro da minha paciência com drogados.”

Aguinaldo Silva, autor, fala em seu Twitter sobre a saída do ator Fábio Assunção da novela “Insensato Coração”.

♥ Teve gente que finalmente se fez entender

“Sou um babaca total.”

Wagner Moura, ator, conta em entrevista à revista “Lola”, que não se preocupa em ser uma celebridade.

♥ Teve pérola de sabedoria e humanismo

“Quanto mais filho a mulher fizer, mais Bolsa Família ela vai ganhar.”

Letícia Spiller, atriz, durante a coletiva de imprensa de “Afinal, o Que Querem as Mulheres?”.

♥ E teve quem falou a verdade

“Me sinto totalmente frustrado, sim.”

Nando Cunha, o Pimpinela de ‘Araguaia’, conta ao site Ego que fica insatisfeito por ser escolhido para alguns papéis porque é negro e não pela sua qualidade como ator.

 

Para mais frases de efeito, declarações e constrangimento público, não deixe de visitar o QuoteNOIRE.

Leave a comment

Filed under Blosphera, Efigenias, Opinião

Bofe(s) do Domingo (passado)

Thiaguinho

Músico do Exaltasamba

Origem: afro-brasileiro

Carreira:Vocalista e músico do Exaltasamba, Thiaguinho participou do reality show Fama da TV Globo e estudou jornalismo.

O que contar para a família: “Mãe, olha que coisa mais linda!”

É para casar?Com certeza, nós merecemos.

David Agbodji

Modelo

Origem: afro-francês

Carreira:Modelo internacional, é uma das caras lindas da Calvin Klein

O que contar para a família: modelo internacional é o suficiente
É pra casar? sim, amamos modelos. Vive la France!

Leave a comment

Filed under Afrodescendente, Beleza, Black

Out and About

Direto do Concret Loop

Lewis e Nicole antes do Grande Prêmio de Abu Dhabi

(Abu Dhabi, 23Nov) – O corredor da Formúla 1 Lewis Hamilton e a cantora Nicole Scherzinger foram fotografados antes do Grande Prémio de Abu Dhabi na última quinta-feira.  Hamilton chegou em segundo lugar na corrida e ficou em quarto lugar no quadro geral da competição.

Gente linda que amamos!

1 Comment

Filed under Afro, Black, Out and About

Google pergunta

Nostalgia Chic

Mais uma  sugestão d@s navegador@s do Efigenias

Pequenos mimos que toda alpha female + business woman + menina de família deve ter em sua bolsa.

Porta Cartões

Para guardar seu próprio cartão de visita (você já tem um, né?) e acolher os cartões oferecidos. Básico para offline network.

Porta Cart - Les invasions éphemères 9,90 €

Better than Beauty: A guide to charm

Lembre-se, o charme é mais importante que a beleza. Aprofundar-se a na arte do bem viver, cultivar-se, é essencial para a mulher moderna e cocotas  modernetes de todas as tribos.
“Publicado originalmente em 1938, o livro oferece dicas atemporais de beleza, boas maneiras, saúde e estilo.”

Guia de etiqueta Better than Beauty $15.99

Relógio de Bolso Breakfest at Tiffany’s

Não sei vocês, mas nós dos Efigenias AMAMOS relógios de bolso. São lindos, delicados e charmosos. Você pode usar também como colar, o importante é não perder a hora pro estilo, só pra fazer um finalzinho bem cliché.

Relógio de Bolso Breakfast at Tiffany's $32.99

Sombrinha Vintage Rose

Seja em São Paulo, Paris ou Londres chuva é o que mais rola. Além de proteger sua chapinha, escova ou aplicação de creatina, você pode ser charmosa e clássica.

Sombrinha Vintage Rose £7.99

Mini-PC HP Vivienne Tam Butterfly

E por último mas não menos importante, o  supercute mini pc Butterfly da HP. Sonho de consumo da redação do Efigenias em peso, não poderia faltar na nossa lista, afinal, temos uma vida virtual a selar e prover conteúdo.

 

Mini-PC Butterfly R$ 1.842

 

♥Palavras de sabedoria da Vovó Efigenia♥

Vô Luanna Efigenia

“Sonhar não custa nada.” Unidos do Salgueiro

“O que eu gosto não é graça.” Cansei de Ser Sexy

“O que é grátis não é igual ao que é caro.” Luanna Teofillo

“I like my money right where I can see it… hanging in my closet.” Carrie Bradshaw

Juízo!

Beijos da Vovó

Leave a comment

Filed under As Efigenias, Beleza, Fashion

Metalinguagem

Aquele abraço!

Um beijo pra turminha do Facebook!
Nosso profile no Facebook tá bombando! Clique aqui do lado e faça parte do Efigenias →
Por que só a vida real, não dá conta, né?

Leave a comment

Filed under As Efigenias, Blosphera, Internet

Terminologia

Usos e significados

Guia prático e préalable dos termos raciais

Em caráter de urgência, devido a série de idiotismos e barbarismos que tivemos contato nos últimos dias (clique AQUI e seja bem-vindo a Lixolândia), comentário sobre três termos entre os mais utilizados para designar pessoas étnico-racialmente.

“Las razas” no existen, ni biológicamente ni científicamente. Los hombres por su origen común, pertenecen al mismo repertorio genético. Las variciones que podemos constatar no son el resultado de genes diferentes. Si de “razas” se tratara, hay una sola “raza”: la humana. “Las razas” biogenéticamente, no existen, pero el racismo sí, como ideología.

José Marín González, Doctor em Antropología da Universidade Paris 1 Panthéon- Sorbonne

Cada um desses termos e outros mais serão tema de matéria individual (como já vimos N*) em momento oportuno.

Preto

Tais Araújo, atriz, brasileira, PRETA

Pessoa da raça negra.

Designa africanos e descendentes. É o termo que se utiliza nos países lusófonos, com exceção a Angola que segue o modelo brasileiro. No dicionário de português de Portugal preto é descrito como termo pejorativo.

A palavra em si tem conotação neutra, ou seja, pode ser tanto positivo e demonstrativo quando pejorativo. No Brasil, apesar de constar como sinônimo de negro,  muitas vezes é considerado pejorativo quando na realidade é o termo mais adequado para indicar africanos e afrodescendentes.

Francês: noir
Inglês: black*
Espanhol: negro*

 

Negro

Tais Araújo, atriz, brasileira, NEGRA

Negros são os pretos nascidos na América descendentes de escravos e escravos em geral. No Brasil é o termo mais popular e utilizado para designar afrodescendentes. De certa forma, a palavra representa origem comum, diferente do termo preto que está ligado, no subconsciente popular, à cor. À rigor, os pretos brasileiros são negros porque são descendentes de escravos e por isso mesmo muitos consideram o termo racista porque evoca diretamente à escravidão.

Podemos pensar a priori que  um brasileiro afrodescendente é negro, mas um africano preto, por não ser descendente de escravos. Porém  na língua corrente, negro e preto são sinônimos.

Francês: nègre termo fora de uso justamente porque remete a escravidão e não se ajusta a realidade dos afrodescendentes .

Inglês: negro mesmo caso do francês. A palavra foi rejeitada na época do movimento pelos Direitos Civis, justamente pela alusão a escravidão e hoje em dia é termo pejorativo
Espanhol: negro é o caso mais crítico da dialética palavra X representação. Nos países hispânicos negro não é somente pessoa preta, de origem africana, mas designa também o pobre, o segregado, o mais baixo da escala social, sem cultura, ignorante. É usado como adjetivo pejorativamente (“negro de mierda” mesmo que a pessoa seja branca). consequentemente designa populações de origem indígena não só pela pele escura mas por ser o pior do extrato social. Por outro lado, é também vocativo carinhoso, como a cantora Mercedes Sosa  que na Argentina tem o epíteto La Negra.

Mulato

Tais Araújo, atriz, brasileira, MULATA

Mulato é termo que designa os mestiços entre branco e negro. Historicamente o termo usado para qualificar animais e como o negro ainda é era tratado como mercadoria era também classificado dessa forma, sendo que quanto mais perto do branco, melhor.

No Brasil é sinonimo de mulher negra fácil bonita, voluptuosa, sensual. A dançarina símbolo do carnaval é um esteriótipo brasileiro. É   um dos eufemismos raciais para negra, uma forma de amenizar o fato (assim como morena, morocha, moreninha, mulatinha). O mulato que é um dos símbolos do Brasil miscigenado, é também um grande exemplo do racismo cordial à la brésilienne.

Francês: mulâtre tem origem no mulata do Português, ou seja, como se fora um produto, uma pessoa que é de origem branca, nobre e preta, escrava, inferior. É a clássica mistura de cavalo com mula. Lendo a definição de mulâtre me deu ainda mais vontade de esquecer essa palavra e partir pra outra.

Le terme mulato ou mulata est aussi utilisé en portugais pour désigner des métis mais au Brésil après 388 ans d’esclavage donc d’exploitation sexuelle des femmes noires,métisses et indiennes le terme de mulata est souvent synonyme de danseuse érotique de carnaval. Ces femmes sont parfois vues comme des femmes de milieu social pauvre et facile à séduire, toujours prêtes pour une relation sexuelle. (Afff ,é isso que você quer pra você?)

Inglês: mulatto pelo mesmo motivo dos outros idiomas, não pegou nos Estados Unidos, além da associação à escravidão. Os termos mais usados são várias da palavra mestiço como biracial, mixed. Dizem que o termo peca por ser amplo e não designar somente o mestiço de negro com branco, mas qualquer mistura racial. Mas cá entre nós, nada como um predicativo para salvar a história, basta dizer mestiço de branco com negro.

Espanhol: mulato os espanhóis que começaram com a idéia de categorizar pessoas como mercadoria. Então o mulato uma produto da cruza entre o branco e negro.

Obviamente que aqui no Efigenias a liberdade é ampla e respeitamos o direito de cada pessoa se designar da maneira que quiser. Só queremos remarcar a importância dos significados, usos e representações das palavras.

Na próxima edição:

POLÊMICA: Black é racismo ou afirmação?

Fique a seguir com o Bofe do Domingo.

Bom final de noite :)

ps.: e para aqueles que amam odiar, gritar e espernear, dêem crédito às horas infinitas sentada nas bibliotecas do mundo e navegando em sites mil. Na humildade.

5 Comments

Filed under Ação Afirmativa, Afrodescendente, Black

Making things UP

Maquiagem é responsabilidade social

Nós do Efigenias apoiamos e amamos maquiagem. No dia-à-dia,  nas festas, para todas as ocasiões, para a vida.

Pode parecer futilidade,chega um momento na vida, que a prática da maquiagem se torna mais do que um hábito, mas uma obrigação consigo mesma, afinal, sabemos bem a diferença entre quando acordamos e quando vamos a uma festa.

Se você pode parecer mais bonita, POR QUE NÃO?

Top 5 produtos para pele:

Pó bronzeante Bourjois Paris

Poudre Bonzante Bourjois 15,60 €

É um pó que dá efeito bronzeado e tem cheirinho de chocolate. É leve e fino, ótimo para o dia a dia. E o mais engraçado é que eu conheci esse produto porque minha roomate Zoe, loira de olhos azuis, que por algum motivo, usava a mesma maquiagem que eu.

Base Cravo e Canela

Base para pele negra R$9

Infelizmente eles não tem site e hoje em dia é um pouco difícil encontrar os produtos, mas existem sim. A Cravo e Canela é pioneira em maquiagem étnica no Brasil. Boa qualidade, você tem variações para todas as tonalidades de peles, de bege  a bem pretinha. Para saber mais, entre com contato com eles por email cravo_canela@ig.com.br

Instant Liss Result Maybelline

Base Maybelline 13,50€

Base da Maybelline e eu adoro Maybelline porque é barato e honesto. Essa é mais clarinha, controla o brilho e tem média duração.

Bastão corretivo Max Love

Bastão corretivo Max Love R$3

A Max Love tem uma linha para peles morenas, mestiças e negras. Infelizmente no site, eles chama a linha de “pele morena”. Aparentemente ou as pessoas tem medo de falar a palavra NEGRA ou, o mais provável, a qualidade do ensino no Brasil está cada vez pior, mesmo nas escolas de marketing, afinal, o mínimo que um bom marketeiro tem que fazer é identificar corretamente seu público alvo. Esse corretivo (clique na foto pra ver o produto o site) deve ser usado depois da base, não antes como todas nós pensamos. Dá pra fazer jogo de luzes também, além de ser barato e fácil de encontrar.

Base Black Opal

Base Foncé Black Opal 12€

A salvação da minha vida em Paris. Espero que em breve eles façam uma versão que eu possa prender no meu próprio corpo para nunca ficar sem essa base. É a melhor que eu conheci até agora desde  a textura até a cor perfeita. Tem várias opções de tonalidade e a embalagem é inteligente.

 

E para as mais céticas, vejam o vídeo de Make Up Plastic Surgery da Eve Pearl. Você será capaz de fazer mágica com os produtos e a técnica certa e economizar em plástica.

1 Comment

Filed under Afrodescendente, Beleza, Black

Blog de cabelo

Pra saber o que tem na cabeça das pessoas mais fofas e modernetes das filas e das baladas escândalo de Sampa

Vou colocar mais um link para o blog  Tudo é vaidade porque é a Editora Chefe do Efigenias é a única pessoa que tem duas fotos no blog ;)  e no site da revista Capricho também eeeee!



Atenção!
A prática de auto-promoção deve ser evitada e banida do blog.
A redação

Leave a comment

Filed under As Efigenias, Balada, Beleza

Bofe(nho) do Domingo

Jaden Smith

Ator e Cantor

Origem: afro-norte-americano

Carreira:ator e agora segue carreira de cantor

O que contar para a família: com o matrimônio você vai fazer parte da família tudodebom de Hollywood e principalmente ser cunhada da Efigenia mor Willow Smith ♥

É para casar?Sim, mas daqui há alguns anos, por favor, o menino tem 12 anos!

Leave a comment

Filed under Beleza, Black, Out and About

Quando sapatos nos fazem rir

Suddenly, I felt like I was wearing patchouli in a room full of Chanel.”

#CarrieBradshawfeelings

 

Leave a comment

Filed under Fashion, Out and About, Produtos

Paris também é assim

Nesta semana  de Vacance de Toussaint (o feriado de Todos os Santos que aqui são umas miniférias) onde aparentemente as pessoas que preparam suas teses de mestrado não escrevem em seus blogs, um pouco de Paris que talvez você não conheça.

Tensão racial, você vê por aqui.

 

Leave a comment

Filed under Afrodescendente, Música, Opinião

Bofe do Domingo

TODOS os modelos do catálogo DKNY Outono/Inverno 2010/11

Modelos

Origem: Diversas

Carreira: Modelos e tudo de bom

O que contar para a família: São modelos, são modelos lindos, são modelos lindos no catálogo da DKNY

É para casar? Resumindo são modelos e amamos todos os modelos do mundo.

Leave a comment

Filed under Beleza, Fashion, Out and About

Quem é, é.

A dúvida paira no ar

Com a adoção de Ações Afirmativas raciais, muito se tem falado dos critérios para estabelecer quem é negro de quem não é (oi?).

Nadando na direção contrária ao debate, o :: Efigenias :: criou o roteiro definitivo para responder uma pergunta que não que calar: como saber quem é branco?

Você SABE ou PENSA que é branco quando:

♥ Vê sua amiga negra que costuma usar o cabelo alisado com o cabelo molhado e com a maior naturalidade diz: “Por que você não deixa assim molhadinho?”

♥ Para se referir a uma pessoa preta para outra, você passa o dedo indicador direito sobre mão  esquerda em geral fechada em forma de punho e fazendo movimentos lineares nos dois sentidos diz: “O Fulano, ele é assim da sua cor”, deixando claro com o gesto que se trata da sua cor de pele, não da cor do seu IPod Nano.

♥ Segundo a filmografia mundial,você não sabe enterrar

♥ Numa roda de samba com outros negros, você diz, repetindo o gesto manual descrito acima,  que você é dessa cor (teoricamente branco) mas também sabe sambar. Muitas vezes em seguida faz um movimento corporal muito peculiar para ser descrito aqui.

♥ Tem problemas com o vernáculo e não sabe usar os termos corretos para descrever as pessoas racialmente:
– A Tais Araújo, aquela moreninha da novela.
– Eu votei naquele escuro que era pagodeiro, o Netinho.
– Um senhor de cor veio de procurar, se referindo a seu pai e seu apelido sendo Negão.

♥ Ao ver uma reportagem sobre racismo na TV (muuuito bem elabora e imparcial) você diz cheio de opinião:
– É, mas os próprios negros são racistas… (e?)

♥ Para fundamentar e até mesmo justificar suas idéias, você diz um sonoro “Li na Veja!”, com a maior cara de dever cumprido do mundo.

E tem gente que pensa que isso é ciência ou sociologia e leva a sério.

♥ Num outro debate sobre racismo ou sobre ações afirmativas você diz ser contra porque é racista, anticonstitucional e o caraleo a quatro.  Só que você não sabe explicar nem o que é racismo perante a lei, nem o que é a Constituição e suas garantias e muito menos que é o caraleo a quatro. !

♥ Alguém te pergunta: “Mas você é racista?” Você responde indignado:” Claro que não, eu adoro basquete e samba, mas tenho uma vizinha…”

♥ Seus avós são negros, mas por algum motivo seus pais  são “morenos” e sei lá como ou só por ter “cabelo bom” e ser um pouco mais clarinho, você é branco, ariano para ser mais científico e mágico.

♥ Olhando um site de celebridades, você vê uma foto da Naomi Campbell um dia de cabelo curto e dois dias depois de cabelo comprido. E detalhe: ultraliso. Logo você exclama: “Nossa, mas o cabelo dela cresce rápido mesmo!”

♥ Você tem o cabelo liso, mas faz escova e chapinha (?)

♥ Faz questão de exibir seus amigos “de cor” como um troféu Amigo da Diversidade: ” Passa lá em casa pra ver o namorado na prima da minha cunhada que é um moreninho muito educado, na minha família não tem preconceito.”

Essa é uma homenagem carinhosa a toda comunidade  e cultura branca. Vocês são firmeza total, tâmo aí, lado a lado!

Agora, se você se sentiu discriminado ou ofendido, não perca tempo, dê um print screen na tela do seu computador e corra pra Delegacia de Crimes Raciais, em São Paulo à

DECRADI – DELEGACIA DE CRIMES RACIAIS E DELITOS DE INTOLERÂNCIA

Rua Brigadeiro Tobias, 527, 3º andar – Luz
Tel.: (11) 3311.3418 e 3315.0151 Ramal: 248 – dhpp@policiacivil.sp.gov.br

Afinal, no Estado Democrático de Direito, todos somos iguais perante a lei, né?

 

2 Comments

Filed under Ação Afirmativa, Opinião, Out and About

Bofe do Domingo

Jarrett Mathis

Atleta e Educador

Origem: norte-americano

Carreira: jogador de basquete e historiador

O que contar para a família: Jogou no basquete universitário norte-americano tendo muito destaque, assim como seu irmão. Jarrett é o propulsor do movimento para abolir a palavra “N” da cultura jovem. Faz palestras em escolas públicas nos EUA conscientizando crianças e adolescentes.

É para casar? Olha minha filha, nem sei o que falar de uma pessoa dessa. Vou já mandar um email apoiando a causa e oficializando nosso noivado. Tô tão feliz :)

Leave a comment

Filed under Afrodescendente, Beleza, Black

Metalinguagem

Ultrapassamos 1000 acessos este mês!

A Redação do Efigenias está em festa! Muitas visitas, muito burburinho. Cada palavra neste blog é escrita com muito amor ♥ e é bom ver que as pessoas se identificam com elas.

Vamos com tudo!

As fotos postadas no Efigenias são links relacionados, não se esqueça de clicar para saber mais sobre tudo que rola aqui no Efigenias e na nuvem.  No post sobre cabelos, por exemplo, cada foto leva a um vídeo da técnica utilizada.

Assine o blog para receber atualizações diretamente em seu email e poder comentar todos os posts.

Adoramos nossos textos em outros blogs, mas não se esqueçam de linkar e mencionar a fonte, belê? ;)

Divulgue, não só nosso blog, mas todos os blogs e sites sugeridos. Isso é a NOIRE VAGUE, SPREAD THE IDEA!

1 Comment

Filed under As Efigenias, Blosphera, Out and About

N. word? O que é afinal?

Terminologia

“N” não é preto nem negro. Há uma diferença grande entre os termos. E para a pior.

A palavra “N” é uma criação de pessoas cheias de ódio visando diminuir ainda mais a condição de existência do PRETO.
“N” não só significa, na pior conotação, preto, negro, escravo, animal. É o pior que há em tudo isso. Denomina todo o ódio que racistas sedentos já não conseguiam demonstrar só com atos. Criaram uma palavra pra isso.

“N” é o pior termo para designar qualquer pessoa, mas em geral é atribuída a negros. “N” rebaixa o ser humano e por consequência a humanidade como um todo. Toda vez que “N” é usada, tudo de pior que há do ser humano ganha um ponto na saga da evolução.

Na origem denominava os escravos negros que eram o escalão mais baixo da sociedade. Hoje em dia seu uso (não seu significado), tomou rumos surpreendentes.

A primeira vez que eu conversei sobre isso com uma amiga americana, que não é negra, ela disse que sentia vergonha por uma palavra dessas existir e ser usada. Como era possível ser humano se degradar de tal maneira?

Na definição “N” é uma pessoa sem auto-estima, sem valor social, escoria, mal-educado, de más maneiras, estúpido, ignorante, lento, insolente, fétido. E pior, PRETO. Toda vez que alguém profere “N”, todo o ódio que existe no universo se manifesta. Principalmente contra os PRETOS.

5 conselhos que podem ajudar indivíduos negros a serem mais respeitados e a se respeitarem mais

O termo foi popularizado nos anos 90 com ajuda do  Gangstar Rap, muitos estudiosos apoiam que uma palavra não vale mais que seu uso.  Justificam que houve um fenômeno chamado reapropriação, onde um termo usado num primeiro momento pejorativamente é absorvido pelo próprio grupo antes ofendido num sentido de identificação, senso de comunidade e empatia. Foi o que aconteceu por exemplo com o termo black que foi aceito no decorrer das décadas pelos negros americanos e é usado em todo o mundo.

Defendem que “N” em si, tem conotação neutra, mas que pode ser expressado de forma negativa ou positiva. Essa teoria torna o uso do termo COMPREENSÍVEL,  porém que não deve ser incentivado ou aceito. Isso explica porque uma pessoa de outra cor (alguém tem uma sugestão par abolir esse sistema de classificação de humanos por cores, como meias e giz de cera?) não pode dizer “N”, porque seu uso só é compreensível dentro de uma experiência de identificação.

♥ Conselhos da vovó Efigenia ♥

Se você éum artista, cantor, rapper, poeta, escritor, produtor, ator, saiba que parte do ofício de comunicar, é divulgar a língua e seus bons usos.  Sabemos do poder que uma palavra tem. Evitemos palavras como essas porque só geram mais preconceitos e ideias equivocada.

Vamos abolir da nossa vida coisas negativas como “N” e todo mal que vem junto dela.

Não se esqueça de visitar Abolish the “N” Word e o E Empowering ourselves e clicar sobre os links “N” para entender melhor o significado triste dessa palavra.

Juízo!

Beijosda Vovó

etimologia e significado

a palavra N foi uma criação de pessoas cheias de ódio para diminuir ainda mais a condição de existência do PRETO.
“N” não só significa, na pior conotação, preto, negro, escravo, animal. É o pior que há em tudo isso.Denomina todo o ódio que racistas sedentos já não conseguiam demonstrar só com atos, criaram uma palavra pra isso.

“N” é o pior termo para designar qualquer pessoa, mas em geral é atribuida as negros. “N” rebaixa o ser humano e por consquência como um todo. Toda vez que “N” é usada, tudo de pior que há do ser humano ganha um ponto na saga da evolução.

Na origem denominava os escravos que eram o escalão mais baixo da sociedade. Hoje em dia seu uso (não seu significado), tomou rumos surpreendentes.

A primeira vez que eu conversei sobre isso com uma amiga americana, que não era negra, ela disse que sentia vergonha por uma palvra dessas existir e ser usada. Como era possível ser humano se degradar de tal maneira.

A definição de “N” é uma pesoa sem auto-estima, sem valor social, escoria, mal educado, de más maneiras, estupido, ignorante, lento, insolente. E pior, PRETO.

Toda vez que alguem profere “N”, todo o ódio que existe no universo se manifesta.

mesmo incociente, sendo a ciencia neurolinguistica, a repetição do termo corrobora todos os rpeconceitos, todo o negativo que os pretos sofrem todos os dias.

alguém poderia gritar que os próprios negros popularizaram o termo nos anos 90 com o ganstar rap. outro apoiam que uma palavra não vale mais que seu uso. de crta forma, é obvio que a intenção não é denegrir mas exaltar, porém, as palavras são muito poderosas e servem de mecanismo de programação mental. está ai a ciência que não nos deixa mentir.

“Where y’all niggas goin?” is said with no selfconsciousness or animosity to a group of women, for the routine purpose of obtaining information. The point: Nigga is evaluatively neutral in terms of its inherent meaning; it may express positive, neutral or negative attitudes;

nigga (not nigger) brings out feelings of pride” (Davis 1). Here the word evokes a sense of community and oneness among black people.

uso
N não é uma palavra aceitávl porém seu uso é compreensivel. quando um negro chama o outro de my n, ele está se aproximando, se refletindo,se identificando com o outro. porém, devido a carga de preconceito e racismo contida no termo, o melhor é abolirmos de vez esse termo. não precisamos enfatizar a todo tempo que o preconceito que sofremos, mas valorizar e glorificar nossas vitórias, nossa luta.

por isso uma pessoa de outra cor (alguém tem uma sugestão par abolir esse sistema de classificação por cores, como meias e giz de cera?) não pode usar a palavras N, porque seu uso admite não só experiência e idntificação.

calma linguísticos do mal, de maneira nenhuma se trata de neologismo, reapropriação.é um engano como muitos que cometemos com a melhor intenção e que a revoulução humana, em nome da felicidade de todas as pessoas nos dá o direito de corrigir.

racial slur
adjeetivo, vocativo,para cumprir a função fática é fail, porque ao inves de aproximar, afasta, de tudo, do bem, do bom, da felicidade e do amor.

se vc é um artista, rapper, poeta, escritor, produtor, parte do oficio de comunicar, é divulgar a lingua e seus bons usos. temos que evitar o uso incorreto dos termos para evitar mais e mais preconceito. quem tem seu coração nas pontas dos dedos sabe do poder que um palavra tem. temos como mulata, moreninha, escurinho, denegrir e mesmo BLACK (em breve falaremos de todos os termos e porque devem ser evitados) devem ser abolidos em pro de palavras que consagrem as pessoas, não as diminua

não sou eu que vou acusar jay z, outros rappers, the wayne brothers de popularizem o termo até torná=lo algo normal.

vamos abolir N do léxico, d forma de tratamento, da existência

4 Comments

Filed under Ação Afirmativa, Black, Opinião

Bofe do Domingo

Marco Mattoli

Músico

Origem: ítalo-afro-brasileiro

Carreira: cantor, compositor, produtor e band leader

O que contar para a família: Gente fina demais, Marco Fábio é um menino de família, muito bem educado e talentoso. Culto, bom papo, divertido e hot.

É para casar? Só se for agora, porque a fila é grande.

2 Comments

Filed under Afrodescendente, Beleza, Opinião

Changes

O mundo está mudando…

A revolução começou ontem.

E você, onde estará amanhã?

Michele Obama com toda certeza é uma Efigenia!

:: Efigenias ::

One of us

Leave a comment

Filed under Afrodescendente, One of Us, Out and About

Estilo

DÂNDI . Dandy . Dandio

O príncipe nasce como tal, o Dândi segue o que é sua vocação natural

 

« Aucun crime n'est vulgaire, mais la vulgarité est un crime. La vulgarité, c'est ce que font les autres. »— Oscar Wilde

 

Pouco laureado na cultura brasileira, o Dândi é o estilo adorado pelos mais finos. Dândi é o seguidor do dandismo que é uma doutrina de elegância e excelência fundada no século XVIII no Inglaterra pela elite intelectual e que teve seu auge no século XIX na França.

É o cavalheiro perfeito, reconhecido por sua elegância e senso estético no vestir e em suas boas maneiras. No estilo, o Dândi remete ao visual formado por alfaiataria e cortes clássicos em tons neutros como preto, marrom e cinza, combinado com acessórios como relógio, chapéu, bengala, guarda chuva, colete e luvas. Um luxo que amamos.

 

Baudelaire identifie le dandysme comme le « dernier acte d'héroïsme » possible, recherche de distinction et de noblesse, d'une aristeia de l'apparence.

 

♣ Dândis originais:

George Beau Brummel, Oscar Wilde, Lord Byron

♥ Dândis modernos:

Justin Timberlake, Peter Doherty, Albert Hammond Jr, Usher

♦ No Brasil:

Marco Mion e Chico Bento

.

.O verdadeiro Dândi não se prende a padrões culturais, é cavalheiro naturalmente, não se importando com o modus operandis do macho vigente. Dado às artes e às contemplações estéticas do belo e do bom, o Dândi se destaca entre os outros homens, pobremente masculinos. É um sucesso entre as cocotas de bom gosto como nós do Efigenias ( ;) ).

Além da aparência, o que mais encanta no Dândi é o cavalheirismo que é algo que não existe mais na nossa cultura. No Brasil cordial do caboclo amigão, o cavalheirismo foi pouco difundido e se perdeu no tempo. As famílias não ensinam mais os filhos a serem cavalheiros; nas escolas, isso não é assunto e na cultura em geral já passou.

Muitos homens se escusam dizendo que o feminismo acabou com o cavalheirismo. Meus caros, a essência do homem cavalheiro é imune a alterações externas. O feminismo é resposta ao machismo. O cavalheirismo é o auge da beleza e da virilidade de um homem. Ou seja, uma coisa não tem nada a ver com outra.

 

« Le Dandy doit aspirer à être sublime sans interruption, il doit vivre et dormir devant un miroir »— Baudelaire, Mon cœur mis à nu

 

 

Alguns consideram o Dândi um excêntrico arrogante. Na origem pode-se dizer que é o dandismo é uma evolução do esnobismo na Europa do século XIX. O dandismo aconteceu antes da Revolução Industrial, assim que os homens podiam dedicar-se mais à elegância, já que não tinham que se vestir para o trabalho escrav0 assalariado. Sua vaidade e egocentrismo são baseados no conhecimento e delicadeza nas palavras e nos modos. Eram os burgueses que, mesmo não fazendo parte da aristocracia, se cultivavam a ponto de ser tão ou mais finos que os próprios aristocratas.

 

« Le mot dandy implique une quintessence de caractère et une intelligence subtile de tout le mécanisme moral de ce monde. » — Baudelaire, Le Peintre de la vie moderne

 

Por que um Dândi tem nossa preferência e merece nosso amor:

  • Abre sempre as portas e nos deixa passar na frente
  • Na calçada, anda sempre do lado da rua para nos proteger
  • Usa sempre relógio de pulso ou no auge do classismo, relógio de bolso
  • Usa chapéu, boina e suspensório
  • É sedutor sem ser cafa, xavequeiro, conquistador barato ou afins
  • Refinado, fala sobre artes, música, filosofia, literatura, tudo isso com charme, sem ser pedante.
  • Ao descer escadas, vai na frente para acudir a dama caso ela caia. Ao subir, vai na frente outra vez, dessa vez para não constranger a moça olhando para sua bunda ou diretamente sua calcinha se ela estiver de mini-saia
  • Tira o chapéu ao entrar em ambientes fechados, a mesa e ao cumprimentar pessoas
  • Beija a mão ao cumprimentar uma senhorita ♥
  • É sempre educado, mesmo quando alguém é mal educado ou deselegante com ele
  • Respeita e louva os mais velhos. Vê neles experiência e apreende sua boa educação
  • Ama todas as mulheres e as vê lindas em sua essência feminina
  • É muito bem asseado: unhas limpas, roupas limpas (pode parecer mentira, mas nós mulheres aguentamos cada coisa de alguns homens, afff!)
  • Valoriza a mulher, cede seu assento não para diminuí-la, mas porque a respeita em sua condição de mulher
  • Carrega as coisas dela como bolsas, sacolas, Mini PC e sombrinhas
  • Oferecer o casaco se estiver frio, e se ela não aceitar por educação, ele a cobre delicadamente
  • Escuta mais do que fala
  • Paga a conta  (SIM!)


Modernamente, podemos citar o malandro como uma adaptação tupiniquim do Dândi. Podemos também interpretar extensivamente e colocar no mesmo saco  o metrosexual e o mais coerente que é um movimento muito legal que começou na cidade Brazzaville no Congo e logo, se manifesta aqui em Paris, onde além de vários dândis liiiindos e charmants, há os também lindos Sapeurs, embaixadores do estilo Sape.

Cultivem-se meus jovens, um cavalheiro é sempre um cavalheiro.

1 Comment

Filed under Beleza, Black, Fashion

Bofe do Domingo

Jason Schwartzman

Ator

Origem: norte-americano

Carreira: ator e músico

O que contar para a família: Além de extremely cute, é sobrinho do Francis Ford Coppola e logo primo da Sophia Coppola o que torna qualquer festa de família muito interessante. Seu sobrenome significa “Homem preto”. É talentoso e tudo de bom.

É para casar? Por muito tempo esse foi o objetivo maior da minha vida. Agora eu tô em outra. Mas sim, é um menino casadoiro.

Leave a comment

Filed under Beleza, Cinema, Opinião

Ethymos

A palavra é:

África

Afri / Ifri/ Afer / Afariq/ Africa / Ifrîqiyâ / Ifriqech / Banû Ifran

Substantivo feminino denomina o continente africano e um país.
A origem do nome não é muito clara. Os gregos a chamavam Líbia o que na verdade era a área do atual Maghreb já  os romanos já usavam a palavra África para denominar toda a  região.


África pode ter tanto origem européia, do grego Afhriké, que significa sem frio. Na mitologia romana Africus era o nome de um dos doze ventos.  Na língua latina, Aprica (ensolarado)daria origem a África.

Tem a lenda de um rei de nome Africus de uma das três principais tribos da África antiga  fundou uma cidade e a batizou África. Com o desenvolvimento do comércio na região com os viajantes europeus, o nome se popularizou e passou a designar todo o continente negro.

A mulher de nome África é charmosa, interessante e um pouco tímida. É difícil resistir ao seu olhar ingênuo e personalidade cheia de frescor. Nos anos 60 , 4 mulheres foram batizadas com esse nome na França.

Lembrando que áfrica, substantivo comum, também denomina grande proeza,  grande feito realizado com coragem. Por exemplo: Fazer alongamento de cabelo com nó italiano é uma verdadeira áfrica ; )

Pra saber mais ( já que a redação ficou meio com preguiça de fazer a pesquisa completa o post será atualizado com mais informações sobre o tema) você pode ler esse artigo em Português e esse em Francês.

Leave a comment

Filed under Afro, Afrodescendente, Black

Por que o brasileiro odeia tanto as mulheres negras?

Como fazer uma dissertação à la francesa

  • A Problemática

Na capa do  site Terra.com hoje:

Torcida marca presença na vitória do Brasil sobre a Polônia

.

Na matéria uma foto de 4 mulheres NEGRAS MARAVILHOSAS que estavam na torcida da seleção de vôlei num jogo na Itália. Nos comentários, a lixolândia patrocinada, publicada e incentivada pelo site Terra, chama as mulheres de prostitutas. Baseado em que? COM CERTEZA PORQUE SÃO NEGRAS!

Eu poderia falar do homem em geral, da sociedade, do mundo secular, mas gostaria de saber por que o homem BRASILEIRO trata tão mal e desvaloriza as mulheres negras? Por que sempre somos tão discriminadas? Se somos feias, a segregação social, se somos lindas, somos prostitutas.

Alguém conhece no Brasil uma mulher negra que seja de verdade um ídolo? Você pode citar algumas (Tais Araújo por exemplo), mas nem se compara com qualquer mulher branca, mesmo que seja subcelebridade (dentro do mesmo exemplo, o autor Agnaldo Silva disse, quando Tais Araújo chegou ao auge de sua carreira ao protagonizar a novela das oito e ser uma das “Helenas do Maneco”, que uma Helena negra, não poderia ser  retratada como uma Helena “normal”, segundo ele).

Mulher negra não dá ibope no Brasil.

.

  • A Tese

John Lennon um dia disse que a mulher é o negro do mundo. A mulher negra é o negro até da cultura negra. A bióloga Fernanda Lopes, quem eu tive o grande prazer de conhecer na minha adolescência, liderou uma pesquisa relacionada as mulheres negras e o sistema público de saúde. As mulheres negras são as mais mal atendidas nos hospitais e postos de saúde do estado. Inclusive, muitos médicos diziam sentir nojo de tratar mulheres negras.

Esse descaso causa a morte precária e antecipada de muitas mulheres negras todos os dias. Agora, por exemplo.

A mulher negra é a mais discriminada no mercado de trabalho, principalmente entre 25 e 35 anos. Claro,  se somo máquinas parideiras, quem vai dar um emprego ou manter em um uma mulher negra se tem a mentalidade de que é uma mulher ignorante e promíscua e que certamente vai engravidar?

Para uma mulher negra chegar ao patamar de salário de um homem negro que, por si já ganha menos que um homem branco menos escolarizado, ela tem que estudar de 8 a 11 anos a mais!

Nunca me esquecerei uma vez que o Fantástico fez uma pesquisa para eleger a mulher brasileira mais bonita do século. As mulheres foram divididas em 3 grupos: loiras, morenas e RUIVAS (???)!

Você branco, já pensou como é conviver com isso tudo? Quando Luís Caldas e Tiriricas da vida fazem “músicas” jocosas e preconceituosas usando mulheres negras como tema, você já imaginou o que é escutar isso todos os dias na rua? O deboche e o riso velam o racismo por trás da letra e nós é que temos que aguentar.

John Mayer, pseudo-cantor americano disse que nunca ficaria com uma mulher negra, que seu pau membro era um símbolo da superioridade branca (oi?).

A revista americana Complex fez a lista das 50 mulheres brasileiras mais lindas conhecidas internacionalmente votadas pelo público. Entre elas 14 são negras e afro-descendentes, quase 30%. No Brasil, a revista VIP faz também uma lista anual das mulheres mais lindas. Em 2009, das 100 mais gatas da VIP, apenas 8 eram negras (8%)

.

  • A Antítese

Louvada na música popular, símbolo de força, luta e beleza, a mulher negra é uma das fontes da miscigenação do Brasil.  Nas religiões afro-brasileiras a mulher negra é a deusa, a guardiã da sabedoria, a mãe.

Uma unanimidade entre poetas e artistas, a mulher negra ocupa posição de destaque no imaginário da cultura brasileira.

.

  • Síntese

Eu concordo que o Terra não serve de parâmetro de nada positivo nesta vida. É o antro da lixolândia, Terra de ninguém, onde fala-se o que quer. O Terra dissemina o ódio racial, a intolerância e se vale de uma falsa liberdade de expressão de seus leitores para isso. É o mundo cão online.

Sempre me perguntei porque o homem brasileiro odeia tanto a mulher negra… Qualquer mulher negra tem mais histórias de discriminação racial e sexual do que  a população negra como um todo. Não temos direito a nada. O olhar de desdém das pessoas fere e agride nosso orgulho.

PRETAS, temos que nos unir contra isso, nos posicionar contra essa mídia que finge que não existimos. Quando nos dão espaço é por imposições legais ou por uma pressão  social que podemos fazer juntas!

O preconceito e os estereótipos persistem através do tempo. Morena, moreninha, cor de jambo, mulata, tudo isso é racismo mes belles, não se enganem! Chega de passar a mão na cabeça da brejeirice racista do brasileiro!

São muitos obstáculos mas NADA SUPERA NOSSA FORÇA!

ps.: a antes de gritar e espernear e dizer que o que digo é generalização barata, estude um pouco sobre a universalização dos fatos e fenômenos mais um pouco de retórica e depois cola aí pra gente trocar uma idéia.

ps.: antes de gritar, espernear e encher minha paciência, saiba  QUE ESTOU DE MUITO MAL HUMOR por conta disso!

Isso me deixa doente :(

Leia AQUI Nota de Repúdio contra o site Terra.com.br

:: Efigenias::

PRETAS DO CABELO DURO

59 Comments

Filed under As Efigenias, Internet, Opinião

I ♥ Balada

Balada, termo popularizado em meados dos anos 90

Invadiu nossa cultura e mudou nossas vidas.

A etimologia do sentido atual é desconhecida, mas uma possibilidade é que seja uma variável do verbo francês balader: sair sem compromisso, curtir, dar um rolê passeio. A denotação de balada no Dicionário Michaelis vem do provençal ballada que é um gênero de poesia popular originário dos países do Norte Europeu.

Já a conotação varia  desde a melhor festa no seu club do coração (superbalada), um bar com amigos (balada sussa) quanto uma reuniãozinha na casa da sua avó (baladeenha).

Ir pra balada, fazer balada, estar na balada é ser feliz. É afirmar a humanidade, desconstruir paradigmas e estigmas. Balada é balada.

Segundo Wilhelm Reich, dançar é uma forma de dissolver as couraças musculares formadas pelas neuroses. O movimento e emoção da dança libertam a energia sanadora chamada orgone. Balada é esporte.

Para muitos, o baladeiro é um imoral, pessoa fútil dada a hedonismos, sem candura moral. Mal sabem que os verdadeiros baladeiros são guerreiros. Cair na balada é demonstrar a originalidade, a autenticidade oprimida e morta todos os dias pela sociedade capitalista predadora baseada no trabalho semi-escravo.

A balada também serve de alegoria até para a Pátria Madre, já que como ela, é cara, tem segurança chato na porta, sempre lotado, o ar condicionado não funciona, mas é balada você se diverte!

.

.

.

“…e aqueles que que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música”

Nieztsche depois de uma soirée electro em Berlim

.

.

.

.

.

E falando em baladona…

Monty Pistons é uma “fanfare de beaux-arts débôzarts de Paris

Orquestra de metais e percussão dão o tom da festa que é pra dançar mesmo.

Prepare para shake you ass and save your soul ao som de The Especials,Dr. Dree, Spice Girls e por aí vai. Resumindo: uma PUTA balada!

Felicidade eufórica, vermelha e borbulhante.

Vive la fête!

:: Efigenias ::
“Professional Party People”

ps. aqui se fala português PAULISTANO

Leave a comment

Filed under Balada, Música, Out and About

O que rolou?

O que rolou essa semana?

Um pequeno weekly digest:

Teve o Tyson Beckford na Semana de Moda de NY.

O Kanie West e a Kelly Rowland também estiveram por lá.

♥ Por alguma razão  o termo mais buscado esta semana que levou/trouxe a esse blog foi…

“A Maior Cobra do Mundo”


Alguém tem alguma idéia relacionada a isso?

Whatever a parte, o título continua sendo da Tina Turner, cujo cabelo eu venho tentando imitar desde idos dos anos 80. Ela é o termo de busca mais traz o povo a esse humilde blog.

Deusa recitando o NAM-MYOHO-RENGUE-KYO rumo ao Kossen Rufu :)

♥ Saiu a edição de outubro da Revista Essence

Sem mais palavras, mas eu acho que eu sei como fazer qualquer um desses feliz. Juro, na humildade.

♥ E claro o novo hit da Rihanna e do David Guetta, Who’s that chick?

A bailar!

♥ Hoje rolou em Paris a “Lavage de la Madaleine”,

que é a lavagem-da-escadaria-do-senhor-do-bonfim em Paris, perto das galerias Lafayette.

É um barato como a cultura brasileira é forte em qualquer canto do mundo e como os franceses, em especial, amam o Brasil. Duvida? Então dá uma olhada:

É noix!

Biz ♥

Leave a comment

Filed under HOT NEWS, Internet, Out and About

Bom dia :)

Novidades

Coisas novas estão rolando no blog !

Nós (?) do Efigenias estamos muito contentes com a repercussão do blog e trabalhamos duro (?) para continuar crescendo a cada dia.

– Endereço: sim, mudamos, somos sérios agora, Efigenias agora é .org

– Contato: o email de contato com a gente é redacao@efigenias.org para sugestão de pauta, reclamação, desabafos e claro convites para festas, afinal é para isso que estamos aqui.

Muito em breve mais novidades diretamente de Paris para o mundo.

E para desejar um ótimo dia para todas as pessoinhas queridas que falam mal, criticam, dão bafão, mas estão sempre por aqui. “Êsse dois” para todo mundo!

“I dont care what bitches say!”

Biz! ♥

Leave a comment

Filed under Blosphera

Bofe do Domingo

Dustin Brown

Tenista

Origem:  alemão-jamaicano

Carreira: o jogador de Tênis mais bem sucedido da Jamaica.

O que contar para a familia: fala inglês e alemão, ocupa a posição 86 no Ranking a ATP e às vezes trabalha como modelo.

É para casar? Sim, porque é fofo e amamos esportistas.

1 Comment

Filed under Beleza, Black

OJO! na Moda

Existe moda na América Latina?

O que rola fora do eixo Paris – Milão – Nova York e orgulhosamente São Paulo?

Após um temporada em Buenos Aires, Sandra Cata volta a Colômbia onde junto com Laura Salgado e suas idéias estreia Les Recolettes – Estudio Moda Agencia de Modelos, de Bogotá para o mundo.

Empreendorismo criativo moderno, Les Recolettes buscam se destacar pelo cuidado estético, conceitual e  urbano.

Fresh and Clean.

Sandra Cata é também uma amiga querida, trabalhamos e badalamos muito em Buenos Aires. Chic e fina, é melhor observarmos de perto porque ela promete e muito!

Clique AQUI para ler a entrevista em Espanhol.

* O que e quem são Les Recolettes?

Les Recolettes Estudio Moda é um estúdio de produção e fotografia de moda que visa integrar produção de moda especializada, conceito tão pouco valorizado no mercado colombiano. Les Recolettes  é um espaço de pesquisa de moda onde além das produções, se faz pesquisas de tendência, stylehunter, coolhunting e artigos de moda para várias mídias. Com isto, provem a seus clientes um serviço completo, definido não apenas como algo estético mas sim como ramo da arte.

Les Recolettes são Sandra Guzman, produtora e jornalista de moda e Laura Salgado, fotógrafa. Sua incursão no mundo da moda começa com a marca de roupas e acessórios vintage Nela Sagu  e sua coleção Chic Vintage. Esta coleção, foi uma proposta inovadora na época, que trouxe para o mercado um recurso que ainda era desconhecido mas já tendências em cidades como Nova York, Buenos Aires e Londres. Tratava-se da reforma de peças de 2º mão e costumizá-las para que as gerações futuras pudessem utilizar.

Depois de terem sido publicadas no jornal El Tiempo, a revista Shock, GO Guia de Lazer e serem entrevistada pela expert de moda Pilar Castaño e o Body Channel, saem do país para expandir seus conhecimentos em Buenos Aires, Argentina envolvendo-se na cena bonaerense onde Laura Salgado  fotografa para Jack Daniel’s, Finlandia Vodka e agência Padre Comunicaciones e  Sandra Cata trabalha no  Buenos Aires Fashion Week (BAF) e faz algumas participações na Fox Latinoamérica sobre cores e tendências em design de interiores.

Em seu retorno a Bogotá, decidem se reunir para formar Les Recolettes Estudio Moda.

** Quais são as maiores influências de moda e estilo?

Definimos nossa influência dentro do gênero teatral e artístico onde juntamos referências visuais e estéticas como a revista Vogue Itália, que além de moda tem uma vertente cênica, assim como Eugenico Recuendo, Annie Lebowits e Ines van Lawswerde.

*** Quais são os grandes nomes da moda?

Galliano, Alexander McQueen, Coco Chanel, Elsa Schiaparelli e Yves Saint Laurent.

**** Existe moda na América do Sul?

Sim, existe a  moda, mas não há a tendência, dois conceitos totalmente distintos que no Sul não são totalmente diferenciados. Somente existe a moda no sentido da massividade.

***** Qual a diferencia da moda na América Latina e Europa e Estados Unidos?

A Europa se identifica com a nostalgia do passado: vinculam peças de diversas épocas e assim criam tendência. Nos Estados Unidos o lance é a massificação e um conceito pret-à-porter a última potência, onde a moda é um item de consumo massivo e urbano.

Na América Latina a diferença é no processo de produção e auto-identificação: suas origens fazem parte da criação e do design e agora tenta estabelecer uma base para evoluir no mundo da moda.

****** O que a moda  em São Paulo, Buenos Aires e Bogotá tem em comum?

A auto-identificação com suas origens. Tenta-se criar uma base protecionista e afirmativa através da moda.

******* Me fala sobre Les Recolettes Model Agency?

Este novo projeto quer injetar ao mercado modelos que satisfaçam as expectativas dos clientes por uma nova visão dos modelos. Nosso objetivo se baseia na exaltação dos traços, da diversidade. A idéia é abrir espaço para a diferença, fugindo do protótipo colombiano, não só pela imagem quanto pelo estilo que pode ser trash, punk, yuppies, etc…

******** Como é o homem e a mulher Les Recolettes?

São autênticos, mesclados com glamour e carisma.

********* Quais são os objetivos e os planos da marca?

Nos projetar não só a nível nacional e internacional, o que já começamos na Argentina. Queremos cobrir todos os âmbitos da moda de maneira integral e eficaz.

********** Há influência da cultura negra na estética buscada por Les Recolettes?

Sandra Cata é mestiça de negro e branco. Sempre vemos raízes e elementos afros em nossas produções. A cor, a ginga e talvez a força e a luta. A quantidade de recursos e opções da estética afro, como o style a as texturas.

Gracias amiga :) ♥

ps.: O Efigenias foi solicitado a retirar uma das imagens da matéria por “quebra de direitos autorais (?)”. Cumprimos e lamentamos prontamente.  Só não se  esqueçam de algo amiguinhos, um LINK vale mais do que mil palavras! ;)

1 Comment

Filed under Black, Fashion, One of Us

Tell me your secret

PostSecret

PostSecret.com é um projeto artístico criado na web  em 2005 por Frank Warren.

A idéia é simples: pessoas escrevem seus segredos em cartões postais e enviam anonimamente pelo correio. São milhares de pessoas compartindo seus segredos mais íntimos com desconhecidos.

Não importa qual o seu segredo, apenas que seja sincero,profundo, verdadeiro e que nunca tenha sido dito antes para ningúem.

A palavra é SIMPATIA :)

Pior que é verdade …

Postsecret também  é:

  • O maior blog sem publicidade da rede
  • Quatro livros publicados
  • Páginas em publicadas em mais de 5 idiomas
  • Ajuda às pessoas vulneráveis ao suicídio
  • O projeto: PostSecret “Soldier’s Secrets” Project , de apoio a soldados que estão em combate

Um exemplo do que uma simples grande idéia pode fazer a vida das pessoas.

2 Comments

Filed under Internet

AfroPorteña :)

Uma listinha de 10 coisas para ver/viver/ fazer/amar em Buenos Aires:

Na minha semaninha de férias antes de cruzar o oceano, muitas saudades de Buenos Aires, das minhas amigas, da minha vidinha en la Ciudad de Niños!

Niceto Club

Balada das nossas, principalmente às quintas onde a Companhia Inestable apresenta o glamuroso e sexy Club 69.

Não existe espetáculo assim no mundo inteiro: música eletrônica, dança, teatro. Eu garanto!

*

Zizek Parties

CUMBIA, a música da natureza, dos nossos antepassados. Na real, falar que Zizek é só cumbia é limitar  o selo que já é um movimento cultural. Os melhores remix de funk carioca que escutei foi em transe nas festas Zizek, que são as mais copadas de Buenos Aires.

O crew do Zizek faz mais shows no exterior que na Argentina, então se estiver em Baires e rolar uma festa, não hesite.

Escuta aí: El Remolón Mix Tape

*

Spring

Restaurante budista vegetariano mágico. Um oásis de comida saudável em Buenos Aires. Tudo bem que não dá pra comparar com restaurante vegetariano brasileiro, mas vale muito a pena, a comida é deliciosa, honesta, clima familiar.

Mas aí você me pergunta: e a carne argentina tão famosa? Acredite, depois de um tempo comendo carne (só carne mesmo) você vai chorar de alegria ao ver agrião e palmito ou se emocionar realmente como eu quando comi caqui depois de mais de um ano.

*

Plaza Serrano

Sim, é point turístico mas é muito divertido mesmo.  A Plaza Serrano durante o dia, nos finais de semana, tem a feira de artesanatono centro da praça e as baladas que a noite fervem cheias de turistas e argentinos, nas tardes se transformam em galerias de roupas e design.

Ojo! com a qualidade das peças, vai por mim. É pra olhar, curtir, mas comprar com parcimônia. Isso se você espera que uma roupa dure mais que mais alguns meses.

À noite, a dica é o meu bar do coração Crónico que funciona 24 horas. O clima é relaxadão, a comida é boa e eles dão amendoim pra beliscar junto com a cerveja.

*

Palermo Soho

Palermina assumida não podia deixar de citar a “palermização” de Buenos Aires: tem Palermo Alto, Viejo, Novo, Hollywood…mas é em Palermo Soho que você encontra os restaurantes mais charmosos como o Lelé de Troya, o Bar Secreto (que pelo jeito e contra a minha vontade não é mais tão secreto, por isso publico aqui), o Post Bar onde tem pizza free às quintas na linda rua Thames. Caminhar sem destino pelas ruas do Soho Portenho é um programaço.

*

Podestá

Chegue cedo neste bar de Palermo Soho.  No andar térreo rock internacional e rock argentino (é tipo piada interna, mas é divertido). No andar de cima música pop, um pouco de 80’s. O som não é o mais criativo, mas o happy hour até as 2 da manhã deixa tudo muito mais interessante.

*

Malba

O Museu de Arte Latinoamericano de Buenos Aires é chic, fino, modernete, mas não se prenda só a ele. O Malba recebe exposições internacionais e nacionais de artistas consagrados, mas nas ruas de Palermo há várias galerias, muito grafite, muito design. Em BA a arte e a criatividade estão no ar, em cada esquina. Don’t belive just in the hype, look around.

Ah, e quando rola La Noche de los Museos , evento que rola em mais de 130 cidades em todo o mundo, as pessoas podem visitar os museus à noite e de madrugada e o Malba também está na roda. Boa oportunidade para dar uma pegada mais under à visita ao museu. A próxima será dia 10 de novembro.

*

La Bomba del Tiempo

A rotinas das segundas  é: começar com La Bomba del Tiempo em Abasto, bairro roots dos teatros e dos bares de tango onde está situado a Ciudad Cultural Konex, onde às segundas os tambores unem pessoas de todo o mundo e a festa fica linda demais. Bom, devo admitir que para quem está acostumado com Olodum e Timbalada, a música não engana muito não, mas as pessoas no vibe da percussão fazem a longa fila valer a pena.

Depois ir diretamente ao bar Guapachoza, na Jean Jeures, dá pra ir caminhando. É um bar, teatro, centro cultural onde você pode fazer uma pausa pra comer uma empanada e escutar boa música depois da La Bomba.

E pra finalizar a noite, a Fiesta Afrolatina que é uma das minhas festas preferidas porque é despretenciosa e o povo vai pra dançar mesmo: salsa, música colombiana, hip hop brasileiro, reggaeton, tudo junto e misturado.

*

Buquebus

Sim, uma coisa boa para fazer em Buenos Aires é sair de lá. Explico: o Buquebus é um barco que liga Buenos Aires a Montevidéo, Colonia e Punta del Leste no Uruguay. A viagem é sussa, o barco é legal só não caia no conto da  Primeira Classe. Outra coisa divertida é ver os preços praticados no Uruguay e voltar correndinho para Argentina aproveitar o câmbio se você for turista.

*

Ser feliz!

Sou sou suspeita para falar porque a Argentina é meu segundo país. A cultura é muito diferente da nossa, é difícil conhecer de verdade a sociedade argentina, mas a cidade é linda, abre as portas para os extrangeiros. É fácil encontrar um quarto para alugar, um trabalho, uma atividade, um amor. Ganhar dinheiro está fora de cogitação principalmente pelo câmbio fraquinho e a inflação letal, mas não existe uma pessoa que vá e não volte a Buenos Aires.

Que saudade de ir de bicicleta pro trabalho, convidar as amigas pra fazer a cena em casa, os asaditos, as prévias, os bosques de Palermo, ir e voltar da balada a pé, pegar taxi pra qualquer lado, o calor do metro, reclamar pra ir ao supermercado, minhas amigas queridas, os homens lindos nas ruas, purê de batata, falar espanhol, falar inglês, falar todas as línguas, La Borrachera, Levitar, lojinhas de design,tomar sol na terraza, chamar o namorado de Papi facturas, el video club,…

1 Comment

Filed under Out and About, Viagem

Casa de Bonecas

10 peças de design que dão vontade de brincar de casinha

Dá pra ser modernete, cutting-edge, punk-rocker e housewife ao mesmo tempo! Clique nas fotos para conhecer bem e babar pelas peças.

Toalhas da botique do metrô de Paris

Relógio Vinil Imaginarium

Saleiro e Pimenteiros de Cogumelos da ModCloth

Bule da ModCloth by Shinzi Katoh

Conjunto de pratinhos diálogo da ModCloth

Stickers para decorar da Les Invasions Ephemeres

Sofá montável by Sergio Bicego for Saba Italia

Torredeira muuito fofa da Hello Kitty

Coisinhas pra cozinhas que eu não sei o nome da Head Chefs

Home Bofe Multi-Uso

ps. quando vão lançar a Universidade WordPress? Aceito sugestões para alinhas as fotos!

Leave a comment

Filed under Produtos

Balada * São Paulo

Projetos de gafieira agitam SP e renovam público

  • 17 de julho de 2010  – Jornal da Tarde
  • O quarteto do Projeto Vinagrete, criado há quatro anos, também gosta de reproduzir o clima das gafieiras pelos lugares por onde passa: dia 24, na Roda de Samba e Gafieira no Paribar, no Centro; e na Noite de Gafieira e Samba Jazz, no dia 24, no Miscelânea Cultural; e no dia 20 de agosto, no Espaço Urucum, ambos em Pinheiros. “Nossa proposta é que o pessoal vá para uma balada para dançar a dois. Existe um forte público de universitários que curte isso”, conta o vocalista Uribe Teófilo, 26 anos. O fato de eles repaginarem antigas canções também ajuda nessa nova formação de plateia.

Leave a comment

Filed under Música

Tantas cores…

Esmaltes: tantas possibilidades, o que escolher?

O blog Mistura Tudo fala sobre esmaltes, nossa relação de amor, ódio, cores e formatos.

Esse blog é uma graça, bem caprichado e as meninas umas fofas.

Eu admito que me custou um pouco acreditar que fosse possível escrever um blog sobre esmaltes, mas elas mostram que há ainda muito o que falar, pintar e borrar por aí.

O legal é que sempre há a comparação das cores dos esmaltes na pele negra e branca. Eu adorei esse cinza ai em baixo:

E para as que estão cansadas mas não podem largar  esse vício, há esmalte em canetinha, muito divertido para decorar. Do blog da Maureen Motta.

E para as mais modernetes, olha a Kelis de francesinha multicolorida. Quem arrisca?

1 Comment

Filed under Beleza

Le beurre et l’argent du beurre

Publicidade do bem!

Já sabemos que é tudo pela $grana$, mas CRIATIVIDADE É TUDO, é o que de verdade faz a diferença entre ser um HUMANO ou um ATM Machine.

DIESEL –  Be Stupid

TyC – Mundial SudAfrica 2010

Apple – Think Different

Leave a comment

Filed under Internet

Estilo

Família Pinked-Smith na Première de Karate Kid em Londres.

Willow Smith é uma Efigenia.

1 Comment

Filed under Beleza, Cinema, One of Us

Blogsphera

WordPress Blogs sobre: Crespo

Blog em destaque: Efigenias!

:) !

Leave a comment

Filed under Blosphera

Cinema – κίνημα – kinema

Blowing mind movie!

Maria Antonieta

(Marie Antoinette, EUA-FRA, 2006)

Hong Kong Garden, Siouxsie & Banshees, trilha sonora do filme e uma das cenas mais rock n'roll da história do cinema.

A história da delfina adolescente da França na visão pop-rock de Sofia Coppola.  Roteiro, história, figurino, luxo, Jason Schwartzman, ou seja, tudo o que a gente gosta.   Destaque para a interpretação brilhante de Kristen Dunst.

Clique aqui para ver o filme online.

Leia também:

1 Comment

Filed under Cinema, One of Us

Dia do Rock

Quem conhece rock ‘n roll de verdade, se identifica com a atitude desse movimento transformador social (para mim omais importante do século passado) sabe do que eu estou falando. FELIZ DIA DO ROCK!

Um beijo a todos os rock  ‘n rollers de uma punk kid :)

The Noisetteses

Shinga Shoniwa doesn't upset the rhythm

Don't fart in my heart

Hedwig

Tina Turner

Rainha, rock chick e budista

The GO!Team

yeah yeah yeah yeah yeah

1 Comment

Filed under One of Us

África 2010 destino Brasil 2014

Chega ao fim a histórica Copa do Mundo da África do Sul 2010, a primeira do continente africano (Parabéns a Espanha). Durante um mês vibramos, torcemos, choramos (uns mais que outros) olhando para a África. Viva a Copa!

A Fifa mais uma vez se destacou como grande organismo internacional. Tão importante quanto a ONU e o trabalho diplomático dos países, a FiFa conseguiu unir as pessoas em nome do esporte no maior evento da Terra.  E na África.

Nos últimos 30 dias pessoas no mundo inteiro conheceram mais sobre a África, sua história, seus costumes.  Um olhar muito diferente do que estamos acostumados a ver quando se fala dos paises africanos. E digo África, não somente África do Sul, porque essa Copa representou todo o continente, o povo preto e sua cultura comum.

Pra vocês terem idéia da visibilidade, o termo “World Cup 2010”  teve um aumento de mais de 2000% no último mês nas buscas no Google* e outros termos como “South Africa”  e “Africa Cup” tiveram cresceram no interesse do usuário em mais de 1500 e 300%, respectivamente.

Impressionante também o interesse dos próprios africanos na Copa do Mundo. Os pequenos Suazilândia e Lesoto lideram a lista de paises no interesse nas buscas. O olhar do africano voltado para a própria África  demonstra a importância social do evento.

Os  problemas sociais também foram tema nesta Copa. Violentos protestos dos trabalhadores do Mundial por aumento  de salário e os crônicos problemas de fome, miséria e subsenvolvimento.  O lado positivo é que depois dessa Copa, ninguém pode dizer que não sabe o que acontece na África, tanto a luta e o carisma do povo, o potencial de mercado, os recursos naturais,  quanto a pobreza, racismo. e a Aids A Copa é uma grande exemplo para a humanidade, podemos nos unir para mudar esse quadro de desigualdade, baixar os índices de contaminação de HIV é um primeiro grande passo que devemos a mãe África.

Durante esse mês de festa,  dias vimos na televisão homens e mulheres negras bem sucedidas, lideres mundiais, presidentes, atletas negros. Falamos sobre a beleza das mulheres, o estilo, as paisagens paradisiácas e a influência da África na cultura da humanidade, mesmo quando não nos damos conta.

Uma vez eu perguntei a um lider budista, qual era a opinião do Budismo sobre os problemas que assolam a África nos últimos séculos e que parecem não ter data para terminarem. Com um sorriso ele respondeu temos que olhar a África como o futuro da humanidade.É o inicio e a continuação dela.

Eu gostei do que vi na Copa, muita festa e união, mesmo sobre o crivo dos céticos que dizem que o dinheiro foi a grande estrela do mundial. Humanista romântica que sou, acredito que a primeira Copa da África é um dos maiores eventos da história do povo negro.  E é só o começo.

:)

* fonte: Google Insight, sem valor oficial, meramente ilustrativo.

2 Comments

Filed under Opinião

Concurso

Esta é do site da Daniela Salú, Cabelo Bom:

Crespro Pride! Participe!

1 Comment

Filed under Negas do cabelo bom

Lady Grace Jones

I was always really determined to look the way I wanted to look, and I wanted to cut my hair. I wanted to look different because I was used to looking different. Because of my religious background I’d always been encouraged to look different. ”

O Über DJ Camilo Rocha escreveu uma matéria bem humorada sobre Lady Gaga e Grace Jones, cantora, modelo, atriz, ícone artístico, pop e black dos anos 80. Lendo os comentários (opiniões e lixolândia como sempre) se nota que o tema é controverso para os fãs de ambas divas.

Grace Jones nasceu na Jamaica e se mudou com sua família aos Estados Unidos aos 17 anos. Formada em Artes Cênicas pela Onondaga Community College, começou sua carreira de modelo em Nova Iorque no início dos anos 70. Era o começo da “Era das Celebridades” e ela, ostentando seu power dressing, circulava entre ricos e famoso, inclusive fazia baladinha com o nobre Andy Warhol, cineastra e fotografo da Pop Art.

A parte seu trabalho como atriz, em 1977 sua carreira se extendeu de modelo à cantora, quando foi contratada pela Island Records. Lançou mais de 10 albúns que passearam pelo pop, rock, reggae, chanson française, new wave, disco, dance, ou seja, toda gay music que amamos.

Fez parcerias com Annie Lenox, outro ícone da época (mais uma referência para Lady Gaga), Brigitte Fontaine e Luciano Pavarotti.  Além de claro, ter tido suas músicas remixadas por grandes artistas como LL Cool J e Primal Scream.

Falando em influência, não só Lady Gaga pode se dar ao luxo de ter Grace Jones como mestre. Pessoas do nível de Prince, Madonna e Michael Jackson são súditos assumidos de Jones. Respeitosamente gostaria de citar Lacraia como fruto do estilo cutting-edge de Grace Jones.

Hoje em dia, Grace Jones mantem sua carreira e sua divindade no underground. Diferente de Lady Gaga que no ground cai muito bem ao pop de mercado. Sem falar que como artista, Gaga ainda tem muito caminho para mostrar que é mais que uma modinha. Eu gosto da Lady Gaga, mas dizem que quem gosta de Lady Gaga não liga muito pra música.

Chego à conclusão que Lady Gaga só existe porque existiu Grace Jones antes dela, é sua continuação. Nos dizeres do sábio Camilo Rocha “Grace é professora, Gaga ainda é aluna. Simples assim.”

Descrita por alguns como pretensiosa e arrogante, Grace Jones sabe o símbolo que é e que sua atitude vanguardista abriu portas para muitos artistas e para as mulheres, sobre tudo negras. Uma mulher preta, andrógena, poderosa se impor e se expressar da sua maneira nos anos 70 é um ato de coragem e pioneirismo que não se compara a nada hoje em dia e disso, infelizmente, a pequena Gaga não pode se gabar.

Capa do seu último disco Hurricane, lançado pela The Vinyl Factory em vinil, edição luxo, 500 cópias cada uma pela preço simbólico de £ 300.

Leave a comment

Filed under One of Us

La NOIRE Vague

Fruto da ociosidade ou da real necessidade de dizer alguma coisa?

A pergunta é: Pourquoi pas la vague noire?

1 Comment

Filed under Opinião

Moda à cores

Moda moderna com toques étnicos e urbanos ultra femininos, esta é a Boxing Kitten da auto-didata e businessmodernlady Maya Amina Lake . A inspiração vem das ruas, do vintage, das manifestações sociais e do mais moderno e multicultural.

A designer, formada em Estudos Afro-Americanos na Univesidade de Wesleyan, empresta sua creativdade para vestir divas como Beyonce, Alicia Keys e Rihanna.  Suas peças coloriadas também podem ser vistas nas páginas do New York Times, Giant Magazine e nos blogs mais modernos da net, como o Black Girls Rock que escolheu Amina como uma das Three Fashionistas To Watch.

1 Comment

Filed under Fashion

Exposição de novas Barbies negras

Amamos Barbies!

Pretas, loiras, morenas, negras, orientais, amamor todas e queremos mais!

Exposição Black Barbie
fonte: Terra.com.br

Exposição da brand new generation de Barbies negras. A diferença agora é que as novas Barbies não tem somente a cor da pele negra, mas sim os traços e uma pegada mais black, digamos.

A ordem agora (finalmente) é representar! Além da Barbie, há também suas amigas Grace, Lenara ,Trichelle e Christie, cada uma com seu estilo, personalidade e tom de pele, como é na vida real.

Urbana, princesa, moderna, étnica, tem para todos os gosto, como deve ser.

Ponto para Mattel, ponto para todas nós!

 

:: Efigenias ::

ponto para todas nós

1 Comment

Filed under Afrodescendente, Beleza, Produtos

Troféu Raça Negra 2009

Premiação de artistas, intelectuais, esportistas e personalidades pretas

Sharon Menezes e Cris Viana

Trofeu Raça Negra em São Paulo e mais uma vez não fui convidada :( Em breve serei uma blogueira respeitada e choverá convite vips para mim. (atualização: estamos em 2013 e até agora nenhum convite)
A imprensa não falou muito, confira a reportagem do Terra.
Pelas fotos eu notei que há uma carência absurda de maquiadores especializados em pele negra. Até eu, uma humilde multimidia wannabe me maquio melhor!
Fora esse detalhe, apoio o Troféu Raça Negra e espero que chegue a importância do BET Awards nos EUA.

ps. recomendo que vejam as fotos no Terra, leiam a reportagem mas não leiam os comentários.

Dicas de maquiagem para a pele negra

:: Efigenias ::

((aplausos))

1 Comment

Filed under Ação Afirmativa, Afrodescendente, HOT NEWS

Black or Pink

Proponho a vocês a mesma  pergunta  que eu  fiz para um amigo canadense?

“Is it possible that pink is better than black in a human being?”

Nem vou publicar a foto porque isso implicaria  ter que olhá-la outra vez e é exatamente o que eu não quero para minha  vida.
Todos me conhecem por meu espírito tolerante e progressista (até demais), mas não consigo ter ternura por essas mulheres que usam clareadores de pele para “tentarem” ficar “brancas” (o que é ser branco?).  A primeira vez que eu vi no metro de Paris não podia acreditar. “Será que ela realmente crê que alguém acredita que ela é branca ou pensam que tem um câncer de pele?” divaguei no auge do meu asco.
unfairNós mulheres somos oprimidas pelas ditaduras da beleza. Mas isso não as eximir de culpa e nem  me impede de quase vomitar quando uma conhecida de Paris também disse que estava difícil encontrar esse tal “bleaching” ou “whitening” e perguntava se no Brasil não teria para comprar.
Não honey, não tem e se depender de mim não vai ter nunca! Qual neguinha do Brasil nunca ficou horas torrando no sol pra ficar mais preta? Eu, muuuitas vezes e vou continuar assim, quanto mais preta melhor!
Pra resumir minha conversa com ela eu disse: ” Ça, c’est dégoûtant, biatch!!”
:: Efigenias ::
o tempo passa…

2 Comments

Filed under Beleza, Opinião, Produtos

Prêmio para Bill Cosby!

Bill Cosby ganha prêmio Mark Twain

rudy cosby show efigenias

O prêmio mais importante dado a comediantes nos EUA, o prêmio Mark Twain foi merecidamente oferecido ao mogul Bill Cosby. Bravo!

Eu sou suspeita, porque junto assim como o Tio Acaiabe, Bill Cosby é muito querido no meu coração e nas minhas lembranças desde sempre como parte da família.

Claro que vocês lembram do Cosby Show. Olha aí  como está a Rudy agora.

Gracias Concreteloop, my sweetheart website!

:: Efigenias ::

Mogul

Leave a comment

Filed under HOT NEWS, Mogul, TV

Cinema – κίνημα – kinema

The Modern Racist Paradigm

é um documentário superinteressante e até chocante sobre a evolução dos paradigmas do racismo e como  as caraterísticas de sua expressão se transformaram ao longo do tempo junto com a sociedade. O papel determinante de todas as mídias no processo de manutenção  e propagação do preconceito de cor e raça etnia.

 Efigenias Bamboozled

O gênio Spike Lee também trata do mesmo tema em

Bamboozled

, filme de 2000. Damon Wayans é Pierre Delacroix um executivo de um canal que ao expor o racismo e os esteriótipos repetidos pela televisão num Ministrel Show , acaba se surpreendendo com o êxito público e comercial de sua proposta e suas consequências.

:: Efigenias ::

À voir absolument

É um documentário superinteressante e até chocante sobre o paradigma moderno do racismo que evoluiu com o tempo e a socidade, e o papel determinante de todas as mídias no processo de manuntenção  e propagação do preconceito

3 Comments

Filed under Afrodescendente, Cinema, Mogul